Walter Braga Netto, chefe da Casa Civil, grava áudio sobre papel do povo na intervenção militar #boato

Boato – O general Walter Braga Neto, ministro-chefe da Casa Civil nomeado por Bolsonaro, gravou um áudio no WhatsApp falando que o Brasil vive em situação de guerra e que o Exército só vai fazer a intervenção militar se o povo sair às ruas.

É incrível como que, no meio de uma pandemia como a do coronavírus, existem alguns lunáticos que ainda pensam em intervenção militar no Brasil. O desejo (que, ao contrário da narrativa dessas pessoas, é completamente inconstitucional e caracteriza um golpe de estado) sempre é permeado e inflamado por declarações fortes em redes sociais. Muitas delas com créditos falsos.

A última que circula na internet dá conta de um áudio que teria sido gravado pelo general Walter Braga Neto. Um dos homens fortes do governo Bolsonaro teria gastado 20 minutos da vida dele (e da nossa) para fazer uma longa explicação às amigas “Laisa e Dietrich”. Na mensagem, ele teria citado diversas coisas relacionadas à viabilidade de uma intervenção militar.

No início, Walter Braga Neto teria citado o artigo 142 (sempre interpretado de forma errada por quem defende a intervenção militar), que fala que o Exército é fiel ao Estado e não ao governo e que depende de hierarquia e disciplina. Ele critica os “comunistas do Exército”, diz que estamos em tempos de guerra e que haverá punição interna (inclusive de morte).

No áudio, o suposto general também cita que a China “comprou uma concessão de TV aberta”, relembra os anos de Ditadura Militar (onde diz que foi atuante), fala mal do general Mourão, da China (diz que o coronavírus foi criado em laboratório), diz que Bolsonaro tem um grande apoio popular e arremata com uma orientação “ao povo”.

Assim como em tantos outros casos, o áudio aponta que o Exército “só vai agir” (entenda como intervenção militar) se o “povo assim quiser”. E essa demonstração teria que ser feita não só na internet como também indo às ruas. Por fim, a pessoa reitera que estamos em tempos de guerra e que o coronavírus é um “problema” bem menor do que outros. Leia as mensagens que circulam junto com o arquivo e escute o áudio (só vamos deixar porque o tom de voz é fator decisivo no desmentido):

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: Ouçam o novo Chefe da Casa Civil nomeado pelo Bolsonaro, General do Exército Walter Braga Neto. Vamos repassar em todos os grupos !!! Versão 2: Perfeita a fala do General Braga Neto! Sem o apoio do povo, o exército nada fará. Mas não é apoio só pelas redes sociais, mas também nas ruas. Como se diz: uma coisa é ter vontade; outra coisa é querer e quem quer algo luta por ele. Versão 3: VAZA ÁUDIO DO GENERAL BRAGA NETTO, PRONTOS PARA INTERVENÇÃO MILITAR NO BRASIL. Versão 4: Braga Neto disse que haverá pena de m0rte para autoridade que trair o Brasil.

Walter Braga Netto, chefe da Casa Civil, gravou áudio sobre papel do povo na intervenção militar?

O tal áudio se espalhou com muita força na internet e deixou muita gente assanhada em relação a uma suposta intervenção militar no Brasil. Mas será mesmo que o tal áudio foi gravado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

O primeiro motivo que nos levou a desconfiar da informação está na mensagem em si. Além de ela ter as principais características de boatos online (vaga, alarmista, com erros de português e pedido de compartilhamento), tem um texto já manjado em fake news na internet.

Não é a primeira vez que um áudio falsamente atribuído ao general Walter Braga Netto (escrito erroneamente como “Neto”) circula na internet. Já desmentimos balelas similares em, no mínimo, três vezes. Em uma delas, ele foi descrito como “fio desencapado”. Em outra, teria criticado deputados. Em uma terceira teria criticado o STF. Em todos os casos, o áudio não é dele.

Tem mais um detalhe: ao buscar em fontes confiáveis sobre a tal autoria do áudio, nada encontramos. Vamos convir que se um conteúdo desse tivesse sido gravado por um ministro de Estado, viraria notícia. Afinal, o áudio tem diversos absurdos e é gravado em tom totalmente conspiratório. Mas não: só achamos o tal arquivo atribuído ao general Braga Netto em grupos de intervencionistas.

Não para por aí. É improvável que o ministro Braga Neto (que, ao contrário de outros ministros da ala “ideológica” de Bolsonaro, é bem reservado) gravaria um áudio falando tantas informações falsas. Achamos, no mínimo, três fake news já desmentidas aqui: a de que a China tinha um canal de TV aberto, de que a China criou o coronavírus e que a Covid-19 não é um grande problema. Aliás, também é improvável que o general tenha, no meio de uma pandemia, tempo livre para ficar mandando recado para intervencionista em grupo no zapzap.

Por fim, a voz. O timbre da voz do sujeito do áudio é completamente diferente do timbre de voz do general. O sotaque (que de Braga Netto é uma mistura de “mineiro” com um “chiadinho” no “S”) é bem diferente do sujeito do vídeo. Veja algumas declarações do real ministro e tire as suas conclusões.

Resumindo: a história que aponta que o general Walter Braga Netto gravou um áudio falando em intervenção militar no Brasil e que convocou o povo para ir às ruas é falsa. Não passa de mais um boato que usa o nome do ministro para viralizar na internet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2yOF9Hf

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet