Jean Wyllys desapareceu depois de ser intimado a depor sobre caso Adélio #boato

Boato – Após receber intimação para depor no caso da facada de Adélio em Bolsonaro, Jean Wyllys desaparece em Barcelona (Espanha), onde morava. 

Em 2018, o nome de Adélio Bispo de Oliveira entrou para a história brasileira. No dia 6 de setembro de 2018, Adélio acertou uma facada em Jair Bolsonaro, durante sua campanha presidencial, no município de Juiz de Fora (MG).

Bolsonaro foi atingido na região do abdômen e, desde então, precisou passar por diversas cirurgias. Já Adélio Bispo foi preso e julgado. Ele foi considerado inimputável, porque sofre de transtorno delirante e não tinha consciência de seus atos no momento do crime. Com isso, a Justiça determinou sua internação por tempo indeterminado.

Recentemente, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região permitiu a reabertura do processo contra Adelio Bispo e as fake news sobre o caso voltaram a pipocar na internet. De acordo com uma história que circula por aí, o ex-deputado Jean Wyllys teria sido intimado para depor no processo contra Adélio. Segundo a publicação, após receber a intimação, no dia 2 de novembro, Jean Wyllys teria desaparecido de Barcelona (Espanha), onde mora. Confira:

Versão 1: “ESTE É SOMENTE O BOI DE PIRANHA. Todos sabemos quem são o verdadeiros mandantes. Será que podemos justificar agora todo o apoio de Rede Globo à candidatura de Lula?”. Versão 2: “Desaparecido… Desde o dia 02 de Novembro esta pessoa não é mais encontrada no endereço de Barcelona, na Espanha… Quem tiver informações ligue para a Interpol…”.

Versão 3: “O senador Marcos do Val apresentou um pedido urgente na noite de segunda-feira (27), pedindo que Jean Wyllys retorne ao Brasil para ser ouvido pelo Congresso Nacional sobre a tentativa de assassinato contra o presidente Jair Bolsonaro. O pedido ocorre um dia após a última testemunha viva, que estava com Adélio Bispo, fornecer informações em uma live no domingo. Jean Wyllys Após a última live, (28), Marcos do Val revelou que Jean Wyllys será intimado a depor sobre o caso, e não mais convidado, revelou também que pode haver até uma possível prisão preventiva até que se apure o caso”.

Jean Wyllys desapareceu depois de ser intimado a depor sobre caso Adélio?

A informação foi rapidamente compartilhada nas redes sociais, em especial, no Facebook e no WhatsApp. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas e do não sumiço de Jean Wyllys.

Basta olhar para a publicação para perceber que ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, o ex-deputado Jean Wyllys já foi vítima de diversas fake news ao longo dos anos. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que Jean Wyllys seria namorado de Adélio Bispo. Também a que indicava que o carro HB20 usado por Adélio Bispo no dia do crime pertence a Jean Wyllys e, por fim, a que aponta que Jean Wyllys teria mandado matar Bolsonaro, teria ligação com Adélio Bispo e estaria sendo investigado pela Polícia Federal.

Ao pesquisar por mais informações sobre o assunto, descobrimos que a tal intimação, até o momento, não existe. O que aconteceu foi que, em abril de 2020, o senador Marcos do Val começou a difundir a informação de que Jean Wyllys seria intimado a depor na Polícia Federal e no Senado sobre o caso Adélio.

Jean, por sua vez, afirmou, na época, que a informação é falsa e que vai processar todos os envolvidos na disseminação da mentira. Em agosto de 2021, a Justiça acatou o pedido de Jean Wyllys. Com isso, o senador Marcos do Val foi obrigado a apagar as publicações que espalhavam a desinformação sobre o ex-deputado, fazer um pedido de desculpas nas redes sociais e pagar uma indenização de cerca de R$41 mil. Vale ressaltar que Jean Wyllys nunca precisou depor sobre o caso e a Polícia Federal concluiu que Adélio Bispo agiu sozinho.

Bem, já a história de que Jean Wyllys teria desaparecido em Barcelona, na Espanha, também não é real. Como é possível ver nas redes sociais do ex-deputado, ele segue compartilhando suas opiniões na internet. Inclusive, depois de toda a exposição, o Ministério Público do Paraná pediu a condenação do blogueiro Oswaldo Eustáquio por difamar o PSOL e o ex-deputado Jean Wyllys. Em abril de 2020, Eustáquio publicou que o PSOL e Jean Wyllys teriam sido os mandantes do crime executado pro Adélio Bispo.

Por fim, mas não menos importante, também realizamos uma busca no site da Interpol. Após consultar o sistema de pessoas procuradas pela Organização, não encontramos nenhuma menção a Jean Wyllys.

Em resumo: a história que diz que Jean Wyllys desapareceu de Barcelona (Espanha), após ser intimado para depor no caso Adélio é falsa! A história surgiu de uma fake news, em abril de 2020. Após a história ganhar repercussão, Jean Wyllys processou o senador Marcos do Val, responsável por difundir a teoria. A Justiça acatou o pedido de Jean Wyllys e condenou Marcos do Val. Se isso não bastasse, não existe nenhuma intimação para Jean Wyllys depor no caso Adélio. Por fim, ele também não está sendo procurado pela Interpol. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso