Integrante de ONG beija criança indígena (indiazinha) na boca em vídeo #boato

Boato – Um integrante de uma ONG se aproveitou e beijou uma criança indígena na boca. Vídeo mostra o momento em que ele beija a indiazinha.

Muitas vezes vídeos que não deveriam ser compartilhados acabam sendo promovidos por causa de uma notícia falsa. É o caso da história de hoje, que acusa um “integrante de ONG” de abuso contra uma criança indígena.

Um vídeo que mostra algumas pessoas em uma lancha e flagra o momento em que um homem que está com uma lata de cerveja e uma lata de energético na mãos dá um beijo em uma criança de etnia indígena. Junto ao vídeo há a informação de que o homem seria um integrante de uma ONG. Leia algumas das mensagens que estão circulando online:

Versão 1: Integrante de ONG beija criança india na boca. Versão 2:Recebi este post e este pedofilo beijando a indiazinha na boca eh um cara de uma ONG. Por favor retwetar para que ele fique conhecido Versão 3:Olha o canalha da ONG beijando a índiazinha na boca. Esquerda maldita!.

Versão 4:Olha o cara da ONG beijando a indiazinha na boca. Esquerda maldita! Versão 5: VAMOS VIRALIZAR ESSE VÍDEO ATÉ CHEGAR AO CONHECIMENTO DOS TRAFICANTES DE DROGAS PORQUE ELES ADORAM PEDÓFILOS E ESTUPRADORES E COM ISSO A LEI SEJA CUMPRIDA

Integrante de ONG beija criança indígena (indiazinha) na boca em vídeo?

Por causa da denúncia de que o homem no vídeo seria um integrante de um ONG, o vídeo se espalhou mais do que deveria. Só que nem o sujeito é “integrante de ONG” tampouco se trata de um caso em aberto.

A mensagem já nos deixa mais do que desconfiados. Ela tem características de fake news como carecer de informações mais precisas (como que ONG seria a do sujeito, quem é o sujeito etc), ser extremamente alarmista, ter erros de português e não citar qualquer fonte confiável que confirme a informação.

Não bastasse isso, não é de hoje que informações falsas sobre “denúncias contra ONGs” (se você não entendeu, o intuito é desmerecer o trabalho das ONGs que tentam defender o meio ambiente na Amazônia) pululam na internet. No Boatos.org, por exemplo, já desmentimos histórias falsas que apontavam que membros de ONGs estariam traficando pedras preciosas, roubando biodiversidade da Amazônia, traficando madeira e até colocando fogo na floresta.

Ao buscar sobre a história, descobrimos que não há nada sobre “ONG” ou integrante no caso. Na realidade, o homem (que não iremos colocar o nome aqui, mas foi identificado em muitas matérias da mídia) era um morador do Mato Grosso do Sul. De acordo com essa matéria do site Midiamax, o sujeito era padrasto da menina de etnia indígena.

O vídeo da lancha foi filmado pela mãe da garota que, de acordo com a matéria, estava embriagada. Ao postar o vídeo no status no WhatsApp, ele viralizou e o homem acabou recebendo ameaças. O vídeo se espalhou tanto que o homem foi conduzido à delegacia sob a acusação de estupro de vulnerável. Como não havia flagrante, ele foi liberado. Em seguida, populares cercaram o homem e, em meio a uma discussão, ele foi executado.

Por causa da morte, o caso teve muita repercussão na mídia local. Em nenhuma das notícias, foi dito que o sujeito era “integrante de uma ONG”. Para matar a charada, bastou buscar pelo nome do homem nas redes sociais. Na realidade, ele, de acordo com a página do seu perfil Facebook, trabalhava para um frigorífico da região.

Resumindo: é falsa a história que aponta que um integrante de uma ONG foi flagrado beijando uma criança indígena. Na realidade, o sujeito era um morador de Mato Grosso do Sul que foi assassinado após a viralização do conteúdo e trabalhava em uma empresa local (não em uma ONG).

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3HIppbu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet