PF descobre que Sara Winter é feminista petista disfarçada de ativista pró-Bolsonaro #boato

Boato – A Polícia Federal descobriu que Sara Winter é, na realidade, uma ativista feminista e petista disfarçada de bolsonarista para se tornar heroína e se candidatar pelo PT.

A prisão da ativista Sara Geromini, mais conhecida como Sara Winter, deixou muitos correligionários de Bolsonaro revoltados na última semana. No meio deste quadro (que envolve um prolongamento de tempo de prisão), mensagens que estão circulando em grupos bolsonaristas apontam que ela é, na realidade, uma “feminista petista”.

A mensagem aponta para um “descoberta da PF”: de que Sara Winter era uma infiltrada que, na realidade, tinha como objetivo se tornar uma heroína feminista e se candidatar pelo PT nas próximas eleições. A “prova” estaria em fotos de Sara Winter em protestos feministas. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo

*PF DESCOBRE QUEM É “SARA WINTER” AGORA ACOMPANHA DE PERTO PARTICIPOU DE PENETRA COMO ATIVISTA PRO BOLSONARO PARA O MUNDO E A MÍDIA DEU OS HOLOFOTES E NINGUÉM ATÉ HOJE DESCONFIOU DE NADA.* A VERDADE É QUE “SARA WINTER” É UMA ATIVISTA FEMINISTA E GUERRILHEIRA PETISTA DISFARÇADA DE BOLSONARISTA. CAVOU A PRÓPRIA PRISÃO PARA SE TORNAR HEROÍNA FEMINISTA. TINHA UMA ESTRATÉGIA DE MAIS ADIANTE SE CANDIDATAR NA POLÍTICA E AJUDAR O PT VOLTAR AO PODER.

PF descobre que Sara Winter é feminista petista disfarçada de ativista pró-Bolsonaro?

Por incrível que pareça, muita gente compartilhou a mensagem. Mas será mesmo que a Polícia Federal descobriu que Sara Winter é, na realidade, uma feminista petista infiltrada em grupos pró-Bolsonaro? Não, não descobriu.

A mensagem, assim como tantos outros fakes, tem características como ser vaga, alarmista, com erros de português e falta de citação de fontes confiáveis. Além disso, não são raras as notícias falsas o inquérito sobre fake news e manifestações antidemocráticas (vocês podem ver exemplos sobre o assunto aqui, aqui e aqui).

Ao analisar a mensagem, as imagens e buscar sobre o assunto, chegamos à conclusão de que a Polícia Federal não fez descoberta alguma sobre Sara Winter, o feminismo e o petismo. Para começar, não há uma notícia em fontes confiáveis que aponte que a PF falou que a ativista seria uma “infiltrada”. Se a informação fosse real, já estaria no inquérito. E o que o inquérito aponta é que ele é, de fato, uma das líderes de movimentos de extrema-direita

Além disso, é público, inclusive admitido pela própria Sara Winter, que ela (assim como a deputada federal Carla Zambelli) já participou de protestos feministas. Sara, inclusive, se descreve como “ex-feminista” e não deletou fotos dos tempos de protestos feministas.

Sobre Sara Winter “ser filiada ao PT”, não temos qualquer informação a respeito do assunto. Também não temos nenhum indício de que ela vai se candidatar por partidos de esquerda nas eleições (achamos, inclusive, pouco provável).

Resumindo: a história que aponta que a Polícia Federal descobriu Sara Winter é uma feminista petista infiltrada em grupos bolsonaristas é falsa. Nem a PF publicou nada a respeito tampouco o fato de Sara ter tido feminista é uma “grande descoberta”.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet