Ministros do STF deixam rombo em Itaipu similar ao rombo da Petrobras #boato

Boato – Ministros do STF deixaram um rombo em Itaipu similar ao rombo da Petrobras porque roubavam descaradamente e foram descobertos pela equipe de Bolsonaro.

As manifestações antidemocráticas viraram pauta de toda a mídia nesta semana, uma preocupação a mais para os brasileiros com a crise política instalada em plena pandemia da Covid-19. E, com elas, ao que parece, também vieram à tona “denúncias” que supostamente colocam em xeque a ética do Supremo Tribunal Federal (STF) e de todo o Judiciário.

Uma publicação que começou a circular recentemente nas redes sociais, principalmente o Facebook, dá conta de que ministros do STF teriam deixado um rombo na Usina de Itaipu similar ao rombo da Petrobras, graças aos supostos gastos dos magistrados pagos com o dinheiro dos cofres públicos para bancar supostas mordomias em eventos pelo mundo afora, entre eles, voos em classe executiva e hotéis cinco estrelas.

Ainda de acordo com a postagem (que está sendo compartilhada junto a uma matéria, real, da revista Crusoé), a equipe do governo Bolsonaro supostamente descobriu tudo e acabou com a “roubalheira”, o que explicaria o fato de o “STF não deixar Bolsonaro governar”. Confira, a seguir, o trecho da mensagem original que está rodando online:

BOMBA!!! BOMBA!!! BOMBA!!! APÓS A DESCOBERTA DO ROMBO DA PETROBRÁS AGORA FOI DESCOBERTO O ROMBO EM ITAIPÚ ONDE ESTÃO ENVOLVIDOS OS MINISTROS DO STF E DA ALTA CÚPULA DO JUDICIÁRIO.
ROUBAVAM DESLAVADAMENTE SEM NENHUM ESCRÚPULO E A CEU ABERTO.NÃO HAVIA LIMITES PARA AS FARRAS DOS MINISTROS E PARLAMENTARES. A EQUIPE DE BOLSONARO DESCOBRIU TUDO O FECHOU A TORNEIRA.VEJA SE A MÍDIA NEFASTA E A GLOBÓSTA DIVULGA ISSO. OS ROUBOS FORAM TÃO GRANDES COMO O DA PETROBRÁS. E OS DESGRAÇADOS NÃO FORAM PRESOS E CONTINUAM ATUANDO COMO SE NADA TIVESSE ACONTECIDO. E PIOR, CONTINUAM DETONANDO E LEVANDO O PAÍS À BANCARROTA

Ministros do STF deixaram rombo em Itaipu similar ao rombo da Petrobras?

A denúncia envolvendo a Suprema Corte brasileira é grave e, é claro, viralizou rapidamente. Mas será mesmo que os ministros do STF deixaram um rombo na Usina Itaipu similar ao escandaloso rombo da Petrobras? A resposta é não! E o porquê você confere a seguir.

Para começar, a mensagem que está circulando carrega todas as características de fake news: é vaga, alarmista (tem o intuito de acirrar os debates e manifestações contra o Congresso), possui erros de português e não cita fontes confiáveis que possam confirmar a comparação dos “rombos” nas duas empresas.

O que houve, na realidade, foi uma descontextualização de uma matéria (como falamos) real publicada na revista Cursoé que abordava os gastos do Supremo Tribunal Federal (STF), como cursos, palestras e viagens de ministros, que são pagos pela Itaipu. No entanto, esses gastos não são ilegais, como aponta a mensagem que está sendo compartilhada (apesar de poderem serem questionáveis, como fez a matéria) e, portanto, não são alvo de nenhuma investigação, o que torna ilógico, já para começo de conversa, compararem o caso “Itaipu” com o caso “Petrobras”.

Além do que, só o fato de pegarem uma matéria do ano passado, já elimina a informação de que é uma “bomba, bomba, descobriram agora e blá blá blá” sobre os supostos roubos na Usina de Itaipu. Mais que isso, como muitas das acusações citadas na denúncia ocorreram em 2019, é possível dizer que estas ocorreram já durante o próprio governo Bolsonaro (pelo menos, até sair a matéria da Cursoé).

Independente disso, o fato mais importante aqui é que não há “rombos na Itaipu como na Petrobras”. Isso porque, além de não existirem denúncias de desvios de recursos da empresa (pelo menos sob ponto de vista jurídico, não há ilegalidades no patrocínio), a usina não tem registros de “prejuízos” como a Petrobras. Ao contrário disto, relatórios financeiros mostram que a empresa é superavitária. 

Em 2018, a empresa teve um lucro líquido de US$ 1,1 bilhão. Já em 2019 (página 3), as demonstrações contábeis da empresa dos resultados de exercícios findos até 31 de dezembro apontaram o valor de pouco mais de US$ 1,5 bilhão de lucro.

Resumindo: A publicação que denuncia um suposto rombo financeiro na Usina de Itaipu causado por ministros do STF é falsa. Apesar de a matéria citada ser real, como vimos nos relatórios financeiros, não há déficit na empresa, muito menos parecido com o da Petrobras.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO