Governo cancela pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 porque está sem dinheiro #boato

Boato – O governo federal anunciou que vai cancelar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Caixa Econômica Federal diz que está sem dinheiro para pagar o benefício.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, muita gente está conseguindo sobreviver graças ao auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo. Temos visto também muitos problemas na concessão do benefício (desde problemas com cadastros até de pagamentos). Mas, de acordo com uma notícia que está circulando na internet, tudo ficou pior.

Mensagens que circulam em redes sociais dão conta de que o governo resolveu cancelar o pagamento do benefício. De acordo com algumas versões da história, o motivo seria falta de dinheiro para fazer os pagamentos. Leia algumas das versões da história que circula online:

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: REVOLTANTE! CAIXA ANUNCIA O CANCELAMENTO DA SEGUNDA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600,00 Versão 2: URGENTE: Governo afirma não ter dinheiro e suspende pagamento do auxílio emergencial Versão 3: GOVERNO FEDERAL ANUNCIA QUE NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR O AUXILIO EMERGENCIAL

Versão 4: Governo cancela o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial Versão 5: Vishi, não vão mais pagar o AUXÍLIO EMERGÊNCIAL FOI CANCELADO o GOVERNO CANCELOU Versão 6: URGENTE: CAIXA NÃO TEM MAIS DINHEIRO PARA PAGAR AUXÍLIO EMERGENCIAL

Governo cancela pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 porque está sem dinheiro?

A mensagem circulou com muita força na internet e deixou muita gente assustada. Mas será mesmo que o governo federal cancelou o pagamento do auxílio emergencial porque está sem dinheiro? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Na realidade, o que houve foi uma confusão com uma notícia real. O que aconteceu foi o seguinte: chegou a ser anunciado o desejo de antecipar a segunda parcela do auxílio emergencial de maio para abril. Porém, o próprio presidente Bolsonaro falou que não autorizou a antecipação dos pagamentos e a ideia caiu por terra.

Na noite de 22 de abril de 2020, o Ministério da Cidadania anunciou que o pagamento da segunda parcela do benefício (que seria pago no dia 23 de abril) não foi antecipado. Em nenhum momento foi ventilado o cancelamento dos pagamentos (pelo menos por enquanto). Leia nota publicada pela pasta:

Tanto o Ministério da Cidadania quanto a Caixa manifestaram seu desejo de antecipar o pagamento da segunda parcela. No entanto, devido ao alto número de informais cadastrados e a determinação do governo em não deixar ninguém para trás, todas as expectativas foram superadas e tornou-se imperativo solicitar crédito suplementar para poder completar o atendimento a todos. Cabe registrar que o recurso disponível para cada uma das três parcelas é de R$ 32,7 bilhões, já foram transferidos R$ 31,3 bilhões, e ainda serão avaliados cerca de 12 milhões de cadastros para a primeira parcela.

Recebemos uma recomendação da Controladoria Geral da União (CGU) a este respeito. O Governo Bolsonaro tem como marca a responsabilidade fiscal e o cumprimento de todas as normas legais. Por essa razão, o Ministério da Cidadania produziu nesta data uma nota técnica e já solicitou ao Ministério da Economia a previsão para uma suplementação orçamentaria o mais rápido possível. Em virtude disso, por fatores legais e orçamentários, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do Auxílio-Emergencial.

É importante frisar que o objetivo é garantir o atendimento a todas as pessoas elegíveis de acordo com a lei aprovada. Desta forma, após a definição da suplementação orçamentária a ser feita pelo Ministério da Economia, iremos completar o atendimento da primeira parcela e anunciar o calendário de pagamento da segunda parcela do Auxílio-Emergencial no mês de maio. Todos os que forem elegíveis de acordo com a lei irão receber.

Resumindo: a história que aponta que o governo cancelou o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 é falsa. O que houve foi o “cancelamento” de uma antecipação que havia sido anunciada pelo próprio governo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Otkv5l

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)