Homem beija criança em passeio de barco na Ilha de Marajó, mostra vídeo #boato

Boato – Está aí a prova de que a Damares estava certa. Um homem foi flagrado beijando uma menina em um passeio de barco na Ilha de Marajó em 2022.

Desde quando um vídeo da senadora eleita Damares Alves com informações sem provas de coisas que aconteceriam com crianças na Ilha do Marajó começou a viralizar na internet, o que não faltou na internet foi fake news relacionada a questões sensíveis.

A última que vimos circular aponta para algo que justificaria a fala de Damares. Um vídeo de algumas pessoas em um barco mostra um homem com uma lata de cerveja na mão beijando uma criança indígena na boca. Junto ao vídeo há duas informações: 1) Que o caso teria ocorrido na Ilha do Marajó. 2) Que o vídeo provava que Damares estava certa. Leia uma das mensagens que circula online:

Atenção: Imagens fortes! Homem beija criança em passeio de barco na ILHA DE MARAJÓ. O mais impressionante disso tudo, é que a grande mídia brasileira inteira bateu na Damares Alves que fez a denúncia ao invés de ir atrás dos fatos. NOJENTO demais, tanto esse vagabundo, quando a grande mídia brasileira. Passeio na Ilha de Marajó! A Damares mentiu?

Vídeo mostra homem beijando criança em passeio na Ilha de Marajó?

Não demorou para as imagens (horríveis, por sinal) circularem com força na internet. Porém, é falsa a informação que aponta que o vídeo em questão mostrava o homem beijando uma criança em um passeio na Ilha de Marajó. Tampouco, o vídeo mostra que Damares tinha razão.

Vamos começar pela segunda tese. Como apontamos neste desmentido, a senadora eleita declarou que crianças tinham dentes arrancados e comiam comida pastosa por ordem de traficantes de crianças. Por mais que a cena mostre uma triste realidade (de que há exploração de crianças e adolescentes), não há nada do que foi descrito pela Damares.

Já falamos que a questão da exploração sexual de crianças e adolescentes, principalmente em regiões de vulnerabilidade como a Ilha de Marajó, vai muito além de uma “cruzada de um presidente santo”. Trata-se de uma questão social, de educação e, sim, de polícia.

Dito isso, vamos à segunda tese. Ao contrário do que aponta o vídeo, o vídeo não foi gravado na Ilha de Marajó. Aliás, o mesmo vídeo já foi utilizado em uma outra fake news que desmentimos por aqui. Como as referências temporais apontadas por lá valem para o texto de hoje, relembre o que escrevemos a respeito do assunto:

Ao buscar sobre a história, descobrimos que não há nada sobre “ONG” ou integrante no caso. Na realidade, o homem (que não iremos colocar o nome aqui, mas foi identificado em muitas matérias da mídia) era um morador do Mato Grosso do Sul. De acordo com essa matéria do site Midiamax, o sujeito era padrasto da menina de etnia indígena.

O vídeo da lancha foi filmado pela mãe da garota que, de acordo com a matéria, estava embriagada. Ao postar o vídeo no status no WhatsApp, ele viralizou e o homem acabou recebendo ameaças. O vídeo se espalhou tanto que o homem foi conduzido à delegacia sob a acusação de estupro de vulnerável. Como não havia flagrante, ele foi liberado. Em seguida, populares cercaram o homem e, em meio a uma discussão, ele foi executado.

Por causa da morte, o caso teve muita repercussão na mídia local. Em nenhuma das notícias, foi dito que o sujeito era “integrante de uma ONG”. Para matar a charada, bastou buscar pelo nome do homem nas redes sociais. Na realidade, ele, de acordo com a página do seu perfil Facebook, trabalhava para um frigorífico da região.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que o vídeo de um homem beijando uma criança foi gravado na Ilha de Marajó. Na realidade, o vídeo em questão foi gravado em Mato Grosso do Sul e não ajuda como argumento para quem defende as falas de Damares Alves.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet