Charlie Hebdo publica charge de Bolsonaro fazendo cocô na bandeira do Brasil #boato

Boato – Depois de declaração sobre “ir ao banheiro um dia sim, um dia não”, Bolsonaro foi retratado pela revista francesa Charlie Hebdo fazendo cocô na bandeira do Brasil.

Nas últimas semanas, o presidente Jair Bolsonaro tem dado diversas declarações polêmicas. Um dos “tópicos prediletos” do “mito” tem sido o meio ambiente. Dentre todas as falas, a mais escatológica foi a relacionada a ir ao banheiro a cada dois dias. A declaração rendeu manchetes aqui no Brasil e muita discussão na internet. E, de acordo com algumas publicações de perfis e sites contrários ao ex-presidente, ela chegou até a revista Charlie Hebdo.

Textos e posts apontam que a revista fez uma charge de Bolsonaro defecando próximo à bandeira do Brasil. Em alguns casos, foi informado que a charge foi publicada na edição de 14 de agosto de 2019 da revista. Leia algumas mensagens que circulam online:

Versão 1: De tanto falar em cocô, Jair Bolsonaro teve sua imagem relacionada ao ato de defecar de forma irônica por nada menos que Charlie Hebdo. Pode ou não pode hoje ??? Versão 2: Ao que parece, o feitiço virou contra o feiticeiro. De tanto falar em cocô, Jair Bolsonaro teve sua imagem relacionada ao ato de defecar de forma irônica por nada menos que Charlie Hebdo, veículo francês conhecido mundialmente por suas tiras e cartuns satíricos. Versão 3: Bolsonaro é retratado por cartunista francês na Charlie Hebdo fazendo “cocô em todo mundo”. Versão 4: Jornal francês Charlie Hebdo mostra charge de Bolsonaro fazendo cocô na bandeira do Brasil

Charlie Hebdo publicou charge de Bolsonaro fazendo cocô na bandeira do Brasil?

Não faltou gente espalhando aos quatro cantos a tal publicação. Só há um detalhe: apesar de a charge ter saído em uma revista francesa, ela não foi publicada na Charlie Hebdo. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Quando nos deparamos com a publicação já ficamos desconfiados. Isso porque, desde quando ocorreu o atentado contra jornalistas da Charlie Hebdo, o nome da revista tem sido utilizado em diversas charges relacionadas à política brasileira. Já de falamos charges envolvendo o STF (aqui e aqui), de Lula, Dilma, Renan Calheiros e até dos artistas brasileiros do filme Aquarius.

Justamente por causa dessa desconfiança resolvemos buscar pelas publicações da revista francesa. Como era de se imaginar, não encontramos referência alguma a Bolsonaro. Vale dizer que em se tratando de uma revista distribuída em francês, a lógica é que as charges sejam relacionadas à política local. Uma charge de Bolsonaro sairia em uma “versão online”, o que não achamos.

Olhando a imagem com mais detalhes, percebemos a assinatura de Nicolas Tabary. Ao procurar por mais detalhes, chegamos a um cartunista francês (você pode ver mais detalhes da biografia dele aqui). Mais uma busca e chegamos à pagina do Facebook de Tabary e a publicação original, que pode ser vista aqui.

Na postagem, não há qualquer referência à Charlie Hebdo. Por isso mesmo, resolvemos perguntar ao monsieur Nicolas Tabary se a publicação foi feita na revista. A resposta foi a seguinte: “Minhas ilustrações não foram publicadas no Charlie Hebdo, mas sim no Hebdo de Charente-Maritime. Alguns dos seus companheiros jornalistas cometeram um erro”.

Resumindo: a história que aponta que o Charlie Hebdo publicou uma charge de Bolsonaro é falsa. A ilustração de autoria de Nicolas Tabary saiu no Hebdo de Charente-Maritime. Se for para compartilhar, dê o crédito certo ao autor.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)