OMS alerta sobre máscaras infectadas da China e Índia que chegam ao Brasil #boato

Boato – Em vídeo, OMS diz que máscaras vindas da Índia e China para o Brasil estão contaminadas e que “são produzidas às pressas e em lugares impróprios”.

Desde fevereiro, quando o primeiro caso de Covid-19 foi registrado no Brasil, o uso de máscaras de proteção se tornou rotina na vida de muita gente. O medo do novo coronavírus aumentou a procura pelo equipamento de segurança e deixou as prateleiras de muitas lojas vazias.

Com a falta de equipamentos de proteção para os profissionais da saúde, o governo vai importar 240 milhões de máscaras da China. Mas, nos últimos dias, um vídeo que circula online deixou muita gente preocupada com os produtos que estão chegando no país. O vídeo que mostra uma entrevista coletiva da OMS revela que as máscaras vindas da Índia e China estão contaminadas por coronavírus.

O vídeo inicia com a abertura do Jornal GloboNews e, em seguida, mostra Tedros Adhanom, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), durante uma entrevista coletiva. Segundo o vídeo, Adhanom teria dito que “as máscaras são produzidas às pressas, em lugares impróprios e sem o mínimo controle”. Na descrição, o texto diz que “OMS alerta sobre máscaras infectadas que chegam ao Brasil”. Assista e leia a transcrição do vídeo:

Segundo alerta da Organização Mundial da Saúde, máscaras vindas da ìndia e da China estão apresentando um alto grau de contaminação por coronavírus. Essas máscaras são produzidas às pressas, em lugares impróprios e sem o mínimo controle de cuidado higiênico. Neste exato momento, pessoas que pensam estar seguras por usar a máscara de proteção estão na verdade correndo um grande risco de contaminação. A recomendação crucial da OMS é que todos usem máscaras esterilizadas para que o vírus não se espalhe ainda mais, agravando de maneira descontrolada o avanço da pandemia.

OMS alerta sobre máscaras infectadas da China e Índia que chegam ao Brasil?

É óbvio que muita gente acreditou nas palavras da OMS. Só tem um problema: quem acreditou não sabia que o vídeo estava fora de contexto. Continue lendo e entenda os porquês.

Ao bater o olho no vídeo, já ficamos com a pulga atrás da orelha. Começando pelas características (alarmista e cheio de informações vagas) e o histórico de fake news relacionadas ao coronavírus e as máscaras de proteção (veja exemplos aqui, aqui e aqui). Em uma delas, a história apontava que o Japão enviou máscaras contaminadas com Covid-19 para o Brasil. O assunto rendeu tanto que o Boatos.org fez um vídeo sobre os alertas de que máscaras de outros países estavam vindo contaminadas. Assista:

Pois bem, como já explicamos anteriormente, além de não ter lógica, uma denúncia como essa não passaria despercebida pela mídia. Dito isso, saiba que, ao buscarmos pelo alerta da OMS, nada encontramos. Por sinal, a OMS, ao contrário do que aponta o vídeo, recomenda o uso de máscaras.

Além da OMS, o Ministério da Saúde também passou a recomendar o uso de máscaras como uma forma de prevenção ao novo coronavírus e tem incentivado a população na fabricação de máscaras caseiras.

Ao assistir o vídeo, notamos que no rodapé aparece uma notícia sobre o primeiro dia de confinamento na Rússia e, a partir dela, localizamos a data de publicação (30/03/2020) e o vídeo com a entrevista da OMS. Pois bem, na verdade, trata-se de uma montagem. No vídeo original, Tedros Adhanom alertou para a sobrecarga do sistema de saúde e falou sobre o impacto da pandemia no mundo.

Resumindo: a OMS não alertou sobre máscaras infectadas da China e Índia que chegam ao Brasil. Primeiro, porque o alerta não faz o menor sentido. E segundo, porque a OMS nunca disse isso. Ou seja, a história não passa de #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Otkv5l
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)