Gleisi Hoffmann pede suspensão do WhatsApp até o fim do 2º turno das eleições de 2022 #boato

Boato – Deputada Federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann pediu ao TSE a suspensão do WhatsApp até o fim do 2º turno das eleições de 2022.

Dados do Relatório do Instituto Reuters, ligado à Universidade Oxford, apontam que 53% dos brasileiros confiam em notícias que circulam no WhatsApp. Assim como este ano, em 2018, o WhatsApp foi usado para disseminação de fake news durante as eleições. De lá pra cá, algumas notícias falsas se tornaram campeãs de audiência. Uma delas aponta para a suspensão do WhatsApp.

A notícia aponta que Gleisi Hoffmann pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a suspensão do WhatsApp até o fim do segundo turno das eleições. Em outra versão, junto à publicação, circula um vídeo onde a deputada diz que “acho que a primeira coisa que a gente tem que pedir é a suspensão do WhatsApp até finalizar a eleição”. Leia:

Versão 1: A Gleisi Hoffmann propor suspensão do WhatsApp até o término do 2º turno, que sandice! E assim que começa a tal regularização da mídia. Versão 2: [Petista] (11) Gleisi quer que TSE proíba o WhatsApp até o fim do 2º turno. Só faltava essa! Gleisi quer proibir o WhatsApp até o 2º turno. Transcrição: Induzir o voto da população. Gente isso é muito grave. É muito grave isso que está acontecendo no Brasil. E nós temos que pedir que o Tribunal Superior Eleitoral tome alguma providência com esse resultado da eleição. Vai fazer o que? Vai anular? Vai anular o resultado das eleições inteira? Vai suspender o WhatsApp? Acho que a primeira coisa que a gente tem que pedir é a suspensão do WhatsApp até finalizar a eleição.

Gleisi Hoffmann pede suspensão do WhatsApp até o fim do 2º turno das eleições de 2022?

É óbvio que o alerta não passou despercebido e muita gente atribuiu o pedido à disputa pelo Planalto entre o atual presidente Bolsonaro e o ex-presidente Lula e até falaram em “regulação da mídia”. Tudo em vão, já que o pedido nunca existiu.

De cara, o enredo da mensagem chama atenção. Isso porque não são poucos os boatos sobre uma suposta suspensão ou proibição do uso do WhatsApp, especialmente, em tempos de eleição (confira aqui e aqui).

Junte isso ao fato de que não há qualquer tentativa de bloqueio ou suspensão do aplicativo durante as eleições. Coincidentemente o Partido dos Trabalhadores (PT) até entrou com uma ação no TSE, mas diferente do que se imagina, o pedido é contra perfis que formam uma rede de fake news. A ação, apresentada no dia 7 de outubro de 2022, pedia providências contra 34 perfis que, segundo o partido, são disseminadores assíduos de fake news. O pedido incluía ainda a remoção de publicações com informações fora de contexto e de notícias falsas. Apesar da solicitação, não há nada relacionado à suspensão do WhatsApp.

Em uma das versões, a publicação apresenta um vídeo da deputada, em que ela diz que “a primeira coisa que a gente tem que pedir é a suspensão do WhatsApp até finalizar a eleição”. A declaração, de fato, aconteceu. Mas o vídeo foi registrado em 2018 e não possui nenhuma relação com a solicitação feita em outubro de 2022.

Por fim, vale lembrar, que não houve nenhuma suspensão do WhatsApp nas eleições. O que aconteceu, na verdade, foram algumas ações para tentar conter a disseminação de notícias falsas pelo aplicativo. Ou seja, mais um boato pra conta.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso