Victoria’s Secret e Cirque du Soleil decretaram falência por causa da pandemia da Covid-19 #boato

Boato – Victoria’s Secret e Cirque du Soleil declaram falência na pandemia e outras empresas estão ameaçadas por causa da Covid-19.

É fato que a pandemia da Covid-19 já bagunçou a vida de muita gente. Se isso não bastasse, ela ainda tem agravado a situação social e econômica de outras tantas pessoas por aí. No Brasil, por exemplo, quase 8 milhões de trabalhadores (entre formais e informais) acabaram perdendo seus postos de trabalho durante esse período, de acordo com dados da Pnad Contínua e do IBGE.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

E parece que a crise da pandemia não chegou apenas para nós, reles mortais. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, diversas grandes empresas fecharam as portas e outras tantas estariam passando por perrengues. Segundo a publicação, as empresas Victoria’s Secret e Cirque du Soleil teriam decretado falência. Enquanto isso, empresas como Zara e Nike estariam preparando demissões de funcionários. Ainda de acordo com a publicação, se a empresa onde você trabalha não te demitiu, você deveria tratá-la bem e ser agradecido pela oportunidade que tem, esquecendo das “pequenas reclamações diárias”. Confira:

Confira o desmentido em vídeo

“O mundo dá voltas… “A Victoria’s Secret declarou falência. Assim como o Cirque du Solei. A Zara fechou 1.200 lojas. Chanel, Hermes e Rolex interromperam a produção. A Nike prepara-se para a segunda etapa de demissões. O fundador do AirBnb disse que, devido à pandemia, 12 anos de esforços foram destruídos em 6 semanas. A Starbucks anunciou encerramento permanente de 400 lojas. E a lista continua… Cinco meses de pandemia criaram muitas dívidas e dezenas de milhares de empresas faliram. Se a empresa onde você trabalha ainda se mantém, sem cortes ou demissões, trate-a bem e também aos seus clientes. Enfrentamos uma pandemia que não pode ser controlada. 2020 é sobre sobrevivência… Deixe de lado as pequenas reclamações diárias e seja agradecido com o que você tem… Seja grato”.

Victoria’s Secret e Cirque du Soleil decretaram falência por causa da pandemia da Covid-19?

A informação causou muitos burburinhos nas redes sociais e deixou muita gente incrédula com a situação. Mas será que essa história de que a Victoria’s Secret e o Cirque du Soleil declararam falência por causa da pandemia é real? Não é!

Vamos aos detalhes! Esse tipo de história se tornou frequente na pandemia. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que as lojas Renner iriam fechar todas as suas lojas no Brasil, na Argentina e no Uruguai, porque teria falido durante a quarentena. Também a que indicava que o Bar Brahma, no Centro de São Paulo, iria fechar as portas por causa do isolamento social e, por fim, a que apontava que a empresa aérea British Airways teria falido e funcionários teriam feito um vídeo de despedida.

Ao analisar o texto, encontramos informações reais, informações falsas e informações exageradas. No caso da Victoria’s Secret, por exemplo, a história é falsa. A matriz da empresa, apesar de estar em crise (muito antes da pandemia e devido à questões de mercado, já que o tipo de negócio da empresa se tornou obsoleto), não faliu. Além disso, com as crescentes críticas a modelos de negócio machistas, a empresa também perdeu espaço, o que colaborou para o agravamento da situação.

O que houve, na verdade, foi uma declaração de falência da filial britânica da Victoria’s Secret no início de junho de 2020. Porém, a empresa destacou que a filial britânica já vinha sofrendo com a crise desde 2019, devido ao crescimento de startups concorrentes e retaliações devido ao tipo de negócio da marca.

A história sobre a falência do Cirque du Soleil também é falsa. No final de junho de 2020, no Canadá, a empresa entrou em recuperação judicial, que nada mais é do que um programa de proteção contra credores para a reestruturação do negócio com auxílio do Estado. Vale ressaltar também que a maior empresa de produção de espetáculos do mundo já sofre com as dívidas milionárias há alguns anos. Ou seja, a pandemia apenas agravou (ainda mais) a situação.

Já sobre a Zara, algumas lojas físicas da marca foram, de fato, fechadas. Entretanto, as 1.200 lojas citadas no texto não dizem respeito somente à lojas da rede Zara. A marca pertence ao grupo espanhol Inditex, que também é dono da rede Massimo Dutti e outras marcas. No final das contas, a maior parte das lojas fechadas não se refere à Zara. De acordo com o grupo Inditex, o fechamento das 1.200 lojas foi uma forma de impulsionar as vendas e apostar nas vendas online, algo que já era desejado.

Quanto ao resto, os apontamentos estão corretos, como o caso da situação das marcas Airbnb, Nike, Starbucks e outras.

Em resumo: a história que diz que a Victoria’s Secret e o Cirque du Soleil decretaram falência por causa da pandemia é falsa! O texto apresenta informações reais, como o caso das marcas Airbnb, Nike e Starbucks; informações exageradas, como o caso da Zara; e informações falsas. Em relação à Victoria’s Secret e ao Cirque du Soleil, a informação não precede. Ou seja, podemos cravar que a história é uma mistura de dados falsos ou exagerados. Sendo assim, tudo não passa de boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK