STF “amarelou” porque Exército agiu e cogita barrar candidatura de Lula (que dançou) #boato

Boato – Exército mostrou limites para STF e ministros decidem barrar candidatura de Lula para evitar intervenção militar.

As eleições presidenciais no Brasil, que vão ocorrer em 2022, já estão dando o que falar. As brigas políticas, as alianças entre os partidos e a possibilidade do ex-presidente Lula concorrer ao cargo têm esquentado as discussões sobre o pleito.

Em meio à situação, uma história começou a ser compartilhada nas redes sociais. De acordo com a publicação, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux estaria pensando em não permitir uma candidatura de Lula nas eleições de 2022. Segundo a história, o motivo seria a pressão por parte do Exército, que poderia “antecipar uma intervenção militar”.

De acordo com a história, a ministra do STF Carmen Lúcia teria solicitado uma resposta do Exército, após os militares imporem sigilo de 100 anos no caso do general Eduardo Pazuello. Segundo a história, o Exército teria dito que “não tem satisfação a dar”. Ainda segundo a publicação, o Exército “não aceitaria, em hipótese alguma, uma eleição do Lula”, o que “colocaria em risco a democracia brasileira”, caso o STF aceite sua candidatura. Por isso, de acordo com a história, o STF teria decidido voltar atrás. Confira:

“Exército brasileiro entrou em ação e o STF amarelou, pois é depois das declarações de algum ministro do STF e da CPI contra o general pazuello. As forças armadas principalmente o exército respondeu rápido”. 

STF “amarelou” porque Exército agiu e cogita barrar candidatura de Lula (que dançou)?

A informação fez sucesso nas redes sociais, em especial, no Twitter e no WhatsApp e foi bastante compartilhada em grupos bolsonaristas. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da verdadeira história por trás de todos os processos levantados nessa história.

Basta olhar para a publicação para perceber que ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, alguns erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, histórias falsas sobre o ex-presidente Lula nunca deixaram de circular na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que o Instagram estaria censurando a expressão “Lula genocida”. Também a que indicava que um erro no julgamento do STF teria deixado Lula inelegível e, por fim, a que apontava que Lula teria pedido licença ao STF, em 2019, para passar lua de mel em Dubai com Janja.

Ao buscar mais informações sobre o assunto, percebemos duas coisas. A primeira delas é que a publicação cita um assunto antigo: o pedido de explicações, solicitado pela ministra do STF Carmen Lúcia, ao STF. A segunda é que a publicação cita algo que não aconteceu: a inelegibilidade do ex-presidente Lula.

O sujeito que aparece no áudio que acompanha a publicação basicamente fala que a ministra Carmen Lúcia “testou o Exército” que, por sua vez, respondeu de forma ríspida e fez com que o ministro do STF Luiz Fux repensasse a liberação da candidatura de Lula (uma vez que o Exército não aceitaria tal coisa).

Pois bem, essa história do ministro do STF Luiz Fux pensar em barrar a candidatura de Lula foi divulgada em, junho de 2021. Na época, rumores davam conta de que Fux ainda enxergava meios legais para impedir a candidatura de Lula.

Entretanto, após a notícia ser veiculada na imprensa, o próprio Supremo Tribunal Federal (STF) fez questão de desmentir a informação. De acordo com a Corte, o ministro Luiz Fux jamais se manifestou sobre as condições de elegibilidade de Lula em 2022. A Corte ainda destacou que após a decisão do STF, cabe somente à Justiça Eleitoral dizer se Lula pode ou não concorrer às eleições de 2022.

Já sobre o caso envolvendo a ministra Carmen Lúcia, a história passou distante da realidade. Em junho de 2021, o Exército decidiu não punir Pazuello, após o general participar de um ato político ao lado de Bolsonaro. De acordo com o Estatuto dos Militares e o Regulamento Disciplinar do Exército, militares da ativa não podem participar de atos políticos. Após a decisão, a Defesa decidiu arquivar o caso e impor sigilo de 100 anos.

De fato, Carmen Lúcia exigiu uma explicação ao Exército sobre o sigilo imposto no caso do general Eduardo Pazuello. Após o pedido, o Exército respondeu o STF, mas não de maneira ríspida. De acordo com a nota enviada ao STF, “não existe absolutamente interesse público” no “referido processo administrativo disciplinar”.

Sobre o Exército tentar intervir caso Lula consiga se candidatar nas eleições 2022, não existe qualquer indício ou prova de que isso vá ocorrer. Além disso, as fake news advindas das manifestações do dia 7 de setembro também levantaram essa questão, mas como já dito daquela vez, é tudo mentira.

Em resumo: a história que diz que o Exército impôs limites aos STF, fez a Corte “amarelar” e acabou com as esperanças de Lula é falsa! A história mistura informações que não aconteceram ou já foram desmentidas. A ministra Carmen Lúcia, de fato, solicitou uma explicação ao Exército sobre o caso Pazuello, mas foi respondida (e não de maneira ríspida). Já a história de que o ministro Luiz Fux estaria pensando em impedir a candidatura de Lula em 2022, o STF desmentiu a informação e afirmou que agora cabe somente à Justiça Eleitoral decidir seu futuro. Por fim, a história de intervenção e ruptura da democracia parece um desejo bastante presente na vida de muitos bolsonaristas, mas até agora não passa de fantasia e ilusão. Ou seja, a história é pura balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso