Pilotos de avião (da Gol e da British) morrem por causa da vacina contra Covid-19 #boato

Boato – Pilotos, copilotos e comissários de avião da Gol e British Airways morreram por tomarem a vacina contra a Covid-19.

Tão preocupante quanto o novo coronavírus, é a hesitação de muitas pessoas em se vacinar. A verdade é tanta que, em 2019, antes mesmo da pandemia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já classificava o receio em se vacinar como uma das dez ameaças à saúde pública global. Em meio à desconfiança, os boatos que circulam sobre o assunto potencializam o medo de que a vacina não seja segura.

O último que circula online aponta para uma tragédia: pilotos de avião mortos por causa da vacina contra a Covid-19. A mensagem que viralizou online conta que dois comandantes, um comissário e um copiloto da Gol enfartaram após serem imunizados contra a Covid-19. Desses, dois não resistiram e morreram. O texto informa ainda que os pilotos da British estão em “crise” após a informação de que quatro pilotos recém vacinados morreram. Leia o que diz a mensagem:

31 de Agosto Comandante da Gol infarta pousando aeronave na Cidade de Cascavel. Levado ao hospital colocou Stents, passa bem. 05 de Setembro Comissário da Gol após retornar do vôo tem infarto fulminante e infelizmente não resistiu 05 de Setembro Co-Piloto da Gol passa mal, infarta, buscou atendimento médico, passa bem. 06 de Setembro Comandante da Gol passa mal AVC e infelizmente nao resiste. Todos na casa dos 40 anos e vacinados. 

Os pilotos britânicos estão em crise com a Britsh airways por que souberam que morreram quatro pilotos que haviam sido recém vacinados e eles não haviam sido avisados. Lembrando: os pilotos passam por exames rigorosíssimos de saúde a cada seis meses e tem que estar 100% saudáveis para poderem voar. 

Lógico que isso foi negado pelos meios de checagem de notícias tradicionais no caso a Reuters. Deram a clássica desculpa: as causas da morte não tem nada a ver com a vacina. Entretanto, na suas próprias investigações, eles descobriram que não foram só 4 pilotos, mas 41 e naturalmente estão alvoroçados porque em nenhum momento isso foi comunicado a eles.

O mais grave é que não houve nenhuma medida das Autoridades competentes para evitar que os pilotos recém-vacinados pilotassem os aviões nesse período Causando um risco muito grande para os passageiros. Mais surpreendente ainda é que a Espanha e Rússia estão recomendando aos passageiros vacinados para COVID-19 que não voem, porque têm risco aumentado de formação de coágulos sanguíneos e trombose durante o voo. Ou seja, você tem que vacinar para voar e agora não pode voar porque foi vacinado. Deu pra entender?

Pilotos de avião (da Gol e da British) morrem por causa da vacina contra Covid-19?

A mensagem gerou muito burburinho nas redes sociais e em grupos de WhatsApp anti-vacinas, mas o que nem todos sabiam é que as histórias nada tem a ver com os efeitos colaterais da vacina.

Ao bater o olho na mensagem, alguns detalhes chamaram atenção. O primeiro está nas características da mensagem, que é vaga, alarmista e não cita fontes confiáveis. O segundo está no histórico de boatos sobre vacinas e seus efeitos colaterais (leia aqui, aqui e aqui).

É óbvio que neste caso não há outro caminho senão buscar pelos casos. Pois bem, o primeiro caso narrado, que aconteceu em Cascavel, é real, mas não há qualquer relação com a vacina. No dia 31 de agosto de 2021, o voo G31181, da Gol, foi cancelado após o piloto, de 45 anos, sentir fortes dores na região torácica. Segundo o Portal Catve, a aeronave, oriunda da cidade paulista de Guarulhos, pousou por volta das 11h, após o piloto passar mal.

Nos três casos seguintes, do comissário, copiloto e comandante, não encontramos nada sobre o assunto. Ao buscar por mortes de pilotos nos últimos dias, encontramos o caso do ex-piloto de motociclismo, Jorge Lis, que morreu de Covid-19 no dia 8 de setembro de 2021. Jorge, que se negou a vacina, estava internado há 45 dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por conta da doença.

Voltando ao boato, no caso dos quatro pilotos da British Airways, descobrimos que o alerta é fruto de uma fake news já desmentida. Na época, a própria companhia desmentiu o boato de que quatro de seus pilotos teriam morrido devido a reações da vacina contra a Covid-19. A British Airways confirmou a morte dos pilotos e informou que nenhuma das mortes estavam ligadas a vacinas.

A Reuters e Politifact, agências gringas de fact-checking, também desmentiram a informação. Segundo a Reuters, o boato se espalhou com um áudio em que um sujeito diz que “um amigo que é piloto BA” e explica que “as coisas estão ficando loucas depois que os pilotos faleceram”. A agência questionou a companhia, que informou que a informação não procede.

Resumindo: nenhum piloto de avião da Gol ou da British morrem por causa da vacina contra Covid-19. A história é fruto da soma de muito alarmismo, falta de informação e fake news, inclusive, já desmentidas.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso