Bolsonaro gastou zero reais do cartão presidencial enquanto Lula gastou R$ 102 milhões e Dilma gastou R$ 95 milhões #boato

Boato – Bolsonaro nunca usou o cartão de crédito presidencial, enquanto Lula e Dilma gastaram juntos quase R$200 milhões

Desde que Jair Bolsonaro foi eleito presidente do Brasil, as comparações entre ele e antigos presidentes (em especial, Lula e Dilma Rousseff) se tornaram bastante comuns na internet. E não vá pensando que todas essas comparações se baseiam em informações verdadeiras.

Esse tipo de publicação, vez ou outra, acaba divulgando fake news por aí. E, infelizmente, tem quem acredite, levando a replicação ainda maior da mensagem falsa. A história de hoje mostra exatamente isso.

De acordo com uma publicação que está circulando nas redes sociais, um comparativo entre gastos do “cartão de crédito de presidentes” mostraria que Bolsonaro foi o mais econômico até agora. Segundo a publicação, os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff teriam gasto R$102 milhões e R$95 milhões, respectivamente, no tal “cartão de crédito presidencial”. Enquanto isso, ainda de acordo com a história, Bolsonaro não teria gasto nenhum centavo. Confira:

Versão 1: “Isso a globo não vai mostrar nunca, agora se o Bolsonaro não tiver usando máscara minha nossa primeira página inteira pro assunto, se comer um cachorro quente é o fim do governo!”. Versão 2: “Lula gastou 102 milhões no cartão de crédito da Presidência da República. Dilma gastou 95 milhões. Bolsonaro não usou o cartão Presidêncial. Zero Reais. Isso, a Imprensa nunca vai te mostrar. nunca jamais”.

Bolsonaro gastou zero reais do cartão presidencial enquanto Lula gastou R$ 102 milhões e Dilma gastou R$ 95 milhões?

A informação fez grande sucesso no Facebook e apenas uma publicação já conta com mais de 100 compartilhamentos e outras tantas interações. Apesar do engajamento, a história não passa de balela!

Basta ler o texto para ficar com uma pulga atrás da orelha. A publicação apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, os erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, o que não falta na internet são histórias falsas relacionadas a números milagrosos do presidente Bolsonaro. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Bolsonaro teria descoberto R$600 bilhões em conta secreta no Banco Central. Também a que indicava que a NSA (dos EUA) teria descoberto que Bolsonaro venceu as eleições de 2018 no 1º turno, mas que urnas foram fraudadas e, por fim, a que apontava que Bolsonaro foi aplaudido de pé na ONU e teve 90% de aprovação dos participantes da Assembleia-Geral.

Resolvemos, então, ir atrás de mais informações e descobrimos que essa história não é bem assim. No início de 2020, diversas matérias davam conta de que os gastos com cartões corporativos nos três primeiros meses do ano eram os maiores desde 2013. De janeiro a março de 2020, os gastos com cartões corporativos somaram R$6,2 milhões. Em 2019, os gastos no mesmo período foram de R$2,5 milhões. Na época, Bolsonaro justificou o aumentou dos gastos com a operação de resgate de brasileiros na China. Já o Planalto atribuiu o aumento às viagens nacionais e internacionais do presidente.

Ao procurar por gastos do cartão pela Secretaria da Administração da Presidência da República (que vale ressaltar, não incluem apenas os gastos do presidente), há R$11 milhões registrados desde o início do governo Bolsonaro.

Se isso não fosse suficiente, essa história de que Bolsonaro não gastou nada com o cartão corporativo já circula na internet há algum tempo. Em março de 2020, o serviço de fact-checking da AFP desmentiu toda a história. De acordo com a checagem da AFP, além do valor gasto por Bolsonaro estar errado, os valores atribuídos a Lula e Dilma também não condizem com a realidade. Segundo o serviço de fact-checking, Lula teria gasto pouco mais de R$88 milhões ao longo dos oito anos à frente da Presidência. Enquanto isso, Dilma teria gasto pouco mais de R$44 milhões ao longo dos seis anos como presidente.

Em resumo: a história que diz que Bolsonaro não gastou um centavo no cartão corporativo, enquanto Lula e Dilma gastaram R$102 milhões e R$95 milhões, respectivamente, é falsa! A história já circula na internet há algum tempo e não condiz com a realidade. Até o momento, a Secretaria Especial da Administração da Presidência da República (que não inclui apenas os gastos de Bolsonaro) já gastou cerca de R$11 milhões no cartão corporativo. Enquanto isso, Lula gastou mais de R$88 milhões em oito anos de governo e Dilma, pouco mais de R$44 milhões, ao longo de seis anos à frente da Presidência. Ou seja, a informação é completamente falsa! Não compartilhe.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2H2c3Iu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK