Rancho Queimado (SC) zerou mortes por Covid-19 com “tratamento precoce” #boato

Boato – A cidade de Rancho Queimado (SC) zerou mortes por Covid-19 com “tratamento precoce”. O município, de 7 mil habitantes, teve todos os casos recuperados e nenhuma internação no hospital.

“Terapia milagrosa” ou “Kit Ilusão”? Esses são alguns dos termos que vêm rodando a internet nos últimos dias quando se fala no famoso “tratamento precoce”. À base de hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina, compostos que, inclusive, fazem parte do “combo” de fake news nas redes sociais, o chamado “Kit Covid” virou alvo de debates entre os internautas e vem deixando muitas pessoas em dúvida em relação à eficácia contra o vírus.

E em mais uma dessa série, uma publicação que começou a circular com força nos últimos dias, especialmente no Facebook, dá conta de que a cidade de Rancho Queimado, em Santa Catarina, teria zerado o número de mortes por Covid-19 com o tal “tratamento precoce”. A informação está sendo compartilhada através de um vídeo em que um homem explica que a cidade, com, supostamente, cerca de 7 mil habitantes, teve casos recuperados da doença e, o mais impressionante, nenhuma internação. “Hospital completamente vazio”, diz ele.

Durante a fala, ele explica que o tratamento precoce teria sido implantado após decisão da prefeita de Rancho Queimado, exaltando o trabalho da gestora e dos médicos locais. Confira, a seguir, o texto original da publicação, o vídeo que está circulando pelas redes sociais e a trechos da transcrição da fala do homem:

Texto da publicação: ASSISTAM A ESSE VÍDEO – ACONTECEU RANCHO QUEIMADO SC Transcrição do vídeo: “Amigos, tudo bem? Estou chegando aqui pra falar pra você, pra convidar você, pra acessar o meu Facebook. Procurem nesses endereços a matéria que fala sobre Rancho Queimado. Rancho Queimado é uma cidade que fica no bairro Vale Itajaí, próximo de Rio do Sul, Blumenau. A prefeita do município adotou o critério de tratamento precoce à base de Hidroxicloroquina, Ivermectina e Azitromicina e componentes vitamínicos… Zinco e tudo mais. Sabe qual é o índice de mortalidade lá? Zero. Ninguém morreu de Covid.

Uma cidade com 6 mil, 7 mil habitantes, muitas pessoas foram contaminadas com o vírus, mas todas, todas elas recuperadas e nenhuma internação ou raríssima internação. Hospital vazio, completamente vazio. E para vocês terem uma ideia da grandeza disso, é tão sério, que eles receberam pressão de órgãos de saúde de estados do Brasil pra que isso não fosse feito. Você imagina que eles salvaram a vida de todas as pessoas. Ninguém morreu de Covid lá em Rancho Queimado, que, aliás, eu até sugiro: mude o nome. Não é mais Rancho Queimado. É Rancho da Vida. […]

Rancho Queimado (SC) zerou mortes por Covid-19 com “tratamento precoce”?

O vídeo viralizou nas redes sociais, rendendo uma série de compartilhamentos e comentários. No entanto, a história não procede.

E desconfiamos disso, para começar, por conta do histórico crescente de boatos que surgiram sobre o “tratamento precoce contra Covid-19” nos últimos dias. Alguns deles, inclusive, nós desmentimos aqui no Boatos.org, como, por exemplo, aquele estavam espalhando por aí que o tratamento precoce (com cloroquina) teria feito Búzios (RJ) zerar casos de Covid-19; outro que dizia que o secretário de saúde de SP teria recomendado o tratamento precoce; e até aquele que apontava que a Associação Americana de Médicos (AMA) teria liberado a hidroxicloroquina para tratamento precoce contra a Covid-19.

E no nosso caso de hoje, antes de entrarmos na questão da cidade de Rancho Queimado (SC), vale destacar que não há qualquer comprovação científica de que o tal “tratamento precoce contra Covid-19” tenha real eficácia contra o vírus. Afinal de contas, vários estudos já apontaram que os medicamentos presentes no kit (Hidroxicloroquina, Ivermectina e Azitromicina) não possuem efeito comprovado contra o coronavírus.

Há algumas semana, no A Semana em Fakes, inclusive, nós reunimos a avalanche de fake news que surgiram sobre a “cura” da Covid-19 com a cloroquina nas redes sociais, desde quando o presidente Jair Bolsonaro falou pela primeira vez sobre o remédio em rede nacional (naquele polêmico pronunciamento de 24 de março de 2020) até quando os órgãos de saúde, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), divulgaram recomendações para evitar o uso do fármaco em casos da doença, devido à “pouca ou nenhuma redução na mortalidade de pacientes com COVID-19 hospitalizados quando comparados ao tratamento padrão”.

O mesmo aconteceu em relação à ivermectina. Um estudo realizado por pesquisadores da Monash University (da Austrália) até chegou a confundir muitas pessoas ao apontar eficácia do medicamento em testes in vitro, fazendo com que, após a descontinuação dos testes com a cloroquina por parte da OMS, a ivermectina virasse a nova candidata à “cura” da Covid-19. Porém, o remédio sequer chegou a passar nos testes clínicos do estudo (fases I, II e III), que são obrigatórios para verificar a segurança e eficácia de qualquer medicamento (confira mais detalhes no A Semana em Fakes #05).

Dito isto, em relação à cidade de Rancho Queimado (SC), logo de cara, podemos cravar que a informação de que o município tem “zero mortes” por Covid-19 é totalmente falsa. Para começo de conversa, Rancho Queimado possui uma média de 2,8 mil habitantes (dados do IBGE), e não “6 ou 7 mil”, como aponta o homem no vídeo que está sendo compartilhado. Há casos e mortes na cidade.

Mais que isso, existem outras versões do boato que apontam que Rancho Queimado teria “vencido” a Covid-19 com o tratamento precoce. No entanto, isso também não é comprovado nos números. Se compararmos o número de casos do município aos das cidades limítrofes (Águas Mornas, Alfredo Wagner, Angelina, Anitápolis, Leoberto Leal e São Pedro de Alcântara) é possível constatar que Rancho Queimado é a que tem maior número de casos e óbitos de Covid-19, considerando a média da população. A fonte é o sistema SUS Analítico do Ministério da Saúde e a comparação poder vista na imagem abaixo: 

Comparação entre Rancho Queimado e municípios vizinhos no dia 06/03/2021 no site Sus Analítico
Comparação entre Rancho Queimado e municípios vizinhos no dia 06/03/2021 no site Sus Analítico

Resumindo: A publicação que dá conta de que Rancho Queimado (SC) zerou as mortes por Covid-19 com tratamento precoce é falsa. No total, foram registrados 3 óbitos em decorrência da doença no município (dados do Ministério da Saúde). Além do mais, não há qualquer comprovação científica sobre a eficácia dos medicamentos presentes no kit do “tratamento precoce contra Covid-19”.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/3kWrohw
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy