Mensagens no WhatsApp serão pagas a partir de sábado de manhã #boato

Boato – A partir de sábado de manhã, as mensagens (correspondências) do WhatsApp serão pagas. Para evitar a cobrança, você terá que enviar uma mensagem para 30 pessoas e verá um logotipo azul.

Quando falamos de fake news clássicas (aquelas que ficam antigas, mas nunca ficam velhas), uma das primeiras que me vem à cabeça é a clássica mensagem que fala em WhatsApp pago. O enredo é sempre o mesmo: “fulano decidiu que o WhatsApp vai cobrar por mensagem e que a única forma de evitar é enviando a mensagem da cobrança para um certo número de contatos”. Hoje, vamos falar, especificamente de um desses clássicos.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/39Tje3u

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Em maio de 2018, o Boatos.org desmentiu uma mensagem que falava que a “cobrança por mensagens” começaria no “sábado de manhã”, citava o canal francês TF e apontava que o logotipo do aplicativo ficaria azul depois do envio da mensagem para os amigos do aplicativo. Em 2020, uma mensagem muito parecida com essa começou a circular na internet.

As principais mudanças entre as versões está no suposto preço da mensagem (em 2018 era 0,01 euro por mensagem e agora é US$ 1,50) e no número de contatos que teria que receber a mensagem do “logotipo azul” (antes era 10 contatos. Agora, são 30 contatos). Leia a nova versão da mensagem que circula online:

Confira o desmentido no vídeo

Sábado de manhã, a correspondência do WhatsApp será paga. Se você tiver 30 ou trinta endereços no WhatsApp, envie-lhes esta mensagem. Dessa forma, você será considerado um usuário comum no WhatsApp e terá um logotipo que é um círculo azul. Suas mensagens e chamadas permanecem gratuitas.

Esta nova medida foi discutida hoje pela administração do WhatsApp no ​​canal francês TF1 TF1, onde haverá uma informação financeira estimada em 1,5 dólar por mensagem (uma quebra de cinco dólares). Envie esta mensagem para trinta pessoas usando o WhatsApp. E quando é enviado para trinta pessoas, haverá iluminação azul (e, caso você não o faça, o uso do WhatsApp será em troca de dinheiro)

Mensagens no WhatsApp serão pagas a partir de sábado de manhã?

Assim como em 2018 (e muitas outras ocasiões), a tal mensagem circulou muito na internet. E, assim como nas outras ocasiões, a mensagem que fala de cobrança no WhatsApp é falsa. Calma aí que a gente relembra tudo para vocês.

Esse é mais um exemplo de mensagem que tem todas as características de boatos online (o que prova a nossa tese que mensagens assim sempre estão enganando as pessoas): ela é vaga, alarmista, com erros de português, pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis. Aliás, ela até cita uma fonte confiável. Porém, não dá qualquer link da rede TF1 falando sobre a “novidade do WhatsApp”.

Ao procurar por informações sobre a cobrança no site da TF1, nada encontramos. Ao procurar pela informação em francês, descobrimos que há diversos desmentidos sobre a tal cobrança no WhatsApp. Veja essa versão do Huffpost França e do próprio serviço em francês. Aliás, o WhatsApp também já desmentiu a informação em “bom português”.

Assim como já falamos em outras oportunidades, o WhatsApp não cobra por mensagens. O único tipo de cobrança que o usuário pode vir a ter é em relação ao pacote de dados do celular (o que, no caso de algumas operadoras, também não é cobrado).

Vale dizer que esse tipo de corrente que fala em “compartilhe para ativar etc etc etc” não só é falsa como também não faz sentido. Além de ser ineficaz no sentido de se monitorar (principalmente porque as mensagens do WhatsApp são criptografadas), seria uma medida que só serviria para incentivar práticas de spam.

Resumindo: a história que aponta que o WhatsApp vai deixar de ser gratuito no sábado de manhã e que você teria que enviar uma mensagem para evitar isso e ter um logotipo azul é falsa. É uma nova versão de um boato já desmentido algumas vezes por aqui.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/36oLGIe

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)