Brasil sofreu 15 bilhões de ataques cibernéticos da China em posts de “Bom dia! Boa tarde! Boa noite!” #boato

Boato – Nos últimos três meses, o Brasil sofreu 15 bilhões de ataques cibernéticos da China por meio de mensagens de “Bom dia! Boa tarde! Boa noite!” no WhatsApp.

Já estamos cansados de falar que muitas das mensagens falsas que circulam na internet se aproveitam de notícias reais (as distorcendo) ou “reciclando” notícias falsas já desmentidas. No caso da história de hoje, o fake conseguiu a proeza de “fazer as duas coisas”.

De acordo com mensagens que estão circulando no WhatsApp 15 bilhões de ataques cibernéticos foram feitos por chineses nos últimos três meses no Brasil. A mensagem apontava que os ataques se deram por meio de mensagens de “Bom dia! Boa tarde! Boa noite!” no WhatsApp. Leia a mensagem que circula online:

Confira os nossos desmentidos em vídeo (partes 1 e 2):


Brasil sofreu 15 bilhões de ataques cibernéticos em apenas 3 meses! A notícia veio da empresa de segurança cibernética Fortinet: o Brasil sofreu 15 bilhões de tentativas de ataque cibernético em apenas 3 meses. O levantamento foi feito usando dados de clientes da companhia no país e, também, fornecidos por entidades de classe.⠀

Uma questão de tempo “A questão não é mais ‘o que podemos fazer se sofrermos um ataque cibernético?’, mas sim, ‘o que podemos fazer quando sofremos um ataque cibernético?’”, disse o líder da Fortinet no Brasil Frederico Tostes. Segundo ele, foi possível avaliar que as ameaças cibernéticas estão crescendo tanto em quantidade quanto em sofisticação — e em um ritmo alarmante.

ATENÇÃO Para aqueles que gostam de reenviar posts de Bom dia! Boa tarde! Boa noite! Não envie mais esse tipo de “boas” mensagens. Leia este aviso da China of Shanghai International News enviou hoje um SOS para todos os assinantes (este é o terceiro lembrete) que os especialistas recomendam: por favor, não envie o bom dia, boa noite, como imagens prontas.

Os relatórios indicam que os hackers na China projetaram-nas tão perfeitamente que ocultam os códigos de phishing dentro deles, quando todos enviam essas msgs enviam junto esse dispositivo que os hackers usam pra roubar informações pessoais dos dispositivos que recebem. Foi relatado que mais de 500 mil vítimas de fraude já foram enganadas.

Se deseja cumprimentar outros, escreva sua própria mensagem para se proteger e proteger sua família e amigos. Importante elimine todas as mensagens de saudação que você tem no seu celular para sua própria segurança. Avise a todos os seus amigos para evitar que hackers sejam feitos com phishing. Essas imagens ,aparentemente “inocentes”, do tipo “GIF” podem facilitar o roubo dis seus dados pessoais, números de cartão de crédito e Pin’s.

A sugestão é que cumprimente os outros escrevendo suas próprias palavras ou usando a imagem completamente feita por você mesmo. O material que você criar é completamente seguro. Envie isso para seus contatos para que você não continue recebendo os cumprimentos pré-fabricados ladrões de dados.

Brasil sofreu 15 bilhões de ataques cibernéticos da China em posts de “Bom dia! Boa tarde! Boa noite!”?

O texto, printado e com o trecho que fala das mensagens “da China” destacado, se espalhou com muita força na internet. Porém, a mensagem que circula online mistura uma notícia real desatualizada e uma notícia fake só para “gerar confusão”.

Vamos começar pelo segundo trecho: é falso que hackers chineses estão enviando arquivos maliciosos em mensagens de “Bom dia! Boa tarde! Boa noite!” no WhatsApp. Já desmentimos essa história em duas oportunidades (aqui e aqui). Como o desmentido de outrora vale para hoje, relembre o que foi dito:

Para começar, a mensagem tem muitas das características de boatos na internet. Tem caráter alarmista, pedido de compartilhamento e erros de português. Os erros, por sinal, acontecem porque a mensagem é uma tradução automática de um texto em inglês.

Ao buscar sobre a origem do texto, descobrimos algumas coisas interessantes. A primeira delas é que não existe China of Shanghai International News. Tentamos buscar por algum órgão com esse nome e não achamos nada. A outra coisa é que a história é classificada como “spam” em língua inglesa.

Nem precisava deste “giro todo” para descobrir que a história é falsa. Uma informação desmente todo o boato. GIFs nada mais são do que arquivos de imagem e não há como “inserir” um vírus em uma imagem. Como se sabe, o WhatsApp permite apenas o compartilhamento de imagens, vídeos e documentos.

Há uma possibilidade para que alguém pudesse se aproveitar de GIFs para roubar dados: se o site que “gera” as imagens tivesse algum arquivo malicioso que fosse inserido no computador ou celular da pessoa. Viu que falamos no condicional? Sim, porque não há uma notícia séria sobre hackers da China que estejam fazendo isso.

Já deu pra ver que não tem nada de hackers chineses mandando mensagens com vírus. Mas a balela não para por aí. A outra parte do texto (que liga os 15 bilhões de ataques cibernéticos com os gifs de bom dia) também não procede.

Na realidade, os dois primeiros parágrafos foram completamente copiados dessa matéria do site Tecmundo. Em nenhum momento, a matéria completa fala que os ataques vêm exclusivamente da China ou que têm a ver com mensagens de bom dia. Vale dizer que o trecho que aponta “nos últimos três meses” também está desatualizado. Isso porque a matéria é de 2019 e os dados são relativos aos meses de abril, maio e junho de 2019.

Os últimos números que tivemos acesso são “um pouquinho mais animadores”. Nos primeiros três meses de 2020, o Brasil teve, de acordo com o relatório mais recente da Fortinet (mesma fonte apontada no fake), 1,6 bilhão de ataques cibernéticos entre janeiro e março deste ano.

Resumindo: a história que aponta que o Brasil 15 bilhões de ataques cibernéticos da China nos últimos três meses é falsa. Não passa de mais um boato que cita as mensagens de Bom Dia no WhatsApp (deixem as pessoas serem felizes) por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/318Tn5c
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet