PCC anuncia toque de recolher a partir das 21h de sábado em São Paulo #boato

Boato – O Primeiro Comando da Capital (PCC) anunciou que vai realizar ataques em São Paulo a partir das 21h de sábado. Por isso, deu um salve decretando toque de recolher no estado.

Dentre as inúmeras notícias bombásticas na primeira quinzena de fevereiro, uma passou quase despercebida nos últimos dias: a transferência de 22 integrantes do Primeiro comando da Capital (PCC), incluindo o líder Marcola, de penitenciárias de São Paulo para Brasília.

Passados dois dias da transferência, uma história começou a viralizar na internet: a que aponta que o PCC já marcou a data e hora para “se vingar” da “opressão do governo”: sábado, às 21h. De acordo com uma mensagem que circula na internet, a facção anunciou que vai realizar ataques em São Paulo a partir desse momento e decretou (por meio de um “salve”) toque de recolher em todo o estado. A história viralizou na internet por meio de uma mensagem e por áudios. Leia e escute:

salve Geral (toque de recolher ) as 21:00 a partir de sábado ! Primeiro Comando da Capital (PCC) 15.3 .3. Viemos através deste comunicar a população do estado de São Paulo que estaremos em guerra contra a opressão do governo com nosso irmão Marcola , não iremos aceitar a transferência do nosso irmão , vamos tocar fogo no estado , nossa guerra será contra a mídia a polícia e governo , não fica moscando na rua pra vc não ser estatística!! Vamos revindicar o direito do nosso irmão Marcola , não é justo essa opressão , de transferência do nosso líder! Sábado a partir das 21:00 é guerra , atenção população!

PCC anunciou toque de recolher a partir das 21h de sábado em São Paulo?

Muita gente ficou espantada com a história e começou a “reprogramar” o fim de semana. Mas será mesmo que a história que aponta que o PCC anunciou um toque de recolher por causa de ataques no fim de semana é real? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto que chama atenção é no enredo da história. Desde os fatídicos ataques realizados em 2006, histórias falsas envolvendo avisos de toque de recolher por parte do Primeiro Comando da Capital circulam na internet. De 2013 para cá já desmentimos “salves” em 2014 (durante a Copa), em 2017 e em 2018 (durante a greve dos caminhoneiros).

Entre o caso de hoje e os outros casos, temos alguns elementos em comum: o tom da mensagem é sempre o mesmo (uma carta de ameaças ou mensagens de “forças de segurança” alertando para os ataques). O “histórico” já faz a gente ficar desconfiados.

As desconfianças aumentam quando percebemos que o PCC (e outras facções) se utiliza de métodos diferentes quando, de fato, realiza ataques. Note que eles não ficam “soltando alerta por WhatsApp”. Simplesmente se comunicam (muitas vezes por bilhetes) e atacam. As pessoas só ficam sabendo do ataque quando “já aconteceu”. Um exemplo disso é o caso do Ceara no início desse ano. Ocorreram os ataques e pronto.

Para terminar, há um “detalhe” um tanto quanto importante. Como se sabe, os líderes do PCC foram transferidos de cadeia e estão sendo, digamos, muito bem monitorados. O mesmo pode ser dito de membros que estão presos. Apesar de todo esse monitoramento, as autoridades de segurança de São Paulo garantem que se trata de uma fake news (antes que você venha questionar, pense bem bem se é melhor acreditar nas autoridades ou no WhatsApp).

Durante entrevista coletiva, o governador de São Paulo, João Doria, classificou como fake news a hipótese de ataques. “É fake news. Temos monitoramento pleno e essas são notícias falsas. Ontem à noite na reunião do conselho de segurança pública que eu presido esses áudios já tinham sido identificados por nós e são improcedentes. Embora estejamos absolutamente mobilizados, não há nenhum movimento (de ataques)”, disse.

O Buzzfeed News também falou com a Promotoria de Justiça de São Paulo (mais exatamente com o promotor público Lincoln Gakiya). Ele também afirmou que a informação não procede. “”É tudo fake, não tem procedência nenhuma. Estamos desmentindo isso”, disse o promotor, que continuou: “Estamos monitorando o PCC, com o comando das polícias, tanto no sistema prisional como nas ruas e isso não procede”, disse.

Mais tarde, a própria Secretaria de Segurança Pública de São Paulo desmentiu a informação por meio de página no Facebook. Leia o conteúdo da nota de esclarecimento abaixo:

Nota de Esclarecimento Circulam pelas redes sociais e serviços de mensagens áudios e textos apócrifos sobre o cenário da segurança pública no Estado de São Paulo em função da transferência de presos do Sistema Penitenciário estadual para unidades federais. As forças de segurança do Estado de São Paulo tem adotado todas as medidas preventivas para garantir a segurança da sociedade.

O sistema de Inteligência da polícia recomenda que não se compartilhe ou se dê credibilidade a mensagens de autorias desconhecidas cujo objetivo é gerar desinformação. O enfrentamento contra o crime organizado é uma luta prioritária do Governo do Estado em parceria com o Governo Federal, que deve contar com a colaboração de toda população.

Resumindo: a história que aponta que o PCC decretou um toque de recolher para o sábado é falsa. A história segue o mesmo roteiro de outros boatos da facção e já foi desmentida pelas autoridades. Ou seja, fake news (só esperamos que ninguém goste da ideia).

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “PCC anuncia toque de recolher a partir das 21h de sábado em São Paulo #boato

  • 16/02/2019 em 14:34
    Permalink

    esse é o tipo de boato que só sabe se é boato depois….

    grandes coisa o governo desmentir… eles sempre vão desmentir pra nao passar sensação de insegurança pra população né….

  • 16/02/2019 em 10:56
    Permalink

    se é fake pq acabaram c todas as folgas dos policiais ?

Fechado para comentários.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)