Greve dos caminhoneiros de 2023 já começou em Paranavaí e vai parar o Brasil #boato

Boato – Vídeo mostra greve dos caminhoneiros de 2023 que promete parar o país começando no município de Paranavaí (PR).

O ano de 2023 começou com a troca de governos nos estados e também no âmbito federal. Além do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva tomar posse, diversos governadores também assumiram o poder em seus respectivos estados.

Mas a nova composição de políticos não agradou muitos grupos bolsonaristas. Depois de iniciarem movimentos antidemocráticos após o resultado das eleições, diversos bolsonaristas seguem acampados em frente a quartéis (mesmo depois da posse de Lula).

Confira também: Janja tirou foto com traficante? Saiba a verdade aqui!

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, a situação ainda deve piorar. Segundo uma publicação, a greve dos caminhoneiros prevista para 2023 já começou. Ainda segundo a história, a greve dos caminhoneiros teria começado no município de Paranavaí (PR) e promete parar todo o país. Confira:

Versão 1: “Paranavaí em #PARALISAÇÃOGERAL 4/1/2022 VAMOS PARAR O BRASIL CADA UM FAÇA SUA PARTE OS CAMINHONEIROS ESTÃO FAZENDO A DELES QUEM ESTA NA FRENTE DOS QUARTEIS CONTINUA ASSIM COM A PARALISAÇÃO TODOS VÃO PRECISAR T PARA DE TRABALHAR E QUEM NÃO PODIA IR NAS MANIFESTAÇÃO POR CONTA DO TRABALHO VAI PODER POR QUE TUDO VAI ESTA PARADO O PLANO É ESSE BORA PARA O BRASIL”. 

Versão 2: “Greve geral Paranavai pr parou ja”. Versão 3: “A GREVE JÁ COMEÇOU EM PARANAVAI”. Versão 4: “Paranavaí – PR, hoje 04.01.23, com caminhões já parados e a partir de amanhã para tudo. A esquerda disse q os caminhoneiros não valem nada, já começou à resposta, e juntos vamos todos”.

Greve dos caminhoneiros de 2023 já começou em Paranavaí e vai parar o Brasil?

A informação causou um verdadeiro burburinho na internet, em especial, no Twitter e no Facebook, e deixou diversos apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro animados. Apesar disso, a história não é bem assim. A explicação fica por conta da falta de provas e da criatividade de alguns bolsonaristas.

Ao se deparar com a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, os erros ortográficos e a falta de fontes confiáveis. Além disso, não existem notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

Nos últimos anos, histórias falsas sobre greve dos caminhoneiros que prometiam parar o Brasil se multiplicaram na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que navios estariam parados na costa do Brasil por causa da greve dos caminhoneiros. Também a que indicava que a greve geral de todos os caminhoneiros do Brasil seria deflagrada no dia 18/11/2022 e, por fim, a que apontava que caminhoneiros fariam greve em 72 horas contra o STF e pelo voto impresso, em 2021.

Se isso não bastasse, a história de hoje é falsa em dois níveis. O primeiro deles diz respeito à teoria da greve dos caminhoneiros em si. Ao contrário do que muitas pessoas falam (e esperam), a greve não vai ocorrer.

Primeiro, porque não podemos chamar essa situação de greve dos caminhoneiros, uma vez que não se trata de um movimento de classe, mas sim do uso de caminhões para bloqueio de estradas com fins estritamente políticos. E isso é ilegal, porque se trata de um movimento antidemocrático que desconsidera a vontade da maioria da população.

Segundo, porque se um movimento antidemocrático desse tipo ocorrer novamente, não vai parar o Brasil. O movimento é pequeno e envolve apenas apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro. Vale ressaltar que a classe de caminhoneiros não faz paralisações por causa de pautas políticas. Nas paralisações antidemocráticas de outubro de 2022, inclusive, as lideranças da classe rechaçaram as manifestações.

Terceiro, porque o Supremo Tribunal Federal (STF) já emitiu decisões para o desbloqueio de estradas e rodovias, com multas pesadas àqueles que insistirem em permanecer nos locais. Isso por si só já enfraquece bastante o movimento, uma vez que não são todos que possuem condições financeiras de arcar com as multas.

Quarto, porque essa história de greve de caminhoneiros parar o Brasil é bastante antiga e manjada. Vez ou outra ela reaparece como uma forma de colocar medo na população e conduzir o debate público.

O segundo nível de mentira relacionado à história de hoje é sobre o vídeo usado como prova. As imagens, na realidade, não são novas. O registro, de fato, foi feito no município de Paranavaí (PR), mais precisamente na BR-376. Entretanto, o vídeo foi gravado em 2021, após as manifestações políticas de 7 de setembro. Na ocasião, alguns motoristas de caminhão bloquearam rodovias em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro e contra as ações dos ministros do STF. Por fim, não há qualquer informação recente sobre paralisações na cidade.

Em resumo: a história que diz que a greve dos caminhoneiros de 2023 já começou em Paranavaí (PR) e vai parar todo o Brasil é falsa! Como já estamos cansados de lembrar, a classe de caminhoneiros não realiza paralisações por pautas políticas, apenas por questões que afetam toda a classe, como o preço do diesel, aumento dos pedágios etc. Durante as manifestações antidemocráticas de 2022, as lideranças da classe condenaram as paralisações e como o nome dos caminhoneiros estava sendo usado para questões políticas. Além disso, o STF já emitiu diversas decisões para o desbloqueio de estradas e rodovias, com multas pesadas para quem se recusar a deixar os locais. Se isso não bastasse, o vídeo usado como prova de que a greve já teria começado não é novo. As imagens foram feitas no município de Paranavaí (PR), em 2021, após as manifestações de 7 de setembro, em apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro e contra as decisões dos ministros do STF. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso