Pipeiros descartam água tirada do São Francisco a mando da esquerda do Ceará para sabotar Bolsonaro #boato

Boato – Caminhões-pipa estão coletando água do rio São Francisco e jogando fora a mando do governador Camilo Santana. Vídeo mostra que objetivo dos pipeiros é prejudicar Bolsonaro. 

Nas últimas semanas, o nome do rio São Francisco tem sido figurinha carimbada nas discussões dos brasileiros. Isso porque as obras de transposição do rio São Francisco ganharam mais um capítulo. No dia 26 de junho de 2020, o presidente Jair Bolsonaro inaugurou mais um trecho da transposição, abrindo as comportas que permitiram a chegada das águas do rio São Francisco ao Ceará.

Nesse meio tempo, uma história começou a fazer sucesso nas redes sociais. De acordo com um vídeo, “donos de caminhões pipa” estariam coletando água do canal recém-inaugurado da transposição do Velho Chico, no Ceará, para jogar fora logo em seguida. De acordo com a publicação, o descarte indevido da água teria sido ordenado pelo governador do Ceará, Camilo Santana. Confira:

Versão 1: “Pipeiros contratados pelo Governo demoníaco pegam água do canal inaugurado no Ceará para jogar fora. Essa esquerda maldita é o câncer da sociedade. Lamentável e desolador!! Isso porque não tem seca e os pipeiros atrás dos empresários da miséria, não tem mais como explorar o povo! Entendeu o porquê dos mamadores detestarem o Bolsonaro?”. Versão 2: “Depois da brincadeira e das boas lembranças sou obrigada a mostrar essa pouca vergonha dos caminhões pipas no Ceará jogando água fora. E indescritível como esse governo corrupto simplesmente não está nem aí para o povo q o elegeu.Simplesmente um governo totalmente sem escrúpulos. Queria saber onde está os Cabra Macho do Ceará ,para defender seu povo. Absurdo isso tudo!! Polícia neles!!!”.

Versão 3: “Se for verdade essa denuncia e algo p polícia federal meter tudo na cadeia, uma moradora do sertão denuncia retirada de água do canal do São Francisco por pipeiros , que logo em seguida no GG a fora a agua..onde chega o absurdo desses políticos que na verdade vivem da crise da seca até hj , mantendo seus estados sob comando de seus Coroneis, usando do sofrimento do povo para se manter na política.todos os estados Nordestinos tem 1 família que o domina e vai se passando de pai p filho, exemplo os Barbalhos no Para, Gomes no Ceará, Magalhães na Bahia, Sarney no Maranhão, Collor e etc”. Versão 4: “Caminhões pipas do Ceará estão sabotando o canal recém inaugurado por Bolsonaro. Adivinhem a quem pertence a maioria dessas empresas?”.

Pipeiros descartaram água tirada do São Francisco a mando da esquerda do Ceará para sabotar Bolsonaro?

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais e causou indignação, especialmente, por se tratar de uma região que sofre com a falta de água. Mas será que essa história de que “donos de caminhões pipa” estariam coletando água do novo canal da transposição do rio São Francisco e descartando logo em seguida a mando do governador Camilo Santana é real? NÃO!

Vamos aos detalhes! Para começo de história, a publicação segue aquele velho roteiro de fake news na internet. Ela é vaga, alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis. Além disso, a transposição do rio São Francisco já foi motivo para diversas fake news, inclusive envolvendo o presidente Jair Bolsonaro. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras dessas histórias, como a que dizia que Ivo Gomes, irmão de Ciro Gomes, teria gravado um áudio elogiando Bolsonaro por ter resolvido a transposição do rio São Francisco. Também a que indicava que Bolsonaro teria votado contra a transposição do rio São Francisco quando ainda era deputado e, por fim, a que apontava que um canal de transposição do rio São Francisco teria se rompido em Custódia (PE).

Ao assistir o vídeo, não existe nenhuma menção ao governador Camilo Santana (ou mesmo contra “os esquerdistas”). Além disso, o vídeo também não fala que o local onde a água está sendo coletada fica no canal inaugurado no Ceará.

Resolvemos, então, realizar uma busca pela origem do vídeo e acabamos descobrindo que as imagens não são recentes e, muito menos, foram feitas no Ceará. O vídeo, na realidade, foi gravado no Canal do Sertão, em Pariconha (AL). A primeira vez que as imagens começaram a circular na internet foi no dia 1º de junho de 2017. Assista:

Os caminhões-pipa que aparecem no vídeo prestavam serviço ao Exército Brasileiro, por meio da Operação Carro-Pipa. Na oportunidade, o Exército se demonstrou surpreso, afirmou que a atitude dos homens era errada (uma vez que a água não poderia ser descartada daquela forma) e notificou os pipeiros que aparecem nas imagens. Eles responderam um processo administrativo.

Por fim, outros sites de checagem de informação já desmentiram a história. O Projeto Comprova chegou a entrar em contato com a Prefeitura de Pariconha (AL), que confirmou a origem do vídeo. O Projeto também contatou o Exército que, por sua vez, informou que os homens que aparecem nas imagens foram desligados da operação, após a viralização do vídeo.

A Agência Lupa também desmentiu a história de que o vídeo fosse atual e os pipeiros estivessem obedecendo ordens do governador Camilo Santana. De acordo com os sites locais consultados pela Lupa, o descarte da água não foi feito com base em uma ordem do governador (no caso, de Alagoas), mas sim era algo já praticado pelos pipeiros flagrados no vídeo.

Em resumo: a história que diz que caminhões-pipa estariam coletando água do canal do rio São Francisco, no Ceará, e descartando em seguida, sob ordens do governador Camilo Santana, é falsa! O vídeo usado como “prova” sequer foi gravado no Ceará. As imagens foram registradas, em 2017, no município de Pariconha (AL). Elas mostram dois funcionários da Operação Carro-Pipa, coordenada pelo Exército, no Canal do Sertão, em Alagoas. Ou seja, a história não passa de balela. Não tem nada a ver com Camilo Santana, nem com Bolsonaro e muito menos com o Ceará.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Xmskzm
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK