Presídio de Palmas (Tocantins) é administrado pelo Exército, Policiais Federais e Bolsonaro #boato

Boato – Presídio de Palmas (Tocantins) tem detentos cantando Hino Nacional porque é administrado pelo Exército, Polícia Federal e Bolsonaro.

Como apontamos diversas vezes, o que não falta na internet desde 2019 é aquele tipo de boato que visa atribuir “grandes feitos” ao governo do presidente Jair Bolsonaro. A última história que está circulando por aí aponta para um “feito” no presídio de Palmas (Tocantins).

Um vídeo de detentos com máscaras alinhados no pátio de uma penitenciária está sendo acompanhado de uma mensagem que aponta que o local é o “PRESÍDIO DE PALMAS/TOCANTINS”. A mensagem ainda diz que a responsabilidade pelo feito é de Bolsonaro, que colocou a Polícia Federal e o Exército para assumir o comando do local. Leia algumas das mensagens que circulam online e assista ao vídeo:

Versão 1: “Presídio no Tocantins. Administração Exército, e Policiais Federais. Padrão Bolsonaro, modelo a ser implantado em todo país. #FechadoComBolsonaroAte2026” Versão 2: *Este Presídio é aquele em que os detentos se dividiam em facções com facas e outras armas artesanais ‘antes’ do Governo Bolsonaro. Agora estão sob Administração do Exército Brasileiro e da Polícia Penal Federal, antigamente cantavam o hino do PCC!*

Presídio de Palmas (Tocantins) é administrado pelo Exército, Policiais Federais e Bolsonaro?

O vídeo se espalhou com tudo em redes sociais e, claro, serviu como “motivo” para exaltação a Bolsonaro. Só há dois problemas: vídeos assim não são tão incomum e o presídio não tem relação com Bolsonaro.

Como falamos anteriormente, o histórico de boatos sobre “obras atribuídas a Bolsonaro” não é pequeno. Aqui no Boatos.org, por exemplo, já desmentimos histórias que falavam de grandes ferrovias, “construção de uma cidade” e uma grande rodovia.

Assim como nos outros casos, o texto tem algumas das principais características de boatos online como o caráter vago, alarmista, os erros de português e a falta de fontes confiáveis que confirmem as informações descritas na mensagem. Não bastasse isso, a mensagem tem algumas ilações e contradições.

Para começar, quem criou o texto parte do pressuposto de que o fato de presidiários cantarem o Hino Nacional em um pátio significa que uma unidade prisional é maravilhosa. Tanto que a prática não é incomum. No início do ano, desmentimos um boato relacionado a outro vídeo de presos cantando o Hino Nacional. Além disso, não são poucas notícias de vídeo sobre isso (veja exemplos aqui e aqui).

Um parâmetro para saber se um presídio presta um serviço de qualidade está nos dados de rebeliões, fugas, respeito aos direitos dos presos, lotação, qualidade estrutural e, principalmente, a quantidade de ressocialização de detentos (afinal, é para isso que serve uma unidade prisional).

Independentemente disso, o fato é que o presídio em questão não é administrado pelo governo federal, Exército ou Polícia Federal. Pelas nossas buscas e com base na data citada no vídeo, a gravação foi feita durante visita de uma comitiva de Rondônia a presídios de Tocantins (o governador do estado estava presente). E há um motivo para isso.

Na realidade, o presídio de Palmas, mais conhecido como CPP de Palmas, é administrado por meio de uma parceria público privada (com participação do governo do estado) desde 2012. Não há presença de policiais federais ou do Exército.

O Brasil, de acordo com dados do governo, tem cinco penitenciárias federais. Vale apontar que não são o Exército ou a Polícia Federal que cuidam da segurança do local. Também vale apontar que a únidade da federação sob intervenção federal é a de Roraima, mas, também ela não é executada pela PF ou Exército.

Resumindo: além de o Hino Nacional cantado por presos não significar, por si só, que tudo está bem, a penitenciária de Palmas não é administrada pelo governo federal ou mesmo conta com a segurança de membros do Exército ou policiais federais.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet