Navios estão parados na costa do Brasil por causa de greve de caminhoneiros #boato

Boato – Está comprovado que o Brasil está parado. Há um grande fluxo de navios parados na costa brasileira por conta da greve dos caminhoneiros a favor da intervenção militar.

Já falamos algumas vezes que manifestantes a favor de um golpe no Brasil parecem viver em uma realidade paralela. Na semana passada, por exemplo, falavam de uma greve geral de caminhoneiros que iria “parar o Brasil”. Quem tem olhos e bom senso percebeu que os protestos em estradas se resumiram a meia dúzia de apoiadores de Bolsonaro ou pessoas chefiadas por apoiadores do presidente.

Hoje, há uma estrada com bloqueios no Brasil de acordo com a PRF. As entidades de classes de caminhoneiros já apontaram, inclusive, que não apoiam a greve e que vão processar os responsáveis pela paralisação de estradas. Mesmo com isso, há gente que acredite no “grande impacto da greve”.

Prints do site Marine Traffic estão circulando com mensagens que apontam que há uma quantidade anormal de navios atracados nos portos brasileiros e que isso seria consequência da paralisação dos caminhoneiros. Mais do que isso, essa seria a prova que a intervenção militar vem. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Versão 1: Tráfego de navios na costa brasileira. Atualizado: 22.11.22 às 8h15 #SOSForcasArmadasSalvemOBrasil Versão 2: Com a paralização dos caminhoneiros os portos já começam a acumular navios! Vai dar PT (perda total) Versão 3: Não adianta o navio chegar se não tem caminhão pra fazer fluxo de cargas Resultado, acúmulo de navios fundiados e aumento do Custo Brasil.

Navios estão parados na costa do Brasil por causa de greve de caminhoneiros?

Não demorou para a história se espalhar com todas as forças na Internet, principalmente, entre perfis de bolsonaristas em redes como o Twitter. Porém, não procede a informação que aponta que haja tráfego anormal ou desabastecimento nos portos brasileiros.

O primeiro ponto está na própria paralisação dos caminhoneiros. Como é possível ver pelos boletins da PRF, a adesão é ínfima. Não acabaria acarretando em grande tráfego de navios desabastecidos em portos.

Por sinal, não há sequer desabastecimento em terra firme aqui no Brasil. Não há qualquer relato (apesar do alarmismo de antes do anúncio da paralisação de bolsonaristas) de desabastecimento de alimentos ou produtos básicos (quando, por exemplo, ocorreu na greve de verdade de 2018).

Ao analisar o site em questão, conseguimos perceber uma coisa: o fluxo de navios é no nível dos portos brasileiros em quase todos os países banhados por mar. Não é possível apontar para nenhuma anormalidade.

Por fim, fomos buscar por qualquer informação de anormalidades em portos brasileiros como de Paranaguá ou Santos. Como era de se imaginar, nada encontramos.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que há um fluxo anormal de navios parados por conta de uma greve dos caminhoneiros no Brasil. Nem há greve geral tampouco há impactos nos portos do Brasil.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet