Comunismo foi instalado em supermercado de Garibaldi (Rio Grande do Sul) #boato

Boato – Vídeo denuncia supermercado, em Garibaldi (RS), que foi tomado pelo comunismo e restringiu compras de clientes. 

A situação da Covid-19 no Brasil não anda nada bem. Há alguns dias, o número de mortos pela doença vem se aproximando de 2000 pessoas diariamente. Para completar, diversos estados estão enfrentando uma situação crítica em relação às UTIs.

No Rio Grande do Sul, por exemplo, o estado já contabiliza mais de 2000 pessoas internadas em UTIs. O número de internados dobrou em apenas 15 dias e o estado já não possui leitos de UTI disponíveis.

Com isso, o governador do RS Eduardo Leite impôs medidas de proteção mais rígidas. E claro, não demorou muito para que as fake news pipocassem na internet. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o comunismo teria sido implantado em terras gaúchas, mais especificamente em um supermercado no município de Garibaldi (RS). Segundo as imagens, o supermercado teria retirado das prateleiras todos os produtos não-essenciais a mando do governo estadual. Ainda de acordo com a gravação, o Rio Grande do Sul estaria vivendo um comunismo. Confira:

Versão 1: “RIO GRANDE DO SUL! 08/03/2021 Garibaldi. Segue o link”. Versão 2: “Aí, galera, pra quem não acredita que o comunismo está presente, estou nesse momento, hoje é dia 8, tá? Agora é 13:30 da tarde, mais ou menos. Eu estou no mercado da cidade de Garibaldi, Cairu. E olha o que eu encontro nos produtos que não são essenciais. Nós estamos ou não estamos vivendo o comunismo? Nós temos agora um governador que dita aonde eu vou gastar o meu dinheiro, com o que eu vou gastar o meu dinheiro. E nós, pacificamente, aceitamos essa palhaçada. Pra quem tá do lado de governadores, tipo o nosso excelente governador do Rio Grande do Sul e tantos outros, é isso que queremos pra nós? É isso que aceitamos? Essa é minha revolta, deixo registrado. Hoje é dia 8 de março, tá? Estou sendo impedida de comprar itens que eu quero, que eu desejo, que meu dinheiro pode pagar. Quem concorda com isso? Quem está a favor disso? Quem acha que isso é pra combater uma pandemia politicamente inventada? Até quando nós vamos aceitar isso? Todas essas partes que vocês estão vendo com coluna branca são produtos que eu estou impedida de comprar e levar pra minha casa, tá? Isso está ocorrendo hoje, dia 8 de março, em Garibaldi (RS), no mercado Cairu”.

Comunismo foi instalado em supermercado de Garibaldi (Rio Grande do Sul)?

É óbvio que a informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Facebook, onde já conta com mais de 2 mil reações. Apesar disso, a história não passa de balela.

Não precisa procurar muito para perceber que essa história de comunismo implementado no Brasil não é uma novidade. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas histórias sobre o tema, como a que dizia que um semáforo em São Paulo teria um punho cerrado em homenagem ao comunismo. Também a que indicava que a Argentina teria falido, quebrado todas as empresas e implantado o comunismo com ajuda da China e, por fim, a que apontava que a Argentina teria registrado uma enorme manifestação contra o comunismo em plena pandemia.

Pois bem, fomos atrás de mais informações e, assim como dissemos anteriormente, a situação da pandemia da Covid-19 no Rio Grande do Sul não anda nada boa. O estado já não possui leitos vagos de UTI e bateu recorde de pessoas internadas em leitos de cuidados intensivos.

Buscando evitar um verdadeiro colapso na saúde do estado, o governador Eduardo Leite publicou o decreto nº 55.782, no dia 5 de março de 2021, que prevê multas a quem não cumprir as regras sanitárias vigentes no estado e a restrição na venda de produtos não essenciais. De acordo com o decreto, estabelecimentos não podem vender ou prestar serviços não essenciais durante o horário de funcionamento reservado às atividades essenciais. Além disso, o decreto prevê que os produtos não essenciais não podem ficar expostos.

A medida é uma ação (quase que desesperada) para fazer com que os gaúchos fiquem em casa e parem de circular pelo estado. O próprio mercado citado na história se pronunciou sobre o ocorrido e informou que apenas não está comercializando presencialmente produtos não essenciais. De acordo com o mercado, os produtos seguem sendo vendidos pela internet.

Por fim, mas não menos importante, fomos procurar por mais informações teóricas sobre o comunismo, mas não encontramos nada similar ao que está acontecendo no supermercado de Garibaldi (RS).

Em resumo: a história que diz que o comunismo foi instalado em um supermercado de Garibaldi (RS) é falsa! O vídeo usado na publicação mostra as consequência de um decreto desesperado para fazer com que os gaúchos permaneçam em casa. O decreto nº 55.782, publicado no dia 5 de março de 2021, prevê a restrição na venda de produtos não essenciais, impedindo até que os estabelecimentos não possam expor esse tipo de produto nas prateleiras. A comercialização via entrega, entretanto, segue funcionando. O mercado citado na história também se posicionou e afirmou que segue entregando os produtos via aplicativos na internet. Ou seja, a história não passa de balela. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/3kWrohw
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy