Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Tragédia no Rio Grande do Sul não foi planejada e não tem nada a ver com Plano Marshall (Agenda Climática)

Tragédia no Rio Grande do Sul não foi planejada e não tem nada a ver com Plano Marshall (Agenda Climática)

Calamidade no Rio Grande do Sul foi planejada para implantação de Plano Marshall de globalistas, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – No Rio Grande do Sul, tragédia foi planejada para a implementação do Plano Marshall (Agenda Climática)

Análise

As enchentes e fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul estão regredindo. O nível dos rios está baixando e, com isso, muitas pessoas já estão conseguindo fazer a limpeza de suas casas. Mas de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, a tragédia no Rio Grande do Sul foi planejada.

Segundo a história, as enchentes no Rio Grande do Sul foram intencionalmente feitas para a implementação do Plano Marshall, que tem ligação com a Agenda Climática. Ainda segundo a história, o Plano Marshall tem como objetivo a desapropriação de pessoas sob o pretexto de recuperação ambiental, buscando a imposição de novas leis e a construção de cidades prisão. Confira:

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Versão 1: “Rio Grande do Sul Plano Marshall A nação está sob ataque orquestrado Nação sob ataque para a imposição da Agenda Climática. Saiba por que a calamidade orquestrada no RS está ocorrendo e como será usada por conspiradores e traidores da nação para impor medidas de controle social nunca antes vistas. Não é por acaso! É uma conspiração! É uma catástrofe planejada. Compartilhem com o MUNDO!!!”.

Versão 2: “O NOVO PLANO MARSHALL, RIO GRANDE DO SUL A CALAMIDADE PLANEJADA. Rio Grande do Sul A Calamidade Planejada Vem aí o Plano Marshall do Brasil  Uma estratégia elaborada por conspiradores e traidores da nação, com o objetivo de aproveitar-se de calamidades planejadas para desapropriar os cidadãos de suas casas, terras e propriedades. Sob a fachada de reconstrução e segurança, esse plano utiliza a falta proposital de contingente das forças armadas para permitir o aumento do número de mortes e evitar a realocação e devolução das propriedades aos sobreviventes. Ao manipular o clima e promover catástrofes, os responsáveis pelo Plano Marshall buscam impor novas leis e normas que permitam a reconstrução das chamadas “cidades inteligentes”, enquanto usam a força para impedir a ajuda externa. Este plano, alinhado com a Agenda 2030, visa reiniciar e remodelar a nação brasileira, sacrificando vidas inocentes em prol de interesses escusos. Nada é por acaso.  Entendem como não era EXAGERO NOSSO. PRECISAMOS IMPEDIR”.

Checagem

A partir disso, fomos atrás de mais informações sobre o assunto e vamos te contar, em detalhes, os motivos para não acreditar nessa história. Para tanto responderemos a algumas perguntas: 1) A calamidade no Rio Grande do Sul foi planejada para que houvesse um “Plano Marshall”? 2) As acusações no vídeo que falam sobre calamidade e Plano Marshall são reais? 3) Existe uma Nova Ordem Mundial e globalistas envolvidos nas enchentes do Rio Grande do Sul?

A calamidade no Rio Grande do Sul foi planejada para que houvesse um “Plano Marshall”?

Não. O vídeo de hoje apenas faz um compilado de informações falsas e teorias da conspiração, que incluem fake news já desmentidas aqui no Boatos.org, como o Haarp e a falta de socorro intencional. No Boatos.org, desmentimos a história que dizia que as antenas Haarp foram usadas para causar as enchentes no Rio Grande do Sul. Também a que indicava que a Receita Federal estaria apreendendo aeronaves com doações para o Rio Grande do Sul.

As acusações no vídeo que falam sobre calamidade e Plano Marshall são reais?

Não. O vídeo fala que o Plano Marshall tem relação com a Agenda Climática (ou Agenda 2030). Além disso, o vídeo ressalta que o Plano Marshall tem como objetivo a desapropriação, a imposição de restrições severas de uso da terra, a criação de zonas de exclusão, o lockdown climático (com implementação de medidas de restrição de mobilidade urbana), a realocação em massa e o monitoramento massivo. Na realidade, isso tudo é uma grande viagem e sem provas.

Para começo de conversa, a história cita que a tragédia no Rio Grande do Sul foi planejada e causada de forma intencional. Sabemos que isso é mentira e que o assunto já foi desmentido no Boatos.org. Além disso, ainda não há qualquer informação de que os atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul serão desapropriados ou realocados. E se esse tipo de ação for necessária, com certeza não é por causa do Plano Marshall ou qualquer outra teoria da conspiração. Mas sim por orientações técnicas e científicas. Se isso não bastasse, o vídeo não apresenta qualquer tipo de prova.

Existe uma Nova Ordem Mundial e globalistas envolvidos nas enchentes do Rio Grande do Sul?

Definitivamente não. Como citamos anteriormente, tudo não passa de uma teoria da conspiração. Além disso, a história não apresenta provas em nenhum momento. A todo momento, o vídeo aponta que o Plano Marshall quer tentar promover a Agenda Climática (ou Agenda 2030), como se a preocupação ambiental fosse algo ruim ou fosse trazer impactos negativos. Sabemos que isso não é verdade. Essa é uma tentativa de descredibilizar o trabalho de pesquisadores e ambientalistas. E como já estamos cansados de falar por aqui: o ônus da prova é de quem acusa. E bem, o vídeo falou, falou e falou, mas não apresentou nenhuma prova.

Conclusão

Fake news ❌

A tragédia no Rio Grande do Sul não foi planejada e o Plano Marshall não passa de uma teoria da conspiração. É simplesmente um absurdo disseminadores de fake news seguirem compartilhando histórias que apontam que as tragédias no Rio Grande do Sul foram planejadas por grupos X ou Y. Mais ainda misturando tudo isso com teorias da conspiração. A tragédia no Rio Grande do Sul ocorreu por diversos fatores, como combinações climáticas intensas e raras e foram intensificadas por falta de manutenção em questões estruturais. Além disso, essa história de Plano Marshall não passa de uma teoria da conspiração que tenta descredibilizar o trabalho de pesquisadores e ambientalistas que alertam sobre as consequências de nossas ações em relação ao meio ambiente. O vídeo de hoje cita histórias que já foram desmentidas no Boatos.org e, além de tudo, não apresenta provas.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).