Dono do bar Stadt Jever, em BH, grava áudio falando mal da cerveja Ambev #boato

Boato – Em áudio, dono do bar Stadt Jever, um dos mais tradicionais de Belo Horizonte, faz críticas às cervejas da Ambev. Além de falar sobre o prazo de validade, ele denuncia que rótulos da marca causam câncer de próstata.

Desde que se descobriu que cervejas da empresa Backer estavam contaminadas com uma substância chamada dietilenoglicol, uma histeria coletiva tomou conta da internet. Enquanto autoridades ainda buscam entender o que aconteceu, diversas informações falsas sobre outras marcas estão circulando com força por aí. Na história de hoje, a Ambev e o bar Stadt Jever são citados.

De acordo com mensagens que estão circulando no WhatsApp e Facebook, o dono do Stadt Jever, localizado em Belo Horizonte, teria gravado um áudio fazendo diversas denúncias contra cervejas no Brasil, especialmente da marca Ambev.

Dentre as informações repassadas, duas foram as mais fortes: 1) Que era preciso beber cerveja até seis meses após a fabricação. 2) Que as cervejas da Ambev causam câncer na próstata. Leia duas versões da história que circulam online e escute o áudio:

Versão 1: Dono do Stadt Jever em BH, um dos mais tradicionais bares há mais de 40 anos em funcionamento, falando sobre estas cervejas de má qualidade! Versão 2: Dono do Stadj Jever em BH um dos mais tradicionais bares ha mais de 40 anos funcionando falando sobre estas cervejas lavagens

Dono do bar Stadt Jever, em BH, grava áudio detonando cerveja Ambev?

O tal áudio se espalhou com muita força na internet. Mas será mesmo que as informações contidas no áudio sobre as cervejas da Ambev são reais? E será que o dono do bar Stadt Jever gravou mesmo o arquivo? As respostas são não e não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

A primeira parte, que fala do “mérito” do áudio, já havia, inclusive, sido desmentida no Boatos.org. No final do ano, o mesmo áudio circulou atribuído a um sujeito que “tinha um cliente” ligado à Ambev. Por isso mesmo, relembre o que escrevemos sobre o teor do áudio:

Para começar, a mensagem tem todas as características de boatos online. É vaga (o sujeito sequer se identifica, não identifica o nome do amigo, o nome da empresa, nada), alarmista, com erros de português, tem pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis. Ao buscar mais detalhes por qualquer uma das teses apresentadas pelo sujeito, nada encontramos.

A partir daí (principalmente da ausência de algo que balize a informação), resolvemos analisar alguns detalhes que, rapidamente, revelaram escorregões na tese. O primeiro é falar sobre as datas de validade. Além de generalizar que no exterior “são seis meses”, o autor do áudio é desmentido por esse link. Ele aponta que a validade no Reino Unido é de 6 meses a 2 anos. No Brasil, o tempo é de até 18 meses. Ou seja: primeira tese já foi derrubada.

A segunda, do câncer de próstata e da marca Ambev, é mais esdrúxula ainda. Além de não existir nenhum estudo que ateste isso (e aí nem o “amigo engenheiro químico” poderia falar com tanta propriedade), a doença não tem apenas uma causa e sim é causada por um conjunto de fatores, desde genéticos até alimentares.

Só para jogar uma última pá de terra na história, pedimos para a própria Ambev analisar o áudio. A resposta foi a que imaginávamos: trata-se de uma fake news. Mais do que isso, foi nos dito que não são utilizados conservantes na fabricação das cervejas da marca. Leia:

Os fatos mencionados são falsos. A Cervejaria Ambev não produz cervejas com conservantes, antioxidantes ou estabilizantes. Temos um controle de qualidade rigoroso, com cerca de 1.300 pontos e 374 testes ao longo do processo de produção. Nossas cervejas internacionais também seguem os mesmos padrões de qualidade, independente de onde são produzidas.

A informação é corroborada por esse FAQ da empresa. Leia o que é dito sobre a pergunta “Por que vocês utilizam conservantes e anti-oxidantes nas receitas?”

Nossos mestres-cervejeiros sempre tiveram excesso de zelo com a qualidade. Usávamos estabilizantes da espuma e antioxidantes de origem naturais. Este último, por exemplo, é semelhante à vitamina C, ambos para garantir uma cerveja fresca e com espuma cremosa e consistente. Há anos investimos muito em tecnologia e, hoje, temos tamanho controle dos processos que garantimos a ausência de oxigênio em nossas cervejas, e, por isso, vimos que poderíamos retirar esses aditivos naturais.

Agora, vamos falar da autoria. Também é falsa a informação que aponta que o áudio foi gravado pelo dono do bar Stadt Jever. Além das desconfianças que tínhamos pelo fato do áudio ter circulado, inicialmente, anonimamente para apenas agora se atribuído a ele, conseguimos uma negativa oficial.

Ao entrar em contato com a página da Stadt Jever no Facebook, obtivemos a seguinte resposta: “Fake news. Veja o Instagram de @josefelipec, filho do dono”. Fomos até a página e descobrimos uma postagem na qual ele nega que o pai, Miguel Carneiro, seja o autor do áudio. De quebra, ele reforça que o conteúdo do áudio é “asneira sem sentido”. Veja o que foi escrito:

Fake news. De repente no WHATSAPP começou a circular um audio sobre cerveja ser maléfica à saúde quando consumida próxima da validade ; e dizia supostamente ser a voz do meu Pai, Miguel Carneiro e proprietário do Stadt Jever @stadtjever . É MENTIRA. Não é ele que fez este audio e o cidadão que o gravou não entende absolutamente nada do que está falando. Só asneira sem sentido, q algum aproveitador espalhou […] ⁣

⁣Resumindo: a história que aponta que o dono do bar Stadt Jever gravou um vídeo falando mal das cervejas da Ambev é falsa. O conteúdo também não procede. Não passam de mais duas balelas relacionadas ao assunto que circula por aí.

P.S.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/39Tje3u

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet