Jeanine Áñez disse que sonha com a Bolívia livre de rituais satânicos indígenas #boato

Boato – Em tuíte, Jeanine Áñez, presidente interina da Bolívia, diz deseja que o país se livre de “rituais indígenas satãnicos”, que a “cidade” não é para os índios e que eles devem voltar para as montanhas.

Logo após a renúncia de Evo Morales e dos presidentes e vice-presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, a segunda vice-presidente do Senado, Jeanine Áñez se autodeclarou presidente interina da Bolívia. O Tribunal Constitucional do país aprovou a reivindicação.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org Siga o Boatos.org no Twitter: Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/36nlVru

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Com isso, os embates no país seguem com o agravo da questão étnica. Isso porque o ex-presidente Evo Morales é descendente indígena e, durante seus mandatos, trabalhou em prol do valorização indígena. Já durante os protestos, manifestantes passaram a queimar objetos que representavam a cultura indígena, como forma de perseguir Evo Morales.

Nesse contexto todo, uma história passou a viralizar nas redes sociais e causar bastante revolta. De acordo com publicações, a presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, teria publicado um tuíte afirmando que sonha com uma Bolívia livre de rituais satânicos indígenas e que a cidade não é lugar de índio. Confira:

Versão 1: “Twitt da auto empossada presidente boliviana, após o Golpe Religioso-Civil-Militar que derrubou Evo Morales. Em poucas palavras, expressa seu racismo, preconceito religioso e ódio de classe”. Versão 2: “A auto-proclamada nova presidente da Bolívia, Jeanine Chavez, em 2013: “Sonho com uma Bolívia livre de rituais satânicos indígenas, a cidade não é para os índios, eles que regressem às montanhas”. Fake news? Post verdadeiro? Ainda ninguém sabe”.

Tuíte: “Sueño con una Bolivia libre de ritos satànico indigenas, la ciudad no es para los indios que se vayan al altiplano o al chaco!!”. Tradução: “Sonho com uma Bolívia livre dos rituais satânicos indígenas, a cidade não é para os índios, que vão para o altiplano [boliviano] (terras altas e áridas ) ou ao chaco (terras alagáveis do pantanal boliviano).”

Jeanine Áñez disse, em tuíte, que sonha com uma Bolívia livre de rituais satânicos indígenas?

A postagem causou bastante indignação, especialmente pelo clima de tensão vivido na Bolívia. Mas será que essa história de que Jeanine Áñez teria publicado um tuíte ofendendo os indígenas é real? A resposta é não e os detalhes você confere a seguir.

Vamos lá! Ao ler as mensagens, logo ficamos desconfiados, isso porque elas seguem aquela velha estrutura de boatos online: são vagas (não dizem quando e nem em qual circunstância a presidente interina teria afirmado isso), alarmistas, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis.

Além disso, existe um vasto histórico de notícias falsas envolvendo a Bolívia e também prints de tuítes falsos. A equipe do Boatos.org já desmentiu vários deles, como a história que afirmava que manifestantes estariam comemorando a renúncia de Evo Morales ou ainda que o irmão de Evo Morales teria sido hostilizado em um voo após tentar fugir da Bolívia. Também o caso que apontava que Anitta teria dito que admirava o homem que matou Hitler e, por fim, a história que falava que Maísa teria dito que não fez o Enem, porque “é coisa de pobre”.

Vale ressaltar que nesse tipo de boato, o print sempre vem sozinho e nunca existe um link indicando onde a publicação teria sido feita.

Resolvemos, então, procurar pelo tuíte na página oficial do presidente interina Jeanine Áñez, mas não encontramos nada. Também não observamos nenhuma matéria sobre o assunto, o que é, no mínimo, bastante estranho, uma vez que um comentário desses geraria grande repercussão.

Pesquisando mais a fundo, descobrimos que a história já foi desmentida. De acordo com uma agência de fact-checking da Bolívia, o Bolívia Verifica, não existe nenhuma conta que tenha retuitado a suposta postagem original. Todas as vezes que a publicação aparecia nas redes sociais, é por meio do print. Já segundo outro serviço de fact-checking, da AFP em espanhol, Áñez de fato publicou um tuíte no dia indicado, porém, ele falava sobre a comemoração do Ano Novo Aymara e foi apagado na sequência.

Em resumo: a história que diz que Jeanine Áñez disse, em tuíte, que sonha com uma Bolívia livre de rituais satânicos indígenas é falsa! O tuíte existe apenas em print e não tem link. Ao procurarmos pela publicação, descobrimos que ela não existe e se trata de uma montagem. Ou seja, a história é um boato. Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/33KpUO3
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)