Auditoria na Argentina comprova fraude nas urnas brasileiras e é apresentada em live #boato

Boato – Uma live na Argentina mostrou que uma auditoria realizada no país comprovou a fraude das urnas eletrônicas brasileiras nas eleições de 2022.

Nem bem escrevemos um desmentido sobre um PDF de supostas fraudes das eleições, e já apareceu uma história “derivada”. Na ocasião, falaram que o conteúdo seria o tal relatório das Forças Armadas sobre o pleito. Pois bem, já criaram uma nova versão para o conteúdo.

Um vídeo de uma live gigantesca feita por um “influenciador de direita” da Argentina está circulando na internet. Junto ao vídeo, que aponta para supostas fraudes nos “modelos antigos das urnas eletrônicas” (você já lei isto em outro lugar?), há mensagens que apontam que se tratava de uma “auditoria da Argentina” que comprovava a fraude. Leia algumas das mensagens que circulam online (vídeo não será exibido aqui):

Confira também: É falso que Lulinha foi preso no Paraguai! Confira o desmentido em vídeo:

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Versão 1: Auditoria da Argentina comprova fraude nas urnas brasileiras Versão 2: AUDITORIA FEITA NA ARGENTINA, DA FRAUDE NAS ELEIÇÕES! Versão 3: ASSISTAM ANTES QUE TIREM DO AR. LIVE ARGENTINA. OS ARGENTINOS DESCOBRIRAM A FRAUDE NAS UNRNAS.

Auditoria na Argentina comprova fraude nas urnas brasileiras e é apresentada em live?

O vídeo começou a ser apresentado como a “bala de prata” que comprovaria a fraude nas eleições. Felizmente (ou infelizmente, dependendo do ponto de vista), a tal live da Argentina não comprova fraude alguma e sequer é resultado de uma auditoria feita no país.

Quando assistimos ao vídeo, logo percebemos que a “auditoria” não era de algum argentino. Na realidade, o vídeo em questão não passa de uma leitura, olha só, do documento “Fraude nas Urnas 2022.pdf” que desmentimos agora há pouco.

Falando no conteúdo, podemos afirmar que ele não comprova fraude nenhuma nas eleições. Como o que escrevemos agora há pouco vale para agora, reveja o que foi escrito:

Ao analisar o documento, encontramos algumas contradições e pontos que eliminam a tese de que, de fato, houve fraude nas urnas. Ao contrário do que aponta o documento, não é verdade que as urnas eletrônicas de modelo anterior do de 2020 não participaram de auditoria.

As urnas eletrônicas de todos os modelos passaram por testes de integridade, o TCU fez uma análise nas eleições, entre outras iniciativas nos estados. Em todos os casos, não havia diferenciação do modelo de urna eletrônica. Vale lembrar que há alguns meses desmentimos uma fake news que apontava justamente o contrário (que as urnas de 2020 não haviam sido auditadas. Só as outras). Ou seja: nem quem espalha fake se decide.

Nos inúmeros de cansativos gráficos, o documento aponta, com recortes, o que quer ser mostrado. Infelizmente (ou felizmente), os recortes não comprovam que as urnas antigas foram fraudadas. Aliás, é ocultada a informação que todas as seções do Brasil tiveram a emissão da zerézima antes das votações e também não é mostrada cidades em que Bolsonaro teve mais votos nas “urnas antigas” do que nas novas.

Agora o mais curioso: o próprio documento mostra que, mesmo que apenas os votos nas urnas “não fraudadas” (as 2020) fossem contabilizados, Lula ganharia as eleições. No modelo 2020, Lula teria 45,97% contra 44,60% de Bolsonaro. No modelo antigo seria 50,31% contra 42,13%. Ou seja: de um jeito ou outro, Lula ganharia.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que argentinos realizaram uma auditoria que comprova que houve fraude nas urnas brasileiras. O vídeo não passa de uma leitura de um documento apócrifo que, por sua vez, não comprova que houve fraude no pleito vencido por Lula no Brasil.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet