Izabely tem câncer e vai ganhar 0,05 centavos por mensagem no WhatsApp #boato

Boato – A menina Izabely tem apenas 6 anos e está com câncer no cérebro. Para pagar os R$ 77 mil de tratamento, o WhatsApp vai dar 0,05 centavos por mensagem compartilhada.

Uma criança doente. Está aí uma das coisas que mais partem o coração das pessoas. Junte isso a um pedido de compartilhamento (que costuma sempre ser bem atendido) e temos uma fórmula perfeita para uma fake news de sucesso. Alguém descobriu essa fórmula e cá estamos para desmentir mais um caso no Boatos.org.

A última das histórias que circula na internet dá conta de que uma menina chamada Isabely, de apenas 6 anos, está com câncer no cérebro e precisa de R$ 77 mil para o tratamento. Sem dúvida, um caso triste. Mas o “pulo do gato” está no fato de que o WhatsApp resolveu ajudar: a cada compartilhamento da mensagem contando o caso (e com um link para um site daqueles), o aplicativo daria R$ 0,05 para o tratamento. Leia:

*URGENTE!* POR FAVOR, NÃO DELETE NEM PRECISA LER, SÓ REPASSE! Quem apagar ou ignorar não tem coração! Olá, meu nome é Izabely, e eu tenho apenas 6 aninhos. Aos olhos do mundo, e recentemente os doutores descobriram que eu tenho um câncer no cérebro, e a A cirurgía custa R$ 77.000,00.

Desafortunadamente meu pai e minha mãe estão desempregados e não temos dinheiro para pagar a operação, e tenho pouco tempo de vida e não posso esperar pelo SUS. Mas e eu consegui uma ajuda do Whatsapp e nos ajudarão com 0,05 centavos por cada pessoa que receber esta mensagem, eles vão pagar diretamente para o hospital. Por favor, reenvie esta mensagem para seus contatos, e ajude esta princesinha Izabely. Por favor, ajude repassando esta mensagem Repassando

Izabely tem câncer e vai ganhar 0,05 centavos por mensagem no WhatsApp?

Muita gente se comoveu com o caso e muita gente compartilhou a mensagem por aí. Mas será mesmo que o WhatsApp vai dar R$ 0,05 centavos por mensagem para a menina Isabely, que está com câncer no cérebro? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Você a leu a mensagem “em vermelhinho” logo ali em cima, não é? Se você leu com atenção, deve perceber que ela é um exemplo perfeito de uma mensagem com características de fake news. Ela é vaga (sequer descreve de onde é a menina), alarmista, com erros de português, pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis. Uma mensagem como essa (ao contrário do que é pedido), nunca deveria ser repassada.

Aliás, ao final do texto, há um link. Ele é, justamente, para um site que só compartilha fake news. Inclusive, a mesma página divulgou, há alguns anos, a mesma história. A única coisa que mudava era o nome da menina. Na ocasião, era a Nataline que precisava da doação. O boato antigo, era, aliás, uma evolução de uma fake news em inglês sobre o assunto.

Pelo histórico já deu para ver que esse tipo de história é manjada. É tão manjada que a explicação de hoje repete o que falamos em outras oportunidades. 1) O WhatsApp não faz esse tipo de campanha (além de ser desastrosa, não é possível mensurar quantos compartilhamentos uma mensagem tem no aplicativo por causa da criptografia de ponta a ponta. 2) Não achamos nada sobre o assunto. Mais detalhes, no vídeo:

Só para terminar, fizemos uma busca pela imagem da menina (que está com um colete do hospital Varella Santiago) e nada encontramos sobre a tal campanha. No mínimo, o sujeito do site (que, na página, coloca um título “A cirurgía custa R$ 18.000,00. Deve ser feita o quanto antes”, que não tem ligação alguma com a mensagem) pegou uma foto aleatória na internet e jogou no blog para ganhar uns cliques.

Resumindo: a história que aponta que a menina Isabely vai ganhar R$ 0,05 centavos por compartilhamento de uma mensagem de um blog (de fake news) no WhatsApp é falsa. É uma nova versão de um velho boato que circula online.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)