Argentina faliu, quebrou todas empresas e implantou o comunismo com o apoio da China #boato

Boato – Por causa da quarentena do coronavírus, a Argentina faliu, quebrou todas as empresas do país e o governo de Alberto Fernández conseguiu implantar o comunismo com a ajuda da China.

Desde que o governo de Alberto Fernández anunciou a intenção de expropriar a empresa agroexportadora Vicentín, informações distorcidas sobre o nosso país vizinho começaram a circular na internet. A última delas aponta (com exclusividade) para uma informação bombástica: que a Argentina conseguiu “implantar o comunismo”.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): https://bit.ly/3cDxFZE

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Com base em um suposto relato de uma brasileira que estaria morando na Argentina que claramente mostra um viés de direita, mensagens dão conta de que a Argentina faliu todas as empresas com o coronavírus, que o governo vai ser “dono de tudo” e que implantou o comunismo com o apoio da China. No final, há o “alerta” que é preciso manter Bolsonaro para que o comunismo não seja implantado. Leia trehos da mensagem que circula online:

Argentina já era, quebraram todas as Empresas, o governo vai ser dono de tudo, conseguiram implantar o Comunismo com apoio da China. ALERTA AOS BRASILEIROS! Atentem todos, principalmente os que estão decepcionados com o governo Bolsonaro. […]

Hoje, depois de 61 dias de quarentena obrigatória, e que parece que se prolonga novamente, o país está pior do que nunca esteve. As empresas foram obrigadas a continuar pagando salários integrais aos seus funcionários e proibidas de despedir aqueles que julgavam não ser capazes de continuar pagando. Resultado: 60 mil empresas fecharam suas portas no país. O governo “ajudou” algumas empresas, mas, agora, fala-se que as empresas também devem pertencer ao governo que as ajudou. […]

É por isso que deixo a pergunta: QUEM VOCÊS QUEREM NO LUGAR DO PRESIDENTE BOLSONARO? TEMEM OU NÃO O COMUNISMO SER INSTALADO NO BRASIL? UNAM-SE POVO BRASILEIRO, UNAM-SE! Não entreguem seu país a quem só quer a corrupção, o poder, a riqueza para si e para os seus. Não há um outro político no Brasil mais patriota do que Bolsonaro; esqueçam seus defeitos e foquem nas virtudes. Que Deus os ajudem.

Argentina faliu, quebrou todas empresas e implantou o comunismo com o apoio da China?

O que não faltaram foram compartilhamentos de pessoas simpáticas a Bolsonaro. Mas será mesmo que a “Argentina faliu” e “virou comunista” como mostram as mensagens? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Para começar, a mensagem, por si só, já nos deixou desconfiados. Assim como bom boato na internet, ela tem características de boatos online como ser vaga, alarmista, com erros de português, pedido de compartilhamento e não cita qualquer fonte confiável que corrobore com a tese. Para além disso, boatos sobre a situação no país têm circulado com força nos últimos dias (aqui e aqui). Fizemos até um vídeo sobre o assunto. Confere aí embaixo:

Para fazer a checagem, pontuamos as informações contidas na mensagem. 1) Argentina faliu. 2) Implantou o comunismo com a ajuda da China. 3) Todas as empresas do país faliram e estatizaram. 4) Cristina Kirchner foi absolvida de processos. Vamos começar com as “teses econômicas”.

É fato que a Argentina vai passar por um solavanco financeiro pesado, principalmente por causa da pandemia da Covid-19 e medidas de isolamento (frisa-se importantes para controlar a doença). Porém, os números não significam que o país faliu ou “está muito pior do que o Brasil”. Na realidade, a previsão de queda do PIB no país para 2020 é de 5,2% enquanto a previsão do Brasil é de uma queda de 5%.

Também não é fato que “todas empresas do país” faliram e foram estatizadas. É difícil mensurar o impacto do coronavírus nas empresas (com certeza não será pequeno), mas vamos convir que falar em “todas empresas faliram” é algo tão pesado que, se fosse real, teria embasamento em fontes confiáveis. Porém, nada encontramos. Aliás, o único caso de pedido de expropriação que temos conhecimento é da Vicentín.

Falando das “teses políticas”. Como é de se imaginar, é falso que o “comunismo foi implantado na Argentina”. A tese é derrubada só pela ausência da informação em fontes confiáveis e por sabermos que a palavra “comunismo” tem sido utilizada como estratégia retórica para quem não é muito simpática ao regime. Por fim, checamos e vimos que Cristina Kirchner continua sendo ré nos processos que responde na Justiça.

Resumindo: na “melhor das hipóteses”, o texto que circula online exagera nas informações. Nem a Argentina “implantou o comunismo” nem estatizou todas as empresas do país tampouco todas as empresas do país faliram. Ou seja: mesmo que você concorde com o posicionamento de quem escreveu, analise a mensagem com (muitos) filtros.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)