Caixa bloqueou Auxílio Emergencial de 187 mil pessoas que compraram eletrônicos após receber benefício #boato

Boato – A Caixa bloqueou o auxílio emergencial de 187 mil pessoas compraram eletrônicos após receber o benefício. Segundo o presidente, a fiscalização visa auxiliar apenas quem realmente precisa.

A Caixa Econômica Federal começou a liberar desde o dia 9 de abril os saques da primeira parcela do auxílio emergencial pago pelo governo a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados afetados pela pandemia do novo coronavírus. No entanto, uma notícia que começou a rodar as redes sociais deu um baita susto em muitas pessoas que já receberam a primeira parcela do benefício.

De acordo com uma publicação, a Caixa teria bloqueado o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de 187 mil pessoas que compraram aparelhos eletrônicos antes de 10 dias após receberem o pagamento. Supostamente, a decisão foi tomada pelo presidente do banco, visando auxiliar apenas quem realmente precisa do beneficio.

Ainda segundo a postagem, a suposta fiscalização deverá continuar até o término do pagamento das primeiras parcelas da ajuda do governo. Confira abaixo o texto original da postagem que está sendo compartilhada:

A Caixa bloqueou cerca de 187.000 CPF’s que não poderão receber a segunda parcela do Auxílio emergencial, por terem sido cadastrado em compras de aparelhos eletrônicos antes de 10 dias após o recebimento do auxílio, Segundo o Presidente da caixa, isso é visando auxiliar apenas quem realmente precisa. A fiscalização continuará até o término do pagamento das primeiras parcelas. É justíssimo! Fonte: BrNotícias *Computadores são considerados eletrônicos necessários, e estão isentos da fiscalização.

Caixa bloqueou auxílio emergencial de 187 mil pessoas que compraram eletrônicos após receber benefício

A notícia pegou vários internautas de surpresa e, como era de se esperar, viralizou rapidamente. Mas será mesmo que a Caixa bloqueou o auxílio emergencial de 187 mil pessoas que compraram eletrônicos após receber o benefício? A resposta é não! E o porquê você confere a seguir.

Para começar, a mensagem da publicação possui todas as características de fake news: é vaga (não diz quando e onde saiu esse comunicado da Caixa), alarmista (tem o objetivo de assustar as pessoas), possui vários erros de português e não cita fontes confiáveis que possam confirmar a veracidade dessa notícia.

Em segundo lugar, desde que o governo anunciou o pagamento do auxílio emergencial a pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia, surgiram vários boatos na internet sobre o assunto. Inclusive, nós já desmentimos alguns deles aqui no Boatos.org, como o que dizia que o governo teria cancelado o pagamento do benefício por falta de dinheiro, fora outros que tentaram pegar os mais desprevenidos no famoso “conto do Vigário” pedindo para as pessoas descobrirem se tinham direito ao auxílio emergencial compartilhando um link falso do WhatsApp.

Além disso, se a notícia fosse mesmo real, com certeza já teria saído em vários sites confiáveis de notícias. No entanto, ao buscarmos sobre o assunto, nada encontramos. Ao contrário disso, descobrimos que a informação foi desmentida pela página Fato ou Fake, do G1, e também pela Agência Lupa.

Em ambos os casos, a Caixa Econômica Federal enviou uma nota negando que tenha emitido qualquer fiscalização do uso de recursos do auxílio emergencial: “A Lei 13.982/2020, regulamentada pelo Decreto 10.316/2020, que instituiu o auxílio emergencial do governo federal, não impõe a forma como o beneficiário deverá utilizar os recursos”, diz o texto.

A instituição também informou que tem como única atribuição o pagamento do benefício às famílias. A seleção dos beneficiários cabe somente ao Ministério da Cidadania após análise da Dataprev, que, por sua vez, indica se a pessoa cumpre ou não os requisitos exigidos para receber o dinheiro.

Vale lembrar que se você quer saber se tem direito a receber o auxílio do governo, é preciso baixar o aplicativo Caixa Auxílio Emergencial e fazer o cadastro, acessar o site ou ligar no número da central telefônica exclusiva 111.

Resumindo: A publicação que dá conta de que a Caixa bloqueou o auxílio emergencial de 187 mil pessoas que compraram eletrônicos após receber o benefício é falsa. O próprio banco desmentiu a informação por meio de comunicado explicando que a lei que institui o auxílio do governo não impõe nenhuma forma de utilização desse recurso.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2AryYtw
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)