Tubarão apareceu na Praia da Reserva (Rio de Janeiro) e atacou homem ontem, mostram fotos #boato

Boato – Tubarão é flagrado na Praia da Reserva, no Rio de Janeiro, e ataca surfista. Imagens mostram ferimentos.

Ao que tudo indica, o planeta Terra resolveu acionar o seu sistema de defesa e não antecipou nada para ninguém. Desde o início do ano, foram inúmeros eventos naturais, como ataque de gafanhotos, ciclone bomba, tempestades e até uma pandemia em curso.

Se isso não fosse o suficiente, de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, um ataque de tubarão causou pânico no Rio de Janeiro. Segundo publicações, um surfista teria sido atacado pelo animal na Praia da Reserva, localizada em Saquarema, no Rio de Janeiro. As publicações mostram fotos do suposto ataque. Nas Imagens, é possível ver diversas mordidas e ferimentos. Confira:

Versão 1: “ATENÇÃO GALERA RIO DE JANEIRO, SURFISTA FOI ATACADO HOJE POR UM TUBARÃO NA PRAIA DA RESERVA PRÓXIMO A PEDRA DE ITAÚNA ( RECREIO/BARRA ) VEJAM AS IMAGENS”. Versão 2: “CUIDADO: Tubarão na praia da Barra. Hj o filho de um conhecido foi surfar em frente ao Pedra de Itaúna e foi atacado”. Versão 3: “SURFISTA É ATACADO POR TUBARÃO NA ZONA OESTE DO RJ. Jovem foi atacado na praia da Reserva rj. O mesmo conseguiu escapar com vida. Ataque ocorreu em frente ao Pedra de Itaúna”.

Tubarão apareceu na Praia da Reserva (Rio de Janeiro) e atacou homem ontem, mostram fotos?

A informação teve grande repercussão nas redes sociais e deixou muitos cariocas assustados. Mas será que essa história de que um tubarão teria atacado um surfista na Praia da Reserva, no Rio de Janeiro, é verdade? Não é!

Vamos aos detalhes! Basta uma boa leitura nas publicações para perceber que elas apresentam as principais características de fake news. Ela são vagas (sequer citam o nome do suposto surfista atacado), bastante alarmista, possui alguns erros de português e não cita fontes confiáveis.

Além disso, essa história de falsos ataques de animais não são novidade na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeros deles, como o que dizia que um tubarão branco teria sido capturado em Mongaguá (SP) após devorar dois jovens em Praia Grande (SP). Também o que indicava que um homem teria passado um mês dentro de uma caverna após ser atacado por um urso e, por fim, o que apontava que um casal de caçadores teria sido atacado por um leão após posar para foto com animal morto.

Ao buscarmos por mais informações sobre o assunto, não encontramos nada em nenhuma fonte confiável. Vale ressaltar que, no início de julho de 2020, o campeão mundial de surfe, Ítalo Ferreira, se deparou com um tubarão durante um treino na Praia da Reserva (mesmo local citado pelas publicações). Se a história realmente fosse real, com certeza, se tornaria notícia.

É fato que a Praia da Reserva, no Rio de Janeiro, é um local bastante frequentado por tubarões. Entretanto, não é preciso entrar em pânico. Durante a quarentena, diversos tubarões foram avistados na costa do Rio de Janeiro, especialmente, pela ausência de pessoas no local, uma vez que são animais bastante tímidos em relação à presença de humanos. Ou seja, quando existe uma grande quantidade de pessoas no local, é muito mais provável que esses animais se mantenham distantes.

Os tubarões avistados, recentemente, nas praias do Rio de Janeiro são do tipo tubarão-baleia, que se alimenta quase que exclusivamente de plânctons, e do tipo tubarão-galha-preta, que se alimenta de peixe, crustáceos, lulas e outros pequenos tubarões. Os casos de ataque de tubarão no Rio de Janeiro são extremamente raros.

Ao buscar pelas imagens apresentadas nas publicações, descobrimos que as fotos não têm, absolutamente, nada a ver com o suposto caso. As imagens são antigas e foram retiradas de situações distintas. Isso fica evidente ao comparar as fotos que mostram os ferimentos no pé. Em uma delas, o ferimento é muito maior.

A primeira foto, que mostra o antebraço de uma pessoa mordido, sequer é de um homem. A imagem foi registrada em dezembro de 2015, em Grã Canária (uma das Ilhas Canárias), e mostra o antebraço de uma mulher após ser atacada por um tubarão no local. Na época, a mulher chegou a dizer que a picada de uma água-viva teria doído “muito mais” do que a mordida do tubarão.

A imagem que mostra ferimentos mais leves na perna de um homem foi desmentida por uma página local. De acordo com a página, a foto teria sido registrada no Brasil e mostraria um acidente envolvendo pedras com mariscos. Ainda segundo a página, os ferimentos nada se parecem com um ataque de tubarão.

Em resumo: a história que diz um surfista teria sido atacado por um tubarão na Praia da Reserva, no Rio de Janeiro, e fotos mostrariam os ferimentos é falsa! Não existe qualquer registro de ataque de tubarões no Rio de Janeiro nos últimos dias. Além disso, descobrimos que as fotos usadas nas publicações não são recentes. Ou seja, a história é pura balela. Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)