Líder de ONG e do MST é dono de madeira apreendida pelo Exército no Pará #boato

Boato – Vídeo e foto mostram caminhões de madeira apreendidos pelo Exército no Pará. O dono da carga é o fundador da principal ONG de preservação ambiental e líder do MST no estado.

A questão do meio ambiente no Brasil tem gerado discussões que extrapolam o campo da preservação. E, infelizmente, muitas discussões que migram para o “campo político” têm sido embasadas por informações falsas. Hoje, vamos falar de mais uma delas.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Um vídeo de caminhões com madeira sendo apreendidos e uma foto de uma grande fileira de caminhões com madeira estão circulando junto com a informação que aponta que elas ilustram uma grande operação do Exército e que a carga pertencia ao fundador de uma ONG que também seria um dos líderes do MST no Pará. Leia duas versões da história que está circulando online e veja a foto e o vídeo em questão:

Confira o desmentido em vídeo:

Versão 1: O Exército prendendo caminhões com madeiras ilegais no Pará. Pasmem vcs mas o dono de toda essa madeira é fundador da principal ONG de preservação ambiental da Amazônia, cabeça do MST-PA e esquerdista radical com vários títulos recebidos na Europa, como cidadão defensor e protetor da Amazônia. RESPOSTA DO VICE-MOURÃO PARA BOLSONARO: ”MISSÃO DADA MISSÃO CUMPRIDA”

Versão 2: O dono de toda essa madeira apreendida, com escolta de caminhões do exército, pertencia ao fundador da principal ONG de preservação ambiental da Amazônia, cabeça do MST no Pará, esquerdista radical, detentor de vários títulos recebidos na Europa, por ser cidadão defensor e protetor do bioma da região. “E o Exército não está fazendo nada?” Uma coisa é fazermos críticas construtivas, embassadas em fatos outra coisa é criticar por criticar, por opção de não gostar deste ou daquele. Mourão está fazendo a diferença como vice presidente, atuando como gestor competente. Fora com ONGs falsas e criminosa.

Fundador de ONG e líder do MST é dono de madeira apreendida pelo Exército no Pará?

Tanto a foto quando o vídeo se espalharam com muita força por aí e, como vocês perceberam, fizeram diversos adjetivos serem proferidos às ONGs de preservação ambiental e ao MST. Porém, a mensagem é falsa. Não tem nada de ONG e MST na tal apreensão de madeira.

Quem acompanha o Boatos.org já deve ter sacado que a mensagem, por si só, carrega algumas das principais características de boatos online. A mensagem é vaga, extremamente alarmista, tem erros de português (como em embassadas) e não cita fontes confiáveis.

Para além disso, boatos recentes sobre “ONGs” e “MST” têm sido constantes. Apenas nos últimos dias, desmentimos histórias falsas sobre uma “ladra ativista de ONG”, pepitas e pedras preciosas de ONGs e falas falsas apontando que o MST iria incendiar o Brasil. Só esse briefing já nos ajuda a ficar mais desconfiados. Ao buscar pelas imagens em questão, descobrimos que as desconfianças de que era fake viraram certeza.

A foto dos caminhões enfileirados sequer tem a ver com operação do Exército para prender madeireiros. Na realidade, a imagem é de uma página do Facebook chamada Máfia da Tora (que compila imagens de madeireiros Brasil afora. A foto em questão foi publicada em 12 de janeiro de 2016 e sequer é do Pará. É da cidade de Cláudia, no Mato Grosso.

O vídeo em questão é, sim, de operação de apreensão de madeira. De acordo com mensagens que circularam nas primeiras publicações, o vídeo foi gravado em Nova Esperança do Piriá. Ao buscar sobre notícias de ações do Exército no local, chegamos à Operação Embaúba, deflagrada pela Polícia Federal em setembro deste ano.

Ao contrário do que apontam as mensagens, os alvos da operação foram oito serrarias ilegais que não tinham ligação alguma com ONGs (tampouco com a “maior ONG de preservação da Amazônia, que não sabemos a quem se referiam) e com o MST (no qual o atual líder estadual nada tem a ver com o caso).

Resumindo: a história que aponta que o Exército prendeu caminhões de madeira de um fundador de uma “grande” ONG que é líder do MST é falsa. Nem o Exército realizou operação relacionada a ONGs e MST tampouco as imagens que circulam online mostram isso.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2H2c3Iu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet