Coca Cola tem nível de açúcar 531 enquanto cerveja tem nível 45, prova vídeo #boato

Boato – Vídeo no qual um homem mede os níveis de açúcar em diversas bebidas mostra que a Coca Cola tem nível 531 de glicose enquanto a cerveja tem, no máximo, 45.

Durante a pandemia da Covid-19, muitas notícias falsas sobre “coisas” que testam positivo (como frutas, refrigerantes etc.) para a doença se espalharam na internet. Porém, se engana que a prática de viralizar subvertendo o uso de aparelhos é nova. A prova disso é um vídeo que se espalhou há muito tempo na internet.

Nas imagens, um homem se utiliza de um glicosímetro (aparelho para medir o nível de açúcar no, caixa alta, SANGUE) para demonstrar que cervejas de diversas marcas tem “glicose baixa” (com valores variando entre 22 e 45) e a Coca Cola tem um nível de açúcar de 531 (ou seja: de diabetes mortal). Assista ao vídeo e leia a transcrição dele:

Vamos fazer o teste do nível de açúcar na cerveja puro malte da Skol: 45. Vamos medir o nível de Açúcar da cerveja Devassa: 44. Nível de açúcar na Amstel: 37. Teste de açúcar na Budweiser: 33. Açúcar da Heineken. A campeã e mais cara: 22. O nível de açúcar na Coca Cola: 531.

Vídeo prova que Coca Cola tem nível de açúcar 531 enquanto cerveja tem nível 45?

“Se tá na internet é verdade”. Essa frase é tão falsa quanto a afirmação de que o vídeo prove os reais níveis de açúcar da Coca Cola e das cervejas de marca Skol, Devassa, Amstel, Budweiser e Heineken. Como já desmentimos esse mesmo boato em 2019, relembre o que escrevemos a respeito do assunto:

De cara, já vamos fazer uma ressalva antes que você saia se entupindo de Coca-Cola ou de outro refrigerante como se não houvesse amanhã: as bebidas prontas, seja refrigerante ou suco, possuem índices altos de açúcares. Portanto, é preciso consumir com moderação e, em caso de suspeita de diabetes, é necessário consultar um médico.

Dito isso, vamos lá! Ao buscar pela metodologia de testes de níveis de açúcares em refrigerantes, nossa equipe não encontrou nada sobre o uso do glicosímetro (para quem não conhece, esse é o aparelho para medir a taxa de glicose no sangue). E o motivo parece ser bastante simples: como o próprio nome do aparelho sugere, que ele serve para medir a glicose do sangue e não dos alimentos.

Em um dos vídeos, inclusive, há diversos comentários criticando as imagens e indicando os caminhos corretos para a medição. E não é preciso muito esforço para chegar à verdade. Ao procurarmos na internet, descobrimos que o método correto empregado para a medição é conhecido como método titulométrico de oxirredução de Eynon-Lane, que consegue medir a quantidade de monossacarídeos nas bebida. Vale ressaltar que, desde 2005, esse é o método oficial empregado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para a medição de açúcares em bebidas. Além desse método, existem outros possíveis para a medição, como o de refratômetro, o de espectrofotômetro de Somogyi-Nelson e o de cromatografia líquida de alta eficiência. Mas nenhum utiliza um glicosímetro no processo.

É importante destacar também que os manuais dos glicosímetros deixam bastante claro que o aparelho serve apenas para medir a quantidade de glicose no sangue e não outras coisas. Esse tipo de informação pode ser encontrada facilmente já nas primeiras páginas dos manuais.

Frente à toda essa polêmica, a Coca-Cola resolveu emitir uma nota explicativa sobre todo o caso. No comunicado, a empresa afirmou que medir a Coca-Cola com glicosímetro para determinar os níveis de glicose da bebida “não faz sentido”.

Não faz sentido, do ponto de vista científico, utilizar equipamentos de medição de glicose no sangue para aferir o açúcar de alimentos e bebidas. Para conhecer os níveis de açúcar de Coca-Cola ou de qualquer um de nossos produtos, recomendamos a leitura das informações sobre calorias em todas as nossas embalagens. Como todos os alimentos e bebidas, refrigerantes com açúcar podem ser apreciados com moderação. Para aqueles que querem reduzir a sua ingestão de calorias e açúcar, oferecemos uma grande variedade de bebidas saborosas com redução de açúcar, baixa ou zero caloria, como a Coca-Cola Sem Açúcar. Também temos muitas de nossas bebidas em embalagens menores. Qualquer pessoa preocupada com o risco de diabetes deve entrar em contato com seu médico.

Resumindo: apesar de ser muito curioso o vídeo, não é verdade que um aparelho para medir glicose possa revelar o quanto de açúcar tem uma bebida. O aparelho não foi feito para isso e a metodologia é completamente diferente.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet