MPF identifica depósito de R$ 50 mil de Jean Wyllys ao advogado de Adélio #boato

Boato – O Ministério Público Federal está investigando depósito de R$ 50 mil de Jean Wyllys a Zanone Manuel de Oliveira, advogado de Adélio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Bolsonaro.

Junto com a repercussão da tragédia de Brumadinho, o anúncio da renúncia de Jean Wyllys ao cargo de deputado federal é o assunto que está gerando mais fake news na internet. Já falamos do boato que aponta que ele seria o responsável pela tentativa de ataque a Jair Bolsonaro. Agora, surgiu na internet uma história “mais específica”.

De acordo com um texto que circula online (reforçado por uma imagem), o Ministério Público Federal (MPF) está investigando depósitos bancários de Jean Wyllys a Zanone Manuel de Oliveira, advogado de Adélio Bispo de Oliveira. Se você não juntou o nome à pessoa, Adélio é o homem que esfaqueou Jair Bolsonaro em setembro de 2018. Leia o texto que circula online:

Texto na imagem: MPF identificou repasse bancário de R$ 50 mil de Jean Wyllys ao advogado do esfaqueador de Bolsonaro. Urgente. Fonte: ocongresso.com

Texto: URGENTE: MPF apura possíveis depósitos de Jean Wyllys para advogado de Adélio Bispo O Ministério Público Federal irá abrir uma investigação para apurar possíveis depósitos e transferências bancárias do deputado Jean Wyllys e o advogado Zanone Manuel de Oliveira, que trabalha na defesa de Adélio Bispo de Oliveira, criminoso que esfaqueou e tentou matar o presidente Jair Bolsonaro ainda na época de campanha. O objetivo é saber se Jean Wyllys pagou pela defesa de Adélio Bispo e se há envolvimento entre os dois.

A decisão da abertura de investigação veio após várias denúncias e questionamentos de jornalistas, deputados e até do próprio presidente sobre o atentado e sobre um possível envolvimento de Jean Wyllys no caso. O agora ex-deputado decidiu renunciar ao cargo e fugir do Brasil exatamente no mesmo dia em que a OAB pediu para que a justiça não obrigue o advogado de Adélio a divulgar quem está pagando por seus honorários. Jean relatou que só está saindo do Brasil por conta de supostas ameaças, porém, não apresentou provas dessas ameaças e nem denunciou aos órgãos responsáveis. […]

MPF investiga depósito R$ 50 mil de Jean Wyllys ao advogado de Adélio?

O texto e, principalmente, a imagem bombástica se espalharam muito na internet. Mas será mesmo que a história é real? É amigo! Demorou mais ou menos uns cinco segundos para sabermos que a informação era falsa. Temos dois motivos para isso. E o primeiro deles é a “fonte da informação”.

Normalmente, não costumamos citar o nome dos sites que divulgam fake news. Mas como nesse caso o “ocongresso.com” foi apresentado como uma “fonte de informação”, temos que falar: o site é um dos “especialista” em compartilhar notícias falsas.

Sabe a história da lutadora que reagiu a um assalto ser denunciada pelo MPF (desmentida aqui)? Saiu de lá. Sabe a história do corte de verbas da Globo por parte de Mourão? Saiu de lá também. Só isso já nos faz perceber que uma fonte como essa não é nada confiável.

O segundo motivo é  que ao buscarmos pela informação, não encontramos nenhuma informação vinda de fontes confiáveis. Vamos imaginar: se o MPF abrisse uma investigação sobre um depósito, não seria “meio óbvio” o próprio MPF fazer uma divulgação? Pois é. Mas não tem nada além do texto vindo do site de fake news.

Vale dizer que uma das premissas do texto, a de que Jean Wyllys não apresentou nenhuma prova de ameaças, é falsa. Como é possível verificar na internet, há sim denúncias, provas e até uma investigação da Polícia Federal para apurar as ameaças.

Resumindo: a história que aponta que o MPF está investigando repasses de Jean Wyllys ao advogado de Adélio Bispo de Oliveira é falsa. Além de a denúncia não estar confirmada em nenhuma fonte confiável, ela cita como “fonte confiável” um site de fake news.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitoras do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

7 comentários em “MPF identifica depósito de R$ 50 mil de Jean Wyllys ao advogado de Adélio #boato

  • 01/02/2019 em 19:26
    Permalink

    Posso estar errado,mas notei que publicam como sendo fakes notícias que abalam a esquerda,todavia já foram divulgados inúmeras notícias caluniosas contra indivíduos identificados como sendo da direita e esta site se omite.

    Resposta
  • 27/01/2019 em 21:54
    Permalink

    Quem analisa as informações prestadas por vocês? Vocês falam, mas não apresentam provas que derrubem os chamados Fakes. Estou só observando, mas ainda não tenho opinião formada por vocês. Preciso acreditar em tudo que vocês postam como sendo Fake News.
    NUNCA POSTEI COMENTÁRIO. ESTE É O PRIMEIRO. SE DIZEM O CONTRÁRIO É PORQUE NÃO SÃO SÉRIOS. VOU COMPARTILHAR MEU COMENTÁRIO NAS REDES SOCIAIS.

    Resposta
  • 27/01/2019 em 21:50
    Permalink

    Quem analisa as informações prestadas por vocês? Vocês falam, mas não apresentam provas que derrubem os chamados Fakes. Estou só observando, mas ainda não tenho opinião formada por vocês. Preciso acreditar em tudo que vocês postam como sendo Fake News.

    Resposta
  • 27/01/2019 em 21:12
    Permalink

    Isso é crime.Não é liberdade de expressão. É calúnia é difamação. Quem cria essas mentiras deveria ser processado e deveria pagar multa.Eu mesma compartilhei achando que era verdade.Agora vou desmascarar esse site.Mas só isso não basta!

    Resposta
  • 27/01/2019 em 14:11
    Permalink

    Como posso ter a certeza que ao publicarem que tal fato seja BOATO, a informação de vocês seja verdadeira ?
    Porque acreditar que vocês é que sabem dos fatos ?
    Se isto fosse, bastaríamos ler o que vcs publicam e não necessitaríamos mais lermos jornais, vermos TV etc….

    Resposta
  • 27/01/2019 em 09:20
    Permalink

    Tenho visto o ódio conduzir a política nacional, e pelo visto, os próximos 4 anos de governo serão através do facebook e whatsapp. Parabéns pela pronta resposta a esses criminosos virtuais.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)