Porto Feliz (SP) tratou 100% da população com hidroxicloroquina e não teve nenhuma morte #boato

Boato – Porto Feliz (SP), cidade que teve o prefeito reeleito com 92,1% dos votos, tratou 100% da população com hidroxicloroquina e não teve nenhuma morte.

O resultado do primeiro turno das eleições está, de certa forma, fazendo com que uma história lá de julho voltasse a ser citada na internet. Trata-se do “exemplo” da cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo em relação ao combate ao coronavírus.

De acordo com textos que circulam online, a cidade (que reelegeu o atual prefeito com 92,1% dos votos) teve 100% da população tratada preventivamente com a hidroxicloroquina e, por isso, seria um exemplo ao país todo no combate ao coronavírus. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

O prefeito de Porto Feliz/SP, cidade referência no combate a covid 19, cidade onde 100% da população foi tratada preventivamente com a hidroxicloroquina, obtendo êxito extraordinário, nenhuma morte de covid 19 foi registrado na cidade depois que se iniciou o tratamento. Esse prefeito foi reeleito com 92,1% dos votos, agora procura saber se a grande mídia chamou esse prefeito pra uma entrevista?

Porto Feliz (SP) tratou 100% da população com hidroxicloroquina e não teve nenhuma morte?

A mensagem se espalhou muito na internet e ajudou a reforçar o pensamento (não comprovado cientificamente) de que o tratamento profilático da hidroxicloroquina seria eficaz contra a Covid-19. Porém, as informações relacionadas à cidade de Porto Feliz são falsas.

Antes de falar do caso específico, precisamos reforçar o que já falamos diversas vezes. Apesar da hidroxicloroquina ser alardeada como uma suposta cura da Covid-19, não há comprovação científica de que o remédio seja eficaz no combate à doença. Ao contrário, há estudos publicados em revistas científicas de renome que mostram que o remédio não é eficaz e, ainda por cima, pode causa efeitos colaterais.

Quando falamos de um remédio que não tem eficácia comprovada e, ainda por cima, pode causar problemas de saúde, é claro que o uso “preventivo” (em outras palavras, sair tomando hidroxicloroquina sem ao menos ter contraído o coronavírus) não é recomendado. E, ao contrário do que aponta a mensagem, Porto Feliz não fez isso.

Como apontou a própria prefeitura a uma reportagem da Agência Pública, a cidade não distribui “kits” à população. A assessoria apontou que o remédio só é receitado em pacientes com a doença e que fizeram exames e avaliação de riscos de efeitos colaterais.

A mesma matéria da Agência Pública derruba a segunda tese apresentada na mensagem: de que ninguém morreu após o início da adoção do tratamento contra coronavírus com hidroxicloroquina. Na época da publicação (outubro de 2020), 13 pessoas haviam morrido por causa da doença na cidade (que tem 53 mil habitantes). Ao olhar o boletim epidemiológico da cidade, vimos que há o registro de 15 mortes pela doença. As duas publicações derrubam a tese (já desmentida aqui) de que Porto Feliz “zerou as mortes” com cloroquina.

Resumindo: a história que aponta que Porto Feliz tratou 100% da população com hidroxicloroquina e que ninguém morreu por Covid-19 na cidade é falsa. Trata-se de mais um boato relacionado ao fármaco (que não é indicado para tratamento do coronavírus) que circula na internet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet