Chineses vendem sapos vivos em caminhonete após pandemia da Covid-19 #boato

Boato – Vídeo mostra chineses vendendo sapos vivos em uma caminhonete e apontam que “tudo voltou à normalidade” na China.

Quando o coronavírus começou a ser tratado como um assunto de importância mundial (lá por janeiro deste ano), os primeiros boatos que circulavam na internet ligavam a origem da doença (que até hoje é desconhecida) a hábitos alimentares dos chineses. Meses depois, uma dessas histórias volta a circular na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): https://bit.ly/3cDxFZE

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

De acordo com um vídeo que está viralizando em redes sociais, chineses estão vendendo sapos em caminhonetes agora que “as coisas voltaram à normalidade” (coisa que, por sinal, não aconteceu). A prova disso seria a filmagem que mostra a aglomeração de pessoas em busca da “iguaria”. Leia algumas versões da mensagem que circula online:

Versão 1: AQUI NO BRASIL PASSA O CARRO DO OVO DE GALINHA! LÁ NA CHINA PASSA O CARRO DO SAPO. Versão 2: Enquanto isso na China, tudo voltando a normalidade, até o carro do sapo já está passando em todas as ruas … 30 sapos por $10 Versão 3: No Brasil tem o carro do ovo, na China tem o carro do sapo 5 por 10…!!

Chineses vendem sapos vivos em caminhonete após pandemia da Covid-19?

O vídeo foi muito visualizado em redes sociais e muita gente chegou a falar que esse seria o início da “Covid-20”. Mas será mesmo que o vídeo em questão é recente e foi gravado na China? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Pois é. Desde que o coronavírus emergiu na China, o que não faltou aqui no Boatos.org foi vídeo de animais “exóticos” sendo vendidos como alimentos e atribuídos ao país. Já desmentimos, por exemplo, histórias falsas que falavam de “feira de cachorros”, “morcego sendo comigo” e “ratos como comida”. Apesar de, de fato, alguns animais “exóticos” serem consumidos na China, os vídeos eram de outros países.

Assim como nos outros casos, foi isso que aconteceu. Conseguimos descobrir mais detalhes sobre o assunto com uma análise no vídeo. Mais exatamente na placa da “caminhonete do sapo”. Além de estar escrita com caracteres que não são chineses, há uma palavra: “Khonkaen”. A partir daí, fizemos uma busca pelo nome e chegamos a uma cidade da Tailândia.

Ao buscar pelo nome da cidade mais as palavras “frog market” (mercado de sapos), descobrimos que, de fato, há a venda e consumo de sapos vivos no local. Mais do que isso, descobrimos que a AFP em inglês também desmentiu a informação e confirmou que a venda ocorreu Tailândia.

Resumindo: a história que aponta que sapos vivos estavam sendo vendidos na China após a pandemia da Covid-19 é falsa. As imagens são, na realidade, da Tailândia e se trata de um tipo de comércio tradicional no local.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3df26qp

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)