Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Tecnologia > 4 Mitos sobre a internet 5G

4 Mitos sobre a internet 5G

Desmentimos alguns mitos sobre a internet 5G, sua tecnologia e sua velocidade.

A tecnologia 5G, ou a quinta geração de redes móveis, têm sido alvo de vários mitos e desinformação desde o seu surgimento. Embora o 5G prometa revolucionar a conectividade, oferecendo velocidades de Internet significativamente mais rápidas e maior capacidade de dados, alguns conceitos errados têm circulado, gerando preocupações infundadas entre o público.

Antes de falar sobre esses boatos, saiba o significado e importância do 5G. O termo “5G” refere-se à quinta geração da tecnologia de comunicações móveis, representando a evolução das redes sem fios. A sua importância é multifacetada e tem impacto em diferentes sectores da sociedade. Há alguns itens importantes na tecnologia.

Um deles é a velocidade e eficiência. Por exemplo, para desfrutar da melhor experiência quando se joga no melhor casino online em Portugal, é necessário ter uma boa ligação à Internet. Afinal quando jogamos games, cassinos, acessamos redes sociais e publicamos conteúdos em vídeo, precisamos de uma boa conexão de internet. Imagine você estar próximo de vencer uma partida e ser desconectado. Não é nada agradável.

Neste contexto, a tecnologia 5G desempenha um papel fundamental. Outro é a promessa de baixa latência (significa tempos de resposta mais rápidos entre dispositivos ligados), há ainda a maior capacidade, impulso à inovação e inclusão digital: ao oferecer conectividade de alta velocidade em zonas remotas e em desenvolvimento.

Quatro mitos sobre a internet 5G

Os mitos e as preocupações em torno da tecnologia 5G têm origens diversas e estão frequentemente associados a informações inexatas ou mal compreendidas. Alguns dos principais contextos que contribuíram para esses mitos incluem:

Vídeo: é falso que médico favorável a Ivermectina ganhou prêmio de Melhor Cientista do mundo

1) Teorias da conspiração: Algumas teorias da conspiração sugerem que a tecnologia 5G está ligada a eventos negativos, como a propagação de doenças, especialmente no contexto da pandemia da COVID-19. Estas alegações não têm base científica, mas ganharam força nas redes sociais, alimentando preocupações infundadas. Temos um exemplo neste texto do Boatos.org.

2) Saúde e radiação: Foram levantadas preocupações sobre possíveis impactos na saúde humana devido à exposição à radiação das antenas 5G. Porém, estudos científicos não indicaram riscos significativos para a saúde em níveis de exposição dentro das diretrizes estabelecidas, mas o medo da radiação contribuiu para os mitos sobre o 5G. O Boatos.org desmentiu, inclusive, um artigo que fala sobre pássaros e uma fake news sobre este risco.

3) Privacidade e segurança. Com o aumento da conectividade e da recolha de dados em ambientes 5G, surgiram algumas preocupações relacionadas com a privacidade e a segurança. As questões sobre quem tem acesso aos dados gerados pelo 5G e como essas informações são protegidas têm sido uma fonte de preocupação. Há uma, inclusive, sem fundamento que fala sobre um “robô mosquito 5G”.

4) Impacto ambiental: Conforme mostrado na história dos pássaros, existem preocupações quanto ao impacto ambiental da infraestrutura necessária para suportar as redes 5G, incluindo a quantidade de energia consumida pelas antenas e estações de base. Por enquanto, não procedem estas preocupações.

Ou seja: se você vir alguma mensagem que fale sobre grandes teorias envolvendo a tecnologia 5G, pense duas vezes. Ela pode ser uma fake news. Mais do que isso: pode ser uma fake news que já foi desmentida na internet.