Mãe e irmã de Adélio trabalhavam no gabinete de Maria do Rosário #boato

Boato – A mãe e a irmã de Adélio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Bolsonaro, trabalhavam no gabinete da deputada Maria do Rosário (PT-RS).

Desde que o deputado Jean Wyllys anunciou que iria renunciar ao novo mandato, a internet começou a receber diversas publicações (falsas, por sinal) que ligam o nome dele ao de Adélio Bispo de Oliveira, homem preso por esfaquear Jair Bolsonaro (você pode ler aqui e aqui). A última delas inclui (além do nome de Jean Wyllys) o nome da também deputada Maria do Rosário.

De acordo com uma mensagem que circula na internet, Maria do Rosário teria empregado a mãe e a irmã de Adélio em seu gabinete. “A Mãe e irmã do Adélio trabalhavam no gabinete da Maria do Rosário. Jean quer fugir do Brasil. Aos poucos as peças vão se encaixando”, diz uma versão do texto. Leia outra versão:

Por que a mídia ainda não deu publicidade ao fato de que a MÃE e a IRMÃ de Adélio Bispo de Oliveira trabalhavam no Gabinete de Maria do Rosário? Fatos reais não interessam aos jornalistas! Necessário que o público pesquise! Estranha a ligação que aproxima JW, o assassino, Maria do Rosário e parentes tão próximos de Adelio! Alguém vai explicar ou investigar?

Mãe e irmã de Adélio trabalhavam no gabinete de Maria do Rosário?

Como temos falado bastante nos últimos tempos, a circulação de “mensagens soltas” tem feito muito sucesso entre as fake news. Essa é mais uma delas. Sim, a história que aponta que a mãe e a irmã de Adélio Bispo de Oliveira trabalhavam no gabinete de Maria do Rosário é falsa. Vamos aos fatos.

Ao analisar a mensagem, “percebemos” que ela segue algumas das principais características de boatos na internet: vaga, alarmista, com erros de português e sem citar fontes confiáveis. Ao buscar sobre o assunto na internet, (como esperávamos) nada encontramos.

Imaginem só: em meio a cobertura massiva que a imprensa deu ao episódio da facada em Bolsonaro, não seria estranho não ter nada em tantos meses sobre a mãe e a irmã trabalharem com uma deputada e, repentinamente, a história “brotar e viralizar”.

Com isso, chegamos a duas hipóteses: 1) Mídia toda está escondendo isso. 2) A acusação é falsa. Bastou uma busca na lista de funcionários da Câmara dos Deputados para descobrirmos que a segunda hipótese é a verdadeira. Não vamos divulgar o nome da mãe de Adélio. Mas o fato é que ela não consta entre os funcionários. Aliás, não há nenhum registro de alguém com o sobrenome “Bispo de Oliveira”.

Mais uma busca e descobrimos que, de acordo com essa matéria do Correio Braziliense publicada na época da facada em Bolsonaro, a mãe de Adélio trabalhava no serviço de varrição da Prefeitura de Montes Claros.

Resumindo: a história que aponta que a mãe e a irmã de Adélio Bispo de Oliveira trabalhavam no gabinete da deputada Maria do Rosário é falsa. A história surgiu “do nada” e uma busca na lista de servidores da Câmara mostra que as pessoas citadas não são funcionárias da casa.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitoras do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Mãe e irmã de Adélio trabalhavam no gabinete de Maria do Rosário #boato

  • 29/01/2019 em 11:47
    Permalink

    Será que foi aí que tudo começou? Ela é da Esquerda das Trevas, odeia o Bolsonaro, ficou provada sua proximidade com o autor do atentado contra Bolsonaro. Precisa ser investigada, para confirmar ou retirar qualquer suspeita que possam recair sobre ela. Se ela não dever nada, acho que ela vai até gostar e até mesmo pedir que seja investigada

    Resposta
  • 27/01/2019 em 20:26
    Permalink

    Tem como apoiar $ ?
    Vocês, atualmente, são fundamentais. Diante de postagens “estranhas”,
    não sigo em frente com nenhuma opinião antes de saber se vocês se
    manifestaram. Muito agradecido.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)