Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Mundo > Vídeo que mostra a destruição de um tufão não foi gravado na Líbia

Vídeo que mostra a destruição de um tufão não foi gravado na Líbia

Vídeo que mostra a destruição de um tufão não foi gravado na Líbia, diz boato (Foto: Reprodução/TikTok)

Boato – Imagens mostram momento exato em que tufão destrói casas, arrasta carros e causa medo na Líbia

  Análise

O pior desastre ambiental já registrado na Líbia conta com mais 11 mil mortos apenas em Derna, cidade portuária mais atingida pelas enchentes que devastaram o país. O número de vítimas pode chegar a 20 mil, uma vez que 10 mil pessoas seguem desaparecidas.

Em meio ao caos e à tristeza, muita desinformação. Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, um vídeo mostraria o momento exato em que um tufão atingiu a Líbia. Segundo as imagens, o fenômeno trouxe destruição, levando casas, carros e causando medo na população. Confira: Versão 1: “O tufão na Líbia, dá medo!”. Versão 2: “Olha o que aconteceu na líbia AGORAAAAA. Na Líbia hj”.

Vídeo: é falso que imagens mostram Lulinha agredindo a esposa

A história viralizou nas redes sociais, em especial, no Tik Tok e no Facebook e comoveu diversos internautas. Apesar disso, a história apresenta alguns detalhes que nos deixaram com um pé atrás, como o caráter vago, alarmista, a falta de fontes confiáveis e, principalmente, a ausência de notícias sobre o assunto (uma vez que a situação na Líbia está sendo noticiada diariamente). Todas essas são características de fake news na internet.

Com isso, selecionamos três perguntas para explicarmos o porquê essa história é falsa: 1) O vídeo é de um tufão na Líbia? 2) De onde são as imagens que estão viralizando? 3) O que aconteceu na Líbia foi um tufão?

Checagem

O vídeo é de um tufão na Líbia?

Não é. Os recentes desastres naturais ao redor do mundo têm gerado uma onda de desinformação na internet. Aqui no Boatos.org já desmentimos histórias falsas sobre as enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul e o tornado que causou destruição nas Filipinas. Mas ao procurar pelo vídeo na internet, descobrimos que o vídeo não foi gravado na Líbia e nem é recente.

De onde são as imagens que estão viralizando?

Uma parte do vídeo foi retirado do canal Tornado Trackers, no YouTube. As imagens foram publicadas, originalmente, no dia 9 de outubro de 2016. De acordo com o serviço de checagem VERA Files, o vídeo mostra a passagem do furacão Matthew, em Melbourne e Jacksonville, na Flórida, nos dias 6 e 7 de outubro, nos Estados Unidos. O vídeo foi retirado integralmente, mas uma das imagens foi editada. A primeira delas, onde o furacão aparece atrás de um prédio, foi editada e o furacão  foi colocado ali de forma digital. Há, ainda, as mesmas imagens utilizadas na fake news sobre a Filipinas e sobre o Rio Grande do Sul. Uma delas é de um tornado nos EUA. As outras são da China.

O que aconteceu na Líbia foi um tufão?

Não. Para começo de história, os tufões acontecem apenas no noroeste do Oceano Pacífico. Já a Líbia fica no norte do continente africano, sendo banhado pelo mar Mediterrâneo. A situação que ocorreu recentemente na Líbia foi derivada pela passagem da tempestade Daniel pelo leste do país. E toda a destruição foi intensificada pela intensidade da tempestade, pelo rompimento de represas locais (ocasionado pelas fortes chuvas) e pela situação política do país (que é dividido em dois e possui dois governos)

Conclusão

Fake news ❌

O vídeo que supostamente mostra um tufão não foi gravado na Líbia. Além disso, as imagens foram editadas. O vídeo original foi publicado no canal Tornado Trackers, no YouTube, no dia 9 de outubro de 2016. As imagens mostram a passagem do furacão Matthew, em Melbourne e Jacksonville, na Flórida, nos dias 6 e 7 de outubro, nos Estados Unidos. A primeira imagem, que mostra um furacão atrás do prédio, foi editada. Na imagem original, é possível ver que o furacão não existe. Por fim, seria impossível a Líbia ser atingida por um tufão, porque os tufões se originam apenas no noroeste do Oceano Pacífico.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm