Anitta disse que admira o homem que matou Hitler em post de 2010 no Twitter #boato

Boato – Anitta afirmou, em post de 2010 no Twitter, que tem “grande paixão e admiração” pelo homem que matou Hitler. Líder do partido nazista cometeu suicídio.

A internet, realmente, não perdoa. Lembra daquela máxima de que uma vez na internet, o conteúdo estará lá para sempre? Pois bem, ao longo dos anos, vimos muitos exemplos de artistas que tiveram suas carreiras abaladas por conta de publicações antigas.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/39Tje3u

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Que a gente amadurece e muda nossa visão de mundo, isso é verdade. Porém, para algumas pessoas, certas coisas são difíceis de ignorar e perdoar (mesmo que se tenha passado bastante tempo), como postagens homofóbicas e machistas, por exemplo.

Nos últimos dias, Anitta parece ter provado, novamente, da força da internet. Destaque no Rock in Rio 2019, a cantora está sendo acusada de apoiar Hitler por causa de uma gafe. Segundo publicações nas redes sociais, Anitta teria afirmado, em 2010, que admira o homem que matou Hitler (o ex-ditador cometeu suicídio). Confira:

Comentário: “Nesse caso posso considerar @Anitta admiradora e apaixonada por Hitler”. Tuíte: “Tenho grande paixão e admiração pelo homem que matou Hitler kkkk”. 10:43 – 10 de setembro de 2010. 2.478 Retweets. 19.410 Curtidas. Adolf Hitler, político. Causa do falecimento: Suicídio. 

Anitta disse que admira o homem que matou Hitler em post de 2010 no Twitter?

A informação circulou bastante nas redes sociais, especialmente após o fim do Rock in Rio, que foi marcado pela primeira apresentação de Anitta no evento e também por críticas ao presidente Jair Bolsonaro. Mas será que essa história de Anitta afirmar que admira o assassino de Hitler é real? A resposta é não!

Vamos aos fatos! Uma rápida leitura nas mensagens que estão circulando sobre o assunto e identificamos alguns pontos interessantes. Os textos apresentam caráter alarmista e não citam fontes confiáveis (ou seja, características importantes de boatos online).

Além disso, histórias envolvendo prints falsos do Twitter não são novidade na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu várias delas, como o caso em que o Xvideos teria anunciado o fim do site no Brasil, em setembro. Também a história que afirmava que Bolsonaro teria procurado por fotos de Pabllo Vittar na internet e, por fim, a resposta de Juan Guiadó a Bolsonaro, após este ter enviado uma indireta a José de Abreu.

Vale ressaltar que, nesses casos, há sempre um detalhe curioso: o que sempre circula é a imagem, nunca o link da publicação (que, por sinal, nunca é encontrado). Munidos de uma grande desconfiança sobre essa história, resolvemos buscar pelo print e encontramos alguns detalhes que derrubam a tese.

Antes do final do Rock in Rio, quando a suposta declaração surgiu, ninguém nunca havia ouvido falar no tuíte em questão. Algo bastante estranho, uma vez que, no print, a postagem cita com um número gigantesco de curtidas e compartilhamentos. Além disso, a publicação é, no mínimo, polêmica. Se fosse real, ela renderia um pedido de desculpas (como ocorreu no caso do comentário sobre hanseníase) ou até uma brincadeira (assim como a artista já fez com outros assuntos).

Na época do suposto tuíte, Anitta não era assim tão popular nas redes sociais. A artista tinha pouquíssimas interações naquilo que postava. Além disso, a pauta de Anitta não tinha nada sobre Hitler ou mesmo assuntos políticos. Vale ressaltar que, em 2018, durante as eleições presidenciais, a cantora chegou a ser perseguida, justamente por não ter se posicionado, especialmente, em relação às pautas de Jair Bolsonaro (que atacavam, entre outras coisas, os homossexuais, uma parcela bastante significativa do fã-clube de Anitta). Ou seja, se ela sequer comentou algo político relacionado diretamente com ela, é pouco provável que a cantora tenha escrito algo tão deslocado e polêmico.

Se ela tivesse falado algo do tipo, é bem provável que ela receberia uma resposta ‘na lata’. Entretanto, não existe nenhuma menção a ela falando sobre o assunto.

Em resumo: a história que diz que Anitta disse que admira o homem que matou Hitler (que seria o próprio líder nazista) em post de 2010 no Twitter é falsa! Além de histórias envolvendo prints falsos do Twitter serem uma constante, também não conseguimos encontrar a suposta publicação original. Por fim, Anitta não costuma se posicionar politicamente. Logo, é improvável que ela tenha feito uma afirmação tão polêmica e deslocada. Ou seja, q história é apenas #boato. Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)