Atentado contra Bolsonaro foi forjado porque não há manchas de sangue #boato

Boato – O atentado contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) foi forjado. A prova está na falta de sangue no vídeo em que ele está ferido, na contradição da família e porque ele “está bem”.

Como já falamos anteriormente, o atentado contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro já rendeu um monte de boatos na internet. Depois de desmentir que Adélio Bispo de Oliveira era filiado do PT, vamos falar sobre uma teoria da conspiração que começou a surgir na internet: a de que Jair Bolsonaro teria forjado o próprio atentado.

Postagens que surgiram em redes sociais e em blogs apontam que há algumas provas de que Bolsonaro teria “forjado o atentado”. Uma das postagens aponta que o vídeo não mostra sangue nas roupas do candidato, que ele foi “operado sem luvas” e que já estava tirando selfie no hospital.

Outra postagem, que chega a mostrar uma montagem com aquelas “facas mágicas” (que encolhem quando tocam o corpo) fala da falta de sangue e da “contradição das informações dadas”: primeiro, ele estaria “bem”. Depois, “muita grave”. Leia as mensagens que circulam online:

Levou um ferimento de objeto cortante que perfurou o fígado “perdeu muito sangue” mas nao há um indício sequer. Foi operado por profissionais sem luvas, e após passar por uma cirurgia sai andando como se nada tivesse acontecido. Parabens nota 1 no metacritc.

A faca saiu sem sangue, a camiseta dele não manchou, a toalha branca que colocaram nele pra levar ele pro carro estava limpa, na foto que saiu dele na mesa do hospital os médicos estavam sem luvas, ele estava sem ataduras, não tinha material estéril aberto em volta… pra mim foi facada de marketing.

[…] Uma contradição da própria equipe de Bolsonaro levantou suspeita de diversos internautas. Inicialmente assessoria e os filhos do candidato informaram que o corte foi superficial nada grave. Assim como foi noticiado no ”Plantão Globo”. Minutos depois, seu filho, Flávio Bolsonaro, postou no twitter que seu pai chegou no hospital entre a vida e a morte.

Outro fato que chamou atenção, é que Flávio também afirmou que o golpe de faca atingiu intestino, Fígado e Pulmão. Porém a faca e a roupa do candidato logo após o ataque, não aparece mancha de sangue. O vídeo que registrou exatamente o momento do ataque, mostra que de fato, não há sangue na faca que teria perfurado o intestino, pulmão e fígado de Jair Bolsonaro. […]

Atentado contra Bolsonaro foi forjado porque não há manchas de sangue?

É incrível como, em um momento como esse, as pessoas se preocupam em encontrar “teorias da conspiração”. Mas será mesmo que a história que aponta que Bolsonaro não sofreu sangramento, que apareceu “bem” e que forjou o atentado é real? Não, não é. Calma aí que a gente explica tudo.

Antes de falar das “teses” das postagens (que já acumulam, juntas, algumas centenas de milhares de compartilhamentos), vamos falar da investigação de uma forma mais geral. É claro que tudo aconteceu muito recentemente e que detalhes merecem ser investigados. Porém, o fato da pessoa acusada do crime já ter sido presa e o perfil dela (filiada por anos a um partido de esquerda) diminuem a hipótese de algo forjado.

As chances diminuem ainda mais se pensarmos em alguns fatores lógicos. Me responde aí: que idiota aceitaria dar uma facada, participar de um atentado, quase ser linchado e ser preso? Me responde aí de novo: por que Bolsonaro se arriscaria a correr risco de morte e ainda “de ser descoberto” para ganhar popularidade? A gente poderia falar de inúmeros outros fatores, mas já deu para sacar que é meio torta essa história.

Agora vamos falar das “provas” apresentadas nos boatos. Para começar, Não é possível dizer que “não há sangue na camisa”. É óbvio que as pessoas que estavam próximo ao candidato resolveram estancar o sangue o mais rapidamente possível (isso faz parte dos procedimentos de primeiros socorros). Como a ação foi realizada poucos segundos após a facada (tinha uma multidão no local), não deu para se espalhar. Junte isso, ao fato das imagens que estão circulando terem sido feitas do lado oposto da facada. Não dá para usar como “prova absoluta”.

Vamos falar da segunda tese: a de que a cirurgia era forjada e que ele “logo apareceu bem”. Se você notar na imagem (feita na Santa Casa de Juiz de Fora), há, inclusive, o “sangue que todo mundo procurava” (dá uma olhada abaixo da maca). Sobre a foto de Bolsonaro “bem”. Ela foi tirada na manhã de 06/09/2018, quando ele visitou Hospital do Câncer de Juiz de Fora. Ou seja: antes da facada.

Último ponto: a “contradição da assessoria”. De fato, inicialmente, havia a impressão que o corte teria sido menos grave. A “contradição” surgiu apenas por um detalhe: a gravidade foi descoberta apenas após exames de tomografia e ultrassonografia. Foi só aí que se descobriu a necessidade de uma cirurgia. Não foram os “parentes” que inventaram isso.

Resumindo: qualquer tese acusatória necessita de provas (não se esqueça que o ônus da prova é de quem acusa). E, se a falta de sangue e a foto de Bolsonaro “bem” (que pode ser tratada em um texto em separado por aqui) são as tais “provas” de que o candidato forjou o atentado, elas são furadas. Só mais um boato que circula online.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)