Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Polícia não alertou sobre “indulto de Natal”; texto é corrente antiga

Polícia não alertou sobre “indulto de Natal”; texto é corrente antiga

Polícia alerta sobre indulto de Natal 2023, em que 37 mil presos estarão nas ruas, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – A polícia alertou para assaltos porque 37 mil presos estarão nas ruas por conta do indulto de Natal.

Análise

Hoje, mais cedo, o Boatos.org teve que desmentir uma história falsa relacionada à saída temporária de Natal. Não demorou muito para outro texto começar a circular. Desta vez, a mensagem fala sobre o “indulto de Natal”.

A mensagem aponta para um suposto alerta de polícia em relação ao indulto de Natal. Isso porque 37 mil detentos estariam nas ruas e, de acordo com o texto, a chance de assaltos seria maior. Leia duas versões da mensagem que circula online:

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Versão 1: Ola. A partir de amanhã, vão estar nas ruas para passar o Natal e o Ano Novo mais de 37 mil presos, então peço que fique em alerta, não fique conversando no portão de casa ou trabalho certifique-se bem em abrir o portão de entrada e porta de casa , seja breve ao entrar ou sair do carro e moto, se atente quando estiver entrando ou saindo de casa, só faça uso do celular em local seguro …cuidado com distrações, acredite… não dê sopa para o azar👍🏻😉 se der… PERDEU!

Por favor, fique muito atenta/porque será um indulto possivelmente diferente dos anteriores pois estes com certeza não estão pensando em voltar para a cadeia e devem exagerar nas ações!!! Fique com Deus 🙌🏼

Versão 2: ATENÇÃO A partir de amanhã, vão estar nas ruas para passar o Natal e o Ano Novo, mais de 37 mil pessoas que ganharam o direito de indulto de natal, então peço que fiquem em alerta, não fiquem conversando no portão de casa, seja breve ao entrar ou sair do carro e moto, se atentem quando estiverem entrando ou saindo de casa, só faça uso do celular em local seguro, cuidado com distrações, acredite…não dê sopa para o azar👍🏻😉

*Informe* *Importante* *:* Saidinha Temporária dos Presos 4ª Saída – 06h de 23/12/2023 Até 14h de 03/01/2024. * Cuidado com Veículos nas Ruas * Observe movimentos estranhos * Cuidado com seus Pertences Pessoais em área de Compras com muitas pessoas próximas * Cuidado com Portas, Portões abertos * Evite deixar Veículos pernoitar na Rua * Evite deixar Equipamentos e Bikes de forma visível na Garagem * Vai viajar peça para seu Vizinho ou alguém de confiança tirar correspondência e panfletos dos Portões e ficar atento aos Movimentos * Deixe um número de emergência se caso for necessário ser acionado 🚔🚨 *Sua* *Atitude* *faz* *a* *diferença* *!* *JUNTOS SOMOS MAIS FORTES*

Checagem

Temos uma coisa a dizer: o texto que está circulando é igual a outro (inclusive com a mesma quantidade citada) que o Boatos.org desmentiu em 2022. Com isso, já dá para imaginar de que se trata de um boato. Mas vamos, conforme temos feito, desmentir a história com base nas “três perguntas básicas”. São elas: 1) A polícia fez algum alerta sobre o indulto de Natal de 2023? 2) 37 mil presos serão liberados no indulto de Natal de 2023? 3) Precisamos ficar mais alertas por causa da saidinha? Para responder, também utilizaremos conteúdos que já escrevemos:

A polícia fez algum alerta sobre o indulto de Natal de 2023?

Não fez. Conforme falamos ali no parágrafo anterior, o texto é uma corrente antiga que circula todos os anos antes do Natal. A autoria da mensagem é apócrifa. Ou seja: algum “cidadão de bem” achou que seria interessante escrever o tal alerta e ele viralizou.

37 mil presos serão liberados no indulto de Natal de 2023?

Nem esta informação está correta. Para começar, o termo indulto de Natal não tem relação com a saída temporária de presos em certos períodos do ano. Veja o que já escrevemos sobre o assunto:

Como mostra esse texto, há diferenças entre indulto de Natal e saída temporária de Natal. A saída temporária (também chamada de saidão) é um benefício previsto por lei que garante a chance para presos no regime semiaberto (ou seja, eles já saem às ruas) a chance de passar certas datas fora da prisão. Quem define as datas e quem está contemplado no saidão são a Justiça e os Estados.

O indulto é algo que ocorre em âmbito federal. Ele nada mais é do que uma espécie de perdão presidencial concedido a presos que tenham alguma condição especial (como doença grave), bom comportamento e não tenham praticado crimes hediondos. Neste ano, ainda não há a definição de quantos serão os beneficiados.

O segundo erro está na quantidade de pessoas liberadas na saída temporária de Natal. É difícil ter o número correto de detentos que são beneficiados com a saída temporária porque são os governos estaduais que decidem quem tem direito. O número de 37 mil é de dados do ano passado de São Paulo. Neste ano, de acordo com esta matéria, o número é de 33 mil. 

Precisamos ficar mais alertas por causa da saidinha?

Veja o que escrevemos no texto mais cedo sobre a “saidinha de Natal”. Os conselhos de outrora são válidos para agora:

Não necessariamente. Devemos nos cuidar o ano todo, independente das saída temporárias. Diariamente vemos casos de assalto, furto ou sequestro e precisamos estar atentos a tudo o que acontece à nossa volta durante o ano todo. De acordo com a Lei de Execução Penal, n. 7.210/1984, que regulamenta a saída temporária, nem todos os presos podem usufruir da “saidinha”. Presos considerados perigosos e recém-detentos não podem sair do presídio. Em alguns casos, o juiz pode ordenar o uso da tornozeleira eletrônica.

Por fim, toda essa história não se sustenta apenas na questão da segurança, mas também no preconceito contra presidiários. Se a pessoa está cumprindo a pena e conquistou o direito da saída temporária, ela pode sim usufruir desse período com sua família, já que o benefício é uma forma de ressocialização e de ajudar o preso a manter o vínculo com a sociedade. É importante lembrar que o preso deve cumprir uma série de exigências (como não sair à noite) e, caso cometa algum crime ou não retorne ao presídio, terá o benefício suspenso.

Conclusão

Boato sem comprovação 👎

Assim como falamos mais cedo, não existe qualquer informação que comprove que “devemos nos cuidar mais” por causa do saidão de Natal. Na realidade, o texto que viralizou é uma fake news recorrente e tem diversos dados errados.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)