Homem que fez a segurança de Lula já atacou Manuela D’Ávila em vídeo #boato

Boato – O homem que fez a segurança do ex-presidente Lula durante o velório do seu neto já fez um vídeo atacando a então candidata a vice Manuela D’Ávila.

De fato, a saída de Lula da sede da Polícia Federal está rendendo muitas notícias falsas na internet. Já falamos da informação que aponta que um piloto se recusou a cumprimentar Lula e que o ex-presidente havia proibido a vacina da meningite no Brasil. Agora, vamos falar de uma figura que se “destacou na internet”: um homem que fez a segurança de Lula durante o velório e enterro de Arthur.

Primeiro, um monte de gente começou a criar falsa polêmica por causa de um símbolo da Swat no uniforme de um homem que fazia a segurança de Lula (na realidade, tratam-se de bordados que mostram qualificações em cursos sobre segurança). Com a imagem circulando com força por aí por causa do símbolo da Swat, começou a surgir a especulação de que o homem seria o mesmo que gravou um vídeo provocando (ou atacando ou agredindo ou trolando, como preferir) a então candidata Manuela D’Ávila durante as eleições de 2018. Leia três versões da mensagem que circularam online:

Versão 1: O homem que agrediu Manu, era segurança de Bolsonaro no dia da fakeada e hoje escoltava Lula no velório? Que zorra é essa ? Versão 2: Não é aquele bolsonarista miliciano que atacou Manuela D’Ávila e que estava como guarda-costas do Bolsonaro na fakeada?

Versão 3: DENÚNCIA GRAVE EM SE CONFIRMANDO! O agente??? que escoltou Lula foi o mesmo que trollou Manuela D’Avila e que acompanhava Bolsonaro no momento da dita ainda não provada facada…” e ainda fez tiro ao alvo com imagem de Dilma.

Homem que fez a segurança de Lula já atacou Manuela D’Ávila?

As denúncias e a “indignação” logo se espalharam por aí. Mas será mesmo que o homem da imagem (que, por sinal, também fez a segurança de Bolsonaro no dia em que ele sofreu a facada de Adélio) foi o mesmo homem que gritou ao lado de Manuela D’Ávila durante a campanha eleitoral do ano passado? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Antes de falar do caso, vamos fazer só um comentário. Tem um monte de gente que reclama das fake news contra Lula, PT etc (até com certa razão), mas não perde a chance de insistir que a facada de Bolsonaro não existiu, foi falsa, foi armação etc. Além de a tese (inclusive de “documentários anônimos” por aí) ser falsa, isso só serve para acirrar a guerra de fake news. Dito isso, vamos ao caso de hoje.

O homem da segurança de Lula e de Bolsonaro não é o mesmo que atacou Manuela D’Ávila. Quem fez a escolta dos ex e atual presidente é o agente da Polícia Federal Danilo Campetti. Neste matéria do Diário da Região (jornal de Rio Preto, interior de São Paulo), ele é citado como segurança de Bolsonaro na campanha eleitoral.

Já o homem que provocou Manuela é um caminhoneiro de Santa Catarina que tentou vaga para deputado federal pelo PSL, mas não foi eleito. À época, chegou-se a falar que o sujeito seria um policial ou mesmo assessor de Eduardo Bolsonaro. Para esclarecer e se justificar, ele chegou até a gravar um vídeo.

Resumindo: a história que aponta que o homem que fez a segurança de Lula no dia do velório do neto e de Bolsonaro no dia da facada é o mesmo que agrediu Manuela D’Ávila é falsa. Quem fez a segurança é um policial federal e o homem que gravou o vídeo é um caminhoneiro que tentou ser deputado.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)