Cerveja Ambev causa câncer de próstata por causa dos conservantes #boato

Boato – Áudio denuncia mazelas da Ambev. Além de deixar segurar validade da cerveja por até 12 meses (algo que não acontece em outros países), cervejaria coloca conservantes que causam câncer de próstata.

Quando o assunto é cerveja no Brasil, uma empresa reina: a Ambev. Nascida da fusão de algumas das principais marcas do país, a cervejaria tem cerca de 70% do market share do setor no Brasil. A soberania no mercado também rende visibilidade para boatos online.

Sobre a empresa, já falamos de histórias falsas relacionadas a pombos na cevada, cerveja com urina de cavalo e vagas falsas de emprego. Hoje, vamos falar de um áudio “bombástico” que está circulando por aí.

De acordo com a mensagem, que viralizou no WhatsApp, as cervejas do Brasil estão “com tudo errado”. Vocês poderão ler trechos da transcrição mais para frente ou ouvir o conteúdo, mas vamos resumir o que é dito.

Primeiro, o sujeito fala que a fonte dele é “um cliente que é engenheiro químico de cervejas”. O tal “cliente” teria dito que o prazo de validade das cervejas no Brasil (um ano) é errado (pois no resto do mundo é seis meses). Falou também que há conservantes na cerveja da Ambev que fazem mal e causam câncer de próstata. Ouça e leia:

Bom dia, beleza pessoal. Deixa eu dar só um esclarecimento sobre a cerveja. Talvez alguns acham bacana, outros não mas ok, faz parte. Eu tenho um cliente que é o engenheiro químico da Ambev. Esse cara mora nos Estados Unidos. Ele é muito requisitado no mundo inteiro que é o maior Laboratorial de Cervejaria do mundo é dele. […]

Conversando com ele, outro dia ele falou para mim o seguinte: Robner é claro que toda cerveja maravilhosa e etc. Quanto mais perto da data de fabricação de engarrafamento da cerveja que você compre e toma. Mais saudável a é. Cerveja acima de 5 meses já começa a fazer mal para saúde seja qual for a marca não importa seja Heineken, seja Skol, seja Brahma, seja Itaipava… não interessa

Por que o conservante que a cerveja que é usado no Brasil nas cervejas ele tem prazo de validade de 6 meses, porém a nossa fiscalização, que é corrupta, ela segura para 12 meses uma cerveja na prateleira de uma loja de um supermercado. Por que é máfia. Mas, a partir do sexto mês já começa a fazer mal. Ela já é meio suspeita tá então tanto que não fora do Brasil nenhuma cerveja vendida após 6 meses de engarrafamento. […]

Pessoalmente aí acima de 45 anos aí que gosta de tomar uma cervejinha ele deu uma dica aí: ele falou “procura não tomar Ambev porque conservante da AMBEV para quem já tem um pouco mais de idade acima dos 45/50 anos ela detona próstata tá”. Muitos problemas que muita gente que tem problema de próstata aí próstata inchada, câncer de próstata venha acontecer futuramente, o maior causador disso, que não é divulgado é a cerveja e a cerveja da Ambev principalmente Ambev. […]

Cerveja Ambev causa câncer na próstata por causa dos conservantes?

Caramba! Que teoria, hein. Em meio a tantas informações, nem sabíamos por onde começar. Mesmo assim, seguimos em frente e chegamos à conclusão que imaginávamos. O tal áudio é uma balela das grossas.

Para começar, a mensagem tem todas as características de boatos online. É vaga (o sujeito sequer se identifica, não identifica o nome do amigo, o nome da empresa, nada), alarmista, com erros de português, tem pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis. Ao buscar mais detalhes por qualquer uma das teses apresentadas pelo sujeito, nada encontramos.

A partir daí (principalmente da ausência de algo que balize a informação), resolvemos analisar alguns detalhes que, rapidamente, revelaram escorregões na tese. O primeiro é falar sobre as datas de validade. Além de generalizar que no exterior “são seis meses”, o autor do áudio é desmentido por esse link. Ele aponta que a validade no Reino Unido é de 6 meses a 2 anos. No Brasil, o tempo é de até 18 meses. Ou seja: primeira tese já foi derrubada.

A segunda, do câncer de próstata e da marca Ambev, é mais esdrúxula ainda. Além de não existir nenhum estudo que ateste isso (e aí nem o “amigo engenheiro químico” poderia falar com tanta propriedade), a doença não tem apenas uma causa e sim é causada por um conjunto de fatores, desde genéticos até alimentares.

Só para jogar uma última pá de terra na história, pedimos para a própria Ambev analisar o áudio. A resposta foi a que imaginávamos: trata-se de uma fake news. Mais do que isso, foi nos dito que não são utilizados conservantes na fabricação das cervejas da marca. Leia:

Os fatos mencionados são falsos. A Cervejaria Ambev não produz cervejas com conservantes, antioxidantes ou estabilizantes. Temos um controle de qualidade rigoroso, com cerca de 1.300 pontos e 374 testes ao longo do processo de produção. Nossas cervejas internacionais também seguem os mesmos padrões de qualidade, independente de onde são produzidas.

A informação é corroborada por esse FAQ da empresa. Leia o que é dito sobre a pergunta “Por que vocês utilizam conservantes e anti-oxidantes nas receitas?”

Nossos mestres-cervejeiros sempre tiveram excesso de zelo com a qualidade. Usávamos estabilizantes da espuma e antioxidantes de origem naturais. Este último, por exemplo, é semelhante à vitamina C, ambos para garantir uma cerveja fresca e com espuma cremosa e consistente. Há anos investimos muito em tecnologia e, hoje, temos tamanho controle dos processos que garantimos a ausência de oxigênio em nossas cervejas, e, por isso, vimos que poderíamos retirar esses aditivos naturais.

Resumindo: é claro que é preciso beber (seja Ambev, Heineken ou qualquer outra bebida alcoólica) de forma moderada. Porém, as informações que falam de validade, câncer e etc que viralizaram no WhatsApp são falsas. É mais um “áudio pegadinha” que enganou muitos por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2MKuog3

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)