Charlie Hebdo publica capa sobre censura do STF à revista Crusoé #boato

Boato – Depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar a retirada de uma matéria da revista Crusoé do ar, a revista francesa Charlie Hebdo destacou o caso em sua capa.

Na última semana, um embate chamou atenção. De um lado, o STF, que, sob o argumento de que está combatendo notícias falsas na internet que citem ministros da corte, determinou a retirada de uma matéria da revista Crusoé (que trata de um apelido dado ao ministro Dias Toffoli) do ar. Do outro, órgãos de imprensa e alguns juristas, que argumentam que a manobra configurou censura.

Em meio a esse embate, uma imagem começou a fazer sucesso em redes sociais. De acordo com um post no Facebook, a revista francesa Charlie Hebdo resolveu fazer uma sátira do caso. Na capa da publicação, estaria uma matéria falando da censura da Crusoé por parte do “amigo do amigo do meu pai” e um trocadilho entre “lami” (que seria lama” e “l’ami” (que é o amigo). Leia:

Mensagem: Deu no Charlie Hebdo: Um mar de corrupção! Não adianta mais processar ninguém, o fuxico já se espalhou pelo mundo! A não ser que o STF queira bloquear o mundo inteiro!

Texto na imagem: Lami de l’ami de mon père la cour suprême du Brésil. Crusoé. Censuré. Lami de la corruption. Tradução automática: Lami do amigo do meu pai a suprema corte do Brasil. Crusoé. Censurado. Lami de corrupção.

Charlie Hebdo publicou capa sobre censura do STF à revista Crusoé?

Como falamos antes, não foram poucos os compartilhamentos da mensagem. Mas será mesmo que a Charlie Hebdo resolveu entrar nessa briga aqui do Brasil e fez uma sátira do STF? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Capa da Charlie Hebdo falando mal de alguém do Brasil? Essa história cheira a déjà vu. Aqui no Boatos.org, já desmentimos alguns boatos que tratavam do assunto. Já falamos da falsa capa da revista falando de artistas brasileiros, da ex-presidente Dilma Rousseff, do senador Renan Calheiros e do ex-presidente Lula. Detalhe: as duas últimas também atacavam o STF.

Mais alguns detalhes: a “metodologia da publicação” é muito parecida em todos os casos (inclusive no de hoje). Há uma pretensa capa, uma mensagem bombástica (que foge até do estilo da revista) e uma mensagem falando da política do Brasil. Em todos os casos, descobrimos que as tais capas nunca existiram.

Adivinha só o que descobrimos quando fomos procurar sobre a tal capa da Charlie Hebdo, STF e Crusoé? Descobrimos que a capa também nunca existia. Três fatos comprovam a farsa.

O primeiro deles está em uma busca sobre as últimas edições da Charlie Hebdo. Não há nada sobre revista Crusoé, STF e Brasil. A capa da edição da última semana é uma sátira com o presidente da França Emmanuel Macron e as reformas do país.

O segundo está em uma busca pela imagem do homem segurando a revista. Ao verificar a foto, descobrimos que se trata de uma montagem. Na foto original, o homem segura revista com a capa de Alá e uma mensagem chamada “je suis Charlie”. A terceira está na palavra “lami” que não tem o significado de lama em francês. Uma capa de revista não teria um erro crasso assim.

Resumindo: a história que aponta que a Charlie Hebdo fez uma capa falando da censura da Crusoé por parte do STF é falsa. Não passa de mais uma notícia falsa que usa a capa da revista francesa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)