Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > CEO da Pfizer não tomou vacina contra a Covid-19 #boato

CEO da Pfizer não tomou vacina contra a Covid-19 #boato

CEO da Pfizer não tomou vacina contra a Covid-19, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – O CEO da Pfizer Albert Bourla não se vacinou contra a Covid-19. A prova está no fato de ele ter uma viagem a Israel cancelada por não ter se imunizado.

O fato de a nova campanha de vacinação estar focada na vacina bivalente da Pfizer está fazendo com que as principais fake news que circulam na internet apontarem para a empresa (quem não lembra do tempo que isto ocorreu com a Coronavac). A mais nova aponta, novamente, para o seu CEO.

De acordo com mensagens que circulam online, Albert Bourla não teria se vacinado contra a Covid-19. A prova seria porque ele teve que cancelar uma visita a Israel por não estar imunizado. “O CEO da Pfizer teve que cancelar uma visita a Israel porque ele não é vacinado. Vou repetir: O CEO da Pfizer não esta vacinado!”, diz a mensagem.

CEO da Pfizer não tomou vacina contra a Covid-19?

Em algumas redes sociais como o Twitter, a história está se espalhando com todas as forças. Só que, assim como em tantas outras acusações contra responsáveis pelas vacinas, é falso que o CEO da Pfizer não se vacinou contra a Covid-19.

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Ultimamente, a Pfizer tem sido constantemente alvo de informações falsas que circulam em redes sociais. Já desmentimos, por exemplo, que o próprio Albert Bourla teria declarado que pretende reduzir a população em 50%.

Para piorar as desconfianças, a tese não faz muito sentido e se baseia em uma teoria de que as “vacinas foram feitas para matar” (os resultados em relação à Covid-19 provam o contrário disso).

Ao buscar sobre o assunto, descobrimos que, de fato, o CEO da Pfizer já teve uma viagem cancelada a Israel por não estar completamente vacinado. Detalhe: isso ocorreu em 2021 e, na época, o CEO da Pfizer não estava na lista de pessoas que poderiam se vacinar (ele havia dito que não “furaria fila”).

Ainda em 2021, Albert Bourla não só se vacinou como também publicou uma imagem do dia em que tomou a segunda dose da vacina. Em 2022, ele fez uma visita a Israel (o que comprova também que ele não é “barrado do país” até hoje).

Resumindo: é falsa a informação que aponta que o CEO da Pfizer, Albert Bourla, não se vacinou contra a Covid-19. A mensagem que aponta para isso usa um fato antigo para confundir em relação à vacinação.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 9275-5610

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/41sX0QS
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso