O melhor do Boatos.org em 2019, por Carol Lira

Na terceira parte da nossa retrospectiva 2019, Carol Lira lista os cinco boatos que mais a impactaram neste. ano. Na lista, tem Fábio de Melo, Amazônia, fim do mundo e mais. 

O ano de 2019 está (finalmente) chegando ao fim e, como de costume, começaram as retrospectivas dos acontecimentos que marcaram o ano. Com tantas tragédias, escândalos políticos e más notícias, o que não faltou nas páginas do Boatos.org foi emoção!

De janeiro para cá, muitos desavisados caíram em balelas. Enquanto a humanidade estava prestes a chegar ao fim (só que não), as queimadas na Amazônia movimentaram o mundo dos boatos. Depois de me aventurar por mais um ano na equipe do Boatos.org, chegou a hora de revelar os cinco boatos que mais gostei de desmentir em 2019.

Confira, em vídeo, a retrospectiva 2019

5) Padre Fábio de Melo posa para foto usando sunga vermelha #boato

Em quinto lugar, padre Fábio de Melo posa de sunga vermelha em clube e sem camisa na academia. Esse, sem dúvidas, foi um dos boatos mais engraçados que desmenti esse ano. A história começou com uma pegadinha no Twitter e depois se espalhou pela internet. Mas, apesar do religioso volta e meia arrancar suspiros dos fãs, não era ele nas imagens. Para mais detalhes, clique no link.

4) Estudantes da USP contraem esquistossomose após nadarem na lama do Tusca #boato

No meu Top 5 do ano, também não poderia faltar essa história sobre os estudantes da USP que contraíram esquistossomose após nadarem na lama do Tusca. A tese foi reforçada por duas provas: um print do site Brasil de Fato e um vídeo com os estudantes nadando na lama. O evento, de fato, aconteceu, mas a notícia no Brasil de Fato nunca existiu. Inclusive, o próprio site desmentiu a informação. Para mais detalhes, clique no link. 

3) Governo suspende distribuição de insulina, remédio para câncer e outros medicamentos #boato

Em terceiro lugar, a história de que o governo suspendeu a distribuição gratuitas de medicamentos na rede pública para câncer, diabetes e transplantes. O boato começou a circular depois da notícia (real) de que o Ministério da Saúde suspendeu contratos para fabricação de 18 medicamentos e uma vacina de distribuição gratuita na rede pública. Pois bem, a suspensão existiu. Porém, não se tratava da distribuição, mas sim de contratos com laboratórios públicos e privados para fabricação de medicamentos. Para mais detalhes, clique no link. 

2) Amazônia já foi vendida pelo Brasil para outros países (Alemanha, França, Rússia etc) #boato

Em agosto, as queimadas na Amazônia provocaram grandes repercussões. Em meio a discussão, alertas falsos e imagens fora do contexto tomaram conta das redes sociais. Um deles apontava para um vídeo com a descrição da “real situação da Amazônia”. De acordo com as imagens, em governos anteriores, a região teria sido vendida para ONGs internacionais de proteção ambiental e, depois, repassada para governos estrangeiros. Os conspiracionistas que compartilharam essa só não sabiam que a informação não saiu em nenhum veículo confiável, não existiu nenhum documento que provasse a venda e a fonte era um canal banido do Youtube. Para mais detalhes, clique no link. 

1)  Meteoro pode atingir a Terra e destruir a vida humana em outubro de 2019 #boato

Em primeiríssimo lugar, temos uma balela da categoria “fim do mundo”. A previsão do fim da humanidade já se tornou um clássico nas páginas do Boatos.org. Por aqui, todo ano surge uma nova previsão para o fim. Em julho, a história dava conta que um meteoro se chocaria com a Terra e acabaria com a vida humana em outubro de 2019.

O boato começou com uma interpretação equivocada sobre o meteoro “2007 FT3”. Pois bem, o asteroide, de fato, foi descoberto em 2007. Entretanto, a chance de uma colisão acontecer é uma em um milhão e a próxima passagem do meteoro só acontecerá em 2068. Ou seja, o mundo não acabou e cá estamos esperando mais uma previsão para 2020 (apenas aguardem). Para mais detalhes, clique no link. 

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)