Bruno Covas está usando cloroquina contra a Covid-19 e só agora liberou o remédio em São Paulo #boato

Boato – O prefeito Bruno Covas está usando cloroquina contra a Covid-19 e só agora liberou o remédio em São Paulo porque ficou doente. Muito tarde, já que muitas pessoas já morreram na capital.

Apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter suspendido os testes com hidroxicloroquina contra a Covid-19 na última quarta-feira (17), o medicamento continua com uso liberado aqui no Brasil e, em muitos estados, mesmo com as polêmicas em torno de seus efeitos colaterais (perigosos, diga-se de passagem), gestores ainda discutem medidas para a administração do remédio em pacientes com a doença.

Inclusive, de acordo com uma publicação que começou a circular recentemente nas redes sociais, na maior capital do país, o prefeito Bruno Covas não só estaria usando a cloroquina contra a Covid-19 como também (e só agora), depois de supostamente ter feito tratamento com o fármaco, teria o liberado para uso na cidade de São Paulo.

A suposta declaração do prefeito de São Paulo teria sido dada em entrevista à CNN Brasil, onde ele supostamente revelou que, além da cloroquina, também utilizou a azitromicina para se curar da Covid-19. A notícia repercutiu e várias pessoas deixaram comentários maldosos: “Deveria tomar Tubaína e usar os caixões e covas” e “Pé na cova”, escreveram os internautas. Confira, a seguir, as versões do texto original da publicação que estão sendo compartilhadas pelos internautas:

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: O prefeito de São Paulo, Bruno Covas está com Coronavírus e sem surpresa alguma, disse na CNN Brasil que faz uso de cloroquina e azitromicina. E você ai, defendendo especialista que não sabe a diferença de um comprimido para um supositório. Fala sério.

Versão 2: A HIPOCRISIA CAINDO POR TERRA! O prefeito de São Paulo, Bruno Covas está com a PESTE CHINESA e, sem surpresa alguma, disse na CNN Brasil que faz uso de CLOROQUINA e AZITROMICINA. Versão 3: Agora .Pra ele usar. E os outros que morreram pedindo cloroquina Versão 4: Muito tarde depois que morreu muita gente

Versão 5: Agora que esse lixo pegou o covid 19, aí libera a cloroquina, vai pa puta que pariu, depois de morrer um monte de pessoas ele vem com essa. Tem que ir preso esse bandido assassino e junto com esse Doria lixo assassino também.

Bruno Covas está usando cloroquina contra a Covid-19 e só agora liberou o remédio em São Paulo?

A notícia viralizou rapidamente e gerou bastante burburinho entre os internautas, que ficaram revoltados com a situação. Mas será mesmo que o prefeito Bruno Covas está usando a cloroquina contra a Covid-19 e só agora liberou o remédio em São Paulo? A resposta é não! E o porquê você confere a seguir.

Para começar, as três versões da mensagem da publicação carregam todas as características de fake news: são vagas (apesar de citarem matérias, não deixam claro em que momento o prefeito teria falado que usou cloroquina), alarmistas (têm o intuito de causar sentimento de revolta na população), possuem erros de português e não citam fontes confiáveis de notícias que possam confirmar o que está sendo dito.

Em segundo lugar, não é de hoje que surgem boatos online sobre a cloroquina. Inclusive, aqui no Boatos.org, nós já desmentimos vários deles, como o que dizia que, em Senegal, só há cinco mortes pela Covid-19, já que usa a cloroquina em todos os seus pacientes; outro que apontava para um falso protocolo de tratamento de Covid-19 com hidroxicloroquina divulgado pelo Cremesp; e, ainda, um texto falso atribuído ao juiz Marcelo Bretas defendendo o uso de hidroxicloroquina.

E, assim como nestes casos, a história de hoje também foi mal contada. Para começar, não é verdade que Bruno Covas disse que está tomando cloroquina. A prova disto é que, ao procurarmos pela tal matéria da CNN citada na publicação, chegamos à esta aqui, em que ele diz que está tomando a azitromicina (um antibiótico) no seu tratamento, e não a cloroquina. O prefeito também lamentou a “politização” do medicamento no país:

“Hoje eu fiz home office, participei de umas reuniões online e sigo sem dor, sem febre, sem falta de ar. Falei com o meu médico e a orientação é ficar dentro de casa, isolado. E aproveito também a postagem para colocar a medicação que eu estou tomando. Medicação a gente toma aquela prescrita pelo médico. Não se trata de remédio de esquerda ou de direita. É lamentável ter que politizar a questão do remédio no país. Isso não contribui em nada”, falou em vídeo.

Além disso, ao buscarmos por informações de que ele estaria tomando a cloroquina, nada encontramos. De fato, só há matérias falando sobre o uso por parte do prefeito de São Paulo da azitromicina, que foram veiculadas em vários jornais de credibilidade, como Estadão e Jovem Pan News.

Mais que isso, ao contrário do que apontam os comentários, de que Bruno Covas teria liberado a cloroquina “só depois que ficou doente” e “depois que várias pessoas já morreram”, o prefeito não liberou o uso do remédio em São Paulo só agora. Na verdade, como já haviam noticiado o UOL e a Agência Brasil, a liberação da cloroquina na capital paulista foi feita em abril. Ou seja, não tem nada a ver com o fato de Covas ter contraído a Covid-19.

Resumindo: A publicação que dá conta de que Bruno Covas estaria usando cloroquina contra Covid-19 e que teria liberado o uso do medicamento em São Paulo só agora, depois de ter ficado doente, não é verdadeira. Na verdade, o prefeito está usando a azitromicina (antibiótico) no tratamento da doença, além do fato de que o uso da cloroquina na capital paulista já está liberado desde abril, isto é, desde antes dele pegar o coronavírus.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO

 

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)