Tsunami em Tonga foi causado por teste com arma nuclear da China #boato

Boato – Teste com arma nuclear realizado pela China foi o verdadeira responsável pelo tsunami que destruiu Tonga. Não foi um vulcão.

Os habitantes do arquipélago de Tonga, localizado ao sul do Oceano Pacífico, viveram momentos de horror no dia 18 de janeiro de 2022. Após a erupção de um vulcão submarino, um tsunami com ondas de mais de 1 metro assolaram diversas ilhas no país.

O impacto da erupção do vulcão Hunga Tonga Hunga Ha’apai foi tão violento que, além de causar 3 mortes no arquipélago, também foi responsável pela morte de duas pessoas no Peru, após ondas fortes atingirem o país depois da erupção.

Mas de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o tsunami que atingiu Tonga não teria nada a ver com a erupção de um vulcão. Segundo a publicação, a causa do tsunami seria um teste com arma nuclear realizado pela China. Ainda segundo a publicação, a prova seria um vídeo que mostra um homem local desesperado, aparentemente pedindo para que as pessoas saiam das ruas e apontando para o tsunami. Confira:

“Ontem vi um vídeo com uma excelente explicação: não foi um vulcão no meio do oceano, e sim uma arma chinesa. A China fez uma experiência com um tipo de arma porque pode ser usada em futuras invasões, como essa a Taiwan, que está a um passo de acontecer”.

Tsunami em Tonga foi causado por teste com arma nuclear da China?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no WhatsApp, onde foi compartilhado diversas vezes. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da origem do vídeo e da origem (verdadeira) do tsunami.

Ao ler o texto, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque a mensagem apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, histórias falsas e teorias da conspiração envolvendo a China não são novidade na internet.  A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que a China teria criado o novo coronavírus em laboratório. Também a que indicava que a China teria comprado 10% da área da Bahia para construir a “China Tow Bahia” e, por fim, a que apontava que a China teria soltado diversos pássaros (morcegos) criados em laboratório no oceano.

Ao procurar por mais informações sobre o assunto, não encontramos nada que pudesse sugerir uma relação entre o tsunami e um suposto teste com arma nuclear. Na realidade, a explicação do tsunami é bastante simples: a erupção do vulcão submarino Hunga Tonga Hunga Ha’apai. Os vulcões submarinos, que estão totalmente ou majoritariamente abaixo do nível do mar, são característicos das zonas de ruptura, isto é, nas extremidades das placas tectônicas.

Tonga fica localizado no chamado “Círculo de Fogo do Pacífico”, uma área de intensa atividade sísmica e vulcânica. Ao longo de todo o Círculo de Fogo, existem cerca de 450 vulcões ativos (incluindo três dos quatro mais ativos do mundo todo). E de acordo com os especialistas, a explicação para o tsunami que assolou o arquipélago de Tonga tem relação com a erupção do vulcão Hunga Tonga Hunga Ha’apai. Segundo eles, o tsunami pode ter sido causado por dois motivos: pela própria força da erupção, que empurrou grandes quantidades de água, ou pelo colapso da caldeira (ou cratera) do vulcão, que gerou um colapso subaquático.

Se isso não bastasse, o vídeo usado como prova não tem nada a ver com o tsunami de Tonga. Na realidade, as imagens foram gravadas no dia 28 de setembro de 2018, na ilha de Celebes, na Indonésia. Na época, a ilha foi assolada por um tsunami, depois de registrar um terremoto de magnitude 7,4 na escala Richter. O vídeo chegou a ser exibido no jornal da CNN Indonésia.

Em resumo: a história que diz que o tsunami que destruiu Tonga foi causado por um teste de arma nuclear realizado pela China é falsa! Assim como já explicado por especialistas, o tsunami que atingiu Tonga e outros países foi consequência da erupção do vulcão Hunga Tonga Hunga Ha’apai, que ocorreu no dia 17 de janeiro de 2022. Além disso, o vídeo usado como prova, na realidade, não tem nada a ver com o ocorrido em Tonga. Na verdade, as imagens foram gravadas no dia 28 de setembro de 2018, durante a passagem de um tsunami, na Indonésia. Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3HIppbu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso