Bolsonaro diz que padres e bispos católicos de Aparecida têm postura arrogante em post no Twitter #boato

Boato – Bolsonaro diz que padres e bispos católicos de Aparecida são arrogantes e não devem dizer onde ele pode ou não fazer campanha.

No dia 12 de outubro de 2022, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro criaram uma verdadeira confusão, em Aparecida (SP). Tradicional ponto de comemoração ao dia de Nossa Senhora Aparecida, a cidade presenciou um verdadeiro desrespeito.

Durante as missas em celebração à santa, apoiadores de Bolsonaro vaiaram o padre Eduardo Ribeiro e o arcebispo Dom Orlando Brandes. Os bolsonaristas, flagrados com bebida alcoólica dentro do Santuário, também hostilizaram a imprensa, inclusive, a TV Aparecida, emissora católica.

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, a situação não teria parado por aí. Segundo a publicação, Bolsonaro teria escrito um tuíte onde afirma que padres e bispos católicos de Aparecida (SP) tiveram uma postura arrogante. Ainda segundo a imagem que acompanha a publicação, Bolsonaro teria afirmado que isso explica o crescimento da igreja evangélica e o fracasso da católica. Confira:

Versão 1: “- Lamento as cenas de tumulto que ocorreram em Aparecida durante a minha visita – Mas acho que nenhum padre ou bispo deve dizer onde posso ou não fazer campanha – A postura arrogante explica o crescimento da igreja evangélica e o fracasso da igreja de Roma”. Versão 2: “Bolsonaro mandou a Igreja Católica e suas autoridades eclesiásticas à merda? É isso mesmo?”.

Bolsonaro diz que padres e bispos católicos de Aparecida têm postura arrogante em post no Twitter?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Twitter (de onde saiu) e deixou muitos católicos revoltados. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da origem da história e pela falta de provas.

Ao se deparar com a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, a falta de provas (dizer que viu o post antes de ser apagado não se configura como prova) e a ausência de notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

Além disso, histórias envolvendo prints falsos não são novidade na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que um print provaria que bolsonaristas ganharam R$150 para irem à manifestação de 1º de maio de 2021. Também a que indicava que um print do WhatsApp teria revelado uma conversa de Rui Costa sobre reforma da Previdência e, por fim, a que apontava que um print da conversa entre Moro e Dallagnol sobre candidatura de Lula e falta de provas teria vazado na internet.

Ao procurar por mais informações sobre o assunto, não encontramos nada. Nem na página oficial de Bolsonaro no Twitter e nem na imprensa. E convenhamos, se o tuíte fosse verdadeiro, com certeza já teria virado notícia. O único tuíte de Bolsonaro sobre o dia 12 de outubro de 2022 foi sobre sua visita à Basílica de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP). Na oportunidade, ele citou a comemoração à santa e pediu para que Deus continue lhe dando força para “lutar pelos valores da Virgem e de seu filho Jesus Cristo” e não citou, em nenhum momento, seus apoiadores.

Se isso não bastasse, o tuíte em questão é, visivelmente extremista e geraria bastante confusão. Apesar de Bolsonaro fazer constantemente declarações extremistas, nos últimos tempos, ele tem adotado uma postura mais moderada. E sabendo da importância dos eleitores religiosos para sua eleição, é bastante provável que Bolsonaro não colocaria tudo a perder, comprando uma briga com a igreja católica nessa altura do campeonato.

Por fim, o projeto 7c0, um conjunto de iniciativas que com o uso da tecnologia busca diminuir a desinformação na internet, afirmou que o tuíte em questão não consta em seu banco de dados. O projeto é conhecido por reunir uma base de dados com tuítes excluídos por atores políticos brasileiros. De acordo com o projeto, o suposto tuíte de Bolsonaro provavelmente trata-se de uma manipulação.

Em resumo: a história que diz que Bolsonaro publicou um tuíte onde diz que padres e bispos católicos de Aparecida tiveram uma postura arrogante é falsa! A mensagem apresenta as principais características de fake news na internet, como caráter vago, extremamente alarmista e a falta de provas. Além disso, não existe nenhuma notícia sobre o assunto nos veículos de comunicação confiáveis (e convenhamos, uma fala dessas certamente viraria notícia). Se isso não bastasse, não encontramos o tuíte na página oficial de Bolsonaro. Por fim, o projeto 7c0, que reúne tuítes excluídos por atores políticos brasileiros, afirmou que o tuíte em questão não está em seu banco de dados. O projeto explicou que, provavelmente, trata-se de uma manipulação. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso